A virada para o 1º bicampeonato paulista!

Published On 08/10/2015 | Clássicos e Rivalidades, Jogos Históricos
Por Gabriel Santana
Santos, 08/10/2015
Atualizado, 03/01/2017

No início de 1957, o Santos disputou a decisão do Campeonato Paulista de 1956, diante do São Paulo!
Mesmo sendo uma competição no formato de pontos corridos, houve a necessidade de um “jogo-desempate”, devido a igualdade entre Santos e São Paulo na 1º colocação ao final do certame. O regulamento previa uma partida extra para a decisão do Campeonato, caso houvesse um empate entre duas equipes.

SAIBA MAIS >
•  O bicampeonato do esquadrão em 1956;
•  Jogos e fichas técnicas do Paulista de 1956;
A VIRADA NO PACAEMBU!
O São Paulo iniciou melhor a partida, tendo grande vigor na hora de atacar. O ponta Gino revezava-se entre a esquerda e a direita, confundindo a zaga santista.
Aos 9 minutos, em uma falha do zagueiro Feijó, Zezinho realizou grande arremate para o gol, para abrir o placar para o quadro são paulino.
O Santos não sentiu o gol, e logo foi pra cima para empatar a peleja. No meio de campo, Ramiro, Zito e Formiga realizavam uma grande apresentação, facilitando o domínio santista na meia-cancha.
Em nova falha, agora da defesa são paulina, o Alvinegro de Vila Belmiro conseguiu igualar o marcador. Erroneamente, Alfredo atrasou a bola para Borelli, esperto, Del Vecchio antecipou-se a jogada, e arrematou para o gol. O goleiro são paulino espalmou no susto, sobrando a bola para Pagão, que sem goleiro, emendou outro chute ao gol, e Mauro, no desespero, colocou a bola na mão para evitar o empate santista. Pênalti para o Santos.
Redimindo-se da falha, Feijó não titubeou, e mandou a bola para o fundo das redes. Santos 1×1 São Paulo.
A partir do empate, o jogo ficou aberto, com chances claras de gols para os dois lados. Somente no fim do primeiro tempo, em outra falha da zaga santista, Maurinho cruzou para Zezinho, já no miolo da área, e com um firme arremate, colocou novamente o São Paulo na frente. Fim do primeiro tempo, São Paulo 2×1 Santos.
No segundo tempo, o o time de Vila Belmiro voltou mais ligado para o jogo, e o São Paulo, mais cadenciado. Tentando segurar a vitória, o time do Morumbi não suportou a pressão santista.
Aos 7 minutos, em boa jogada de Jair da Rosa Pinto, Tite empatou a partida, para desespero dos são paulinos. Pagão encobriu a zaga são paulina, e antes de balançar as redes, o ponteiro Tite sacramentou o gol de empate.
O Santos era só ataque, e queria a virada. Aos 23 minutos, em um rápido contra-ataque, Tite lançou Pagão, e já na área, atrasou a bola para Del Vecchio, que atirou forte e inapelavelmente, desempatando a partida! Santos 3×2 São Paulo.
Para encerrar a contagem, Del Vecchio venceu uma disputa de bola pelo alto com o zagueiro Mauro, e na velocidade e já quase da entrada da área, soltou um um petardo violento e indefensável. Santos 4×2 São Paulo!
O São Paulo só aguardou o término do jogo, torcendo para não tomar mais gols.
Santos FC, Bicampeão Paulista de 1956!

Ficha Técnica:
03/01/1957 – Santos 4 x 2 São Paulo
Gols: Zezinho aos 8min e aos 42min e Feijó (p) aos 20min; Tite aos 7min, Del Vecchio aos 23min e aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público: 51.600 aproximadamente
Renda: Cr$ 2.580.560,00
Árbitro: Erwin Hieger
Santos: Manga; Wilson e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito; Tite, Jair da Rosa Pinto, Pagão, Del Vecchio e Pepe. Técnico: Lula
São Paulo: Borelli; Clelio e Mauro; Sarará, Vitor e Alfredo; Maurinho, Zezinho, Gino, Dino e Canhoteiro. Técnico: Vicente Feola

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos, de Guilherme Nascimento;
Jornal “Folha da Manhã”;
Jornal “A Tribuna”;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *