A 1º partida na Vila Belmiro

Published On 06/10/2016 | Vila Belmiro
Por Gabriel Santana, 
Santos, 06/10/2016

O primeiro jogo disputado no Estádio Urbano Caldeira, conhecido até então como “Campo do Santos FC”, foi realizado 10 dias após a inauguração oficial, no dia 22 de outubro de 2016.
O confronto gerou uma grande expectativa na cidade, e todos estavam ansiosos para presenciar o “match” entre o Campeão Santista e o valoroso Ypiranga, time da capital.

A PARTIDA
A elegante assistência, contabilizada aproximadamente em 2 mil pessoas, começou a chegar antes da hora prevista para o início da partida. “Grupos de senhoritas, trajando finas e elegantes “toilettes”, imprimiam aquuelle local, com a sua alegria juvenil e um tanto nervosa, um encanto, uma belleza, um verdadeiro mimo.”, como descreveu o Jornal A Tribuna.
Antes do início da partida, a Corporação Musical “Humanitária”, executou uma marcha vibrante, que gerou grande comoção no público.
Para a grande apresentação, o time santista organizou uma grande fiscalização no campo, e ficou assim separada pelos membros:
Nas arquibancadas – Agnello Cícero de Oliveira, Urbano Caldeira, Pedro dos Santos, José Freire, Belarmino Mendonça e Luiz Suplicy;
No bar – Francisco Rial, Ruperto Ozores e Antônio Lima;
Nas gerais – Fausto Santos, José Caetano Munhoz, Dagoberto Pacheco, Guilhermino Damásio, Alfredo Roiz e Domiciano Garcia;
Afim de facilitar o serviço de condução, houve também bondes especiais da Vila Mathias, em combinação com os bondes nºs 2, 3, 12 e 16, além dos extraordinários nº 17, que partiram do Largo do Rosário.
Os jornais locais lamentaram muito a ausência de Ary Patusca, e citaram algum “mal” que perseguia o time santista, pois o Alvinegro dificilmente conseguia escalar todos os seus titulares, porém, exaltaram entusiasmadamente o retorno de Adolpho Millon a equipe.
Acompanhando o 1º e 2º quadro do time do Ypiranga, um expressivo número de sócios descerem a serra. O match dos 2º “teams”, começou as 13h30 e a partida do 1º quadro, o 1º jogo oficial da Vila, iniciou as 15h30.
Como todos esperavam, a partida foi disputada em alto nível, com a linha de ataque do Santos tendo grande destaque. O Ypiranga também tinha uma valorosa equipe, e fez frente aos novos donos da casa.
A partida empolgou a numerosa assistência, e coube a um dos fundadores do clube e um dos primeiros craques revelados pelo Santos, Adolpho Millon, a responsabilidade por marcar o primeiro gol da história da Vila Belmiro.
O atacante Jarbas, em uma ótima jornada, ampliou o marcador para o time local, e acalmou os nervos dos atletas santista, deixando o placar mais folgado para a equipe.
O Ypiranga lutou até o final, e foi premiado com um tento, porém, a festa para o time da Vila Belmiro já estava completada.
A inauguração do novo campo foi um sucesso, e a vitória e a excelente partida somadas na grande tarde esportiva, marcaram a história do Santos Futebol Clube.
À noite em bondes especiais oferecidos à brava rapaziada do Santos, pelo seu entusiástico associado o sr. Leite Ribeiro, o “Coalhada”, foi feita uma passeata pelas ruas da cidade, passando defronte ao prédio do jornal entoando os hinos e modas da época e findando no Largo do Rosário, 14, no “Pombal” a sede do clube.

Ficha Técnica:
22/10/1916 – Santos 2 x 1 Ypiranga
Gols: Adolpho Millon e Jarbas; Formiga.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 2.000 aproximadamente
Árbitro: Hermann Friese
Santos: Odorico; Américo e Arantes; Pereira, Oscar e Junqueira; Adolpho Millon, Jarbas, Marba, Tedesco e Arnaldo Silveira.
Ypiranga: Dionísio; Dario e Ferreira; Loschiavo, Jacintho e Peres II; Hugo, Ary, Bororó, Peres e Formiga.

Fontes e Referências:
Jornal “A Tribuna”;
Jornal “Folha da Manhã”;
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Historiador Guilherme Guarche;

One Response to A 1º partida na Vila Belmiro

  1. Rafa Silva says:

    LINDA HISTÓRIA DA NOSSA PRAÇA DE ESPORTES!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *