A conquista do 8º título paulista!

Published On 26/10/2015 | A História das conquistas
Por Kadw Gommes
Santos, 26/10/2015

Estupendo, exuberante e como a atração principal do certame, o Santos FC conquistava o Campeonato Paulista de 1964 com uma campanha espetacular: foram 30 jogos disputados, com 20 triunfos, 4 empates e seis derrotas. O poderoso ataque, um pouco modificado, mais como sempre formidável (com Toninho Guerreiro, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe) alcançou 95 gols, sendo o melhor da competição e o Rei Pelé o artilheiro com 34 gols assinalados. Naquele ano, a capacidade da Vila Belmiro foi ampliada, elevando para teóricos 30.000 pessoas. Com isso, no certame estadual de 1964 grandes públicos tomam o Urbano Caldeira, e assim retornam os clássicos para a cidade de Santos e o SFC recupera a hegemonia no futebol Paulista com mais um título.
POST2
Apesar da estreia contrariada por um revés inesperado, o Santos logo impulsionou seu futebol artístico, mágico e excepcional nos compromissos seguintes. Na segunda rodada, vitória contra o Comercial por 2 a 1, na Inauguração do estádio do Bafo, e na sequencia aplicou uma goleada no SP: 5×1 com dois gols de Toninho e três de Peixinho. Depois de empatar com a Prudentina, o SFC conseguiu emplacar 6 triunfos consecutivos: 3×1 no Esportiva, 2×1 no Juventus, 1 a 0 no XV de Piracicaba, goleada por 6 a 1 no Guarani, contundente vitória por 2 a 1 no clássico, contra o Palmeiras (jogo no dia do Soldado, em que o Peixe, recebeu a “Taça Caxias” das mãos do Comandante do II Exército) e, vitória com o mesmo placar, diante da Ferroviária.
A tabela marca Santos x Botafogo RP, e nessa partida o time de ribeirão preto vence por 2 a 0 e coloca o Peixe na roda… vibração da torcida e intimidação a Pelé! Um destaque, da grande atração do Campeonato, o Santos FC, é que o peixe conseguiu bater recordes de público/renda em vários lugares, tais como: SJ do Rio Preto, Campinas, Bauru e Guaratinguetá. Além, é claro, do maior recorde de renda/público do campeonato, diante do Corinthians, na vitória por 7×4 no segundo turno.
Na sequência, o SFC consegue triunfo contra o Noroeste (4×2), até então, chegar a partida contra o Corinthians a qual, teve que ser adiada: na realidade a partida foi suspensa e transferida para o Pacaembu. O Motivo da suspensão foi a queda do alambrado no gol de fundo da Vila Belmiro (muitos repetem erradamente que caiu a arquibancada… as arquibancadas da Vila nunca sequer racharam…). Naquela tarde de domingo houve a maior presença de público em todos os tempos no histórico estádio. Quase 33.000 pessoas se comprimiram tanto que derrubaram os alambrados… houve confusão, core-corre, tumulto… vários torcedores entraram no campo para se proteger da avalanche humana que derrubava a grade aramada… fraturas, escoriações, desmaios… muitos feridos (mais de 100), mas nenhuma morte (comenta o historiado Guilherme Nascimento). Destarte, o Peixe seguiu, empate em 1×1 contra o São Bento, revés contra a Portuguesa e empate com o Corinthians (1×1), dessa vez, no Pacaembu, encerrando o primeiro turno.
POST6No segundo turno, o SFC continua arrasador, se recupera e segue com três vitorias seguidas: 3×1 no América, triunfo por 3×2 no clássico diante do São Paulo e, novamente vence, por 3×2 a equipe do Comercial. O Paulistão de 1964 teve como principais concorrentes Corinthians, Palmeiras, Portuguesa de Desportos e, Santos FC, que depois do revés contra a Esportiva, dos próximos 10 jogos aplica incríveis 8 goleadas! Primeiro, estupendos 8 a 1 na Prudentina, depois 6 a 3 no XV de Piracicaba, revigorado de alguns tropeços, retoma com um 5 a 1 no Bugre campineiro, e chega ao jogo contra o Botafogo RP: uma vingança com muitos gols. Uma sonora goleada por 11×0! Com direito a 8 gols de Pelé (ele que era o mais aferventado devido a torcida adversaria) e um gol olímpico de Pepe.
FJYJLÇDestarte, o SFC segue as goleadas: 3×0 no Noroeste, 5×2 no Juventus e chega no clássico contra o SCCP na antepenúltima rodada. Nessa partida, em 6 de dezembro, no Pacaembu, o Peixe aplica 7 a 4 no Corinthians! Um resultado que praticamente assegurou o título e eliminou o alvinegro paulistano, como destacou a Folha de SP: “O Santos manteve a liderança isolado do Campeonato Paulista ao golear o Corinthians por 7 a 4, tirou as esperanças dos corinthianos serem campeões esse ano e domingo enfrentaram a Portuguesa para talvez conquistar o título, pois um simples empate lhe dará esse direito, isso se passar (o que é quase certo) pelo São Bento, depois de amanhã na Vila Belmiro”. O SFC alcançava 40 pontos (16 pontos perdidos) contra 38 do rival (20 pontos perdidos). No jogo seguinte, em 9 de dezembro, assim como previsto, goleou o São Bento de Sorocaba por 6 a 0, atingindo 42 pontos e eliminando Palmeiras (com 37 pontos, podendo chegar a apenas 41, equivale a 19 pontos perdidos).
UAIT1
A última rodada, coincidentemente, trazia o encontro do líder Santos, contra a Portuguesa de Desportos, vice-líder com 40 pontos, e único time que poderia roubar a taça dos santistas, caso ganhasse o prélio, empatando em pontos e forçando final desempate. Vale destacar, o grande time da Lusa, que contava com o príncipe Ivair! A partida decisiva, ocorreu no dia 13 de dezembro, num domingo à tarde, com verdadeiro dilúvio caindo na Vila Belmiro. Apesar de um primeiro tempo de muita luta, os gols ocorreram somente no segundo tempo, com o Santos FC vencendo a forte Portuguesa por 3 a 2 (com gols de Pepe, Toninho e Ismael) e, sagrou-se assim: Campeão Paulista de 1964. O Palmeiras acabou vice por somar mais pontos que a Lusa.
POST1

Fontes e Referencias:
Blog do Prof. Guilherme Nascimento;

RSSSF Brasil;
Almanaque do SFC (Guilherme Nascimento);

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *