Abel – 1965-1971

Published On 19/03/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 19/03/2014
Atualizado, 02/01/2016
Abel Verônico da Silva Filho iniciou sua trajetória futebolística no América-RJ, em 1961,
Nascido no Rio de Janeiro, no dia 28 de novembro de 1941, chegou ao Santos em 1965, e rapidamente mostrou o seu grande talento.
Abel foi contratado quando estava no auge da sua forma, e Pepe já estava no fim de sua carreira, e havia achado um herdeiro à altura.
A concorrência pela ponta esquerda santista era grande. Em 1966, Edu subiu para o profissional, e acirrou ainda mais a disputa.
Para não deixar ninguém de fora, o técnico Lula preferia colocar Abel na esquerda, e deslocar Edu para a direita.
Como foi revelado pelo América do Rio de Janeiro, enfrentou por diversas vezes o capitão do tri, Carlos Alberto Torres, que também atuava no Rio de Janeiro, e ele afirmava que Abel era complicado de ser marcado, e ficou aliviado quando acertou a transferência para o Santos.
Abel fez parte dos grandes times do Alvinegro da década de 60, e foi um dos melhores pontas esquerdas da grandiosa história santista.
Em 1971 foi emprestado para o Coritiba, e logo em seguida para o Londrina-PR. No ano seguinte, se transferiu para o Atlas, do México, onde encerrou a carreira, em 1976. Após pendurar as chuteiras, trabalhou por oito anos na Prefeitura de Santos como professor de futebol para crianças.
Em 2000, ele começou a trabalhar como Supervisor do Departamento de Futebol Amador do Santos.
Jogos – 326
Gols – 29
Títulos:
1965 – Campeonato Paulista e Taça Brasil (Campeonato Brasileiro)
1966 – Torneio Rio-São Paulo
1967 – Campeonato Paulista
1968 – Campeonato Paulista, Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Campeonato Brasileiro), Recopa Mundial e Recopa Sul-Americana
1969 – Campeonato Paulista
Fichas Técnicas:
29/04/1965 – Remo 4 x 9 Santos
Gols: Pelé aos 8min, aos 38min, aos 40min e aos 44min, Walter aos 17min, Zezé aos 24min, Coutinho aos 27min e Carlos Alberto aos 34min do primeiro tempo;
Pelé aos 10min, Zezé aos 17min, Toninho aos 28min, Faustino aos 31min e Peixinho aos 33min do segundo tempo.
Local: Estádio Evandro Almeida, Baenão, em Belém.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 50.000.000,00
Árbitro: Sena Muniz
Santos: Cláudio; Carlos Alberto Torres (Dé), Mauro Ramos de Oliveira (Modesto), Geraldino e Haroldo; Lima e Mengálvio; Peixinho (Toninho), Coutinho (Rossi), Pelé (Santana) e Pepe (Abel). Técnico: Lula
Remo: Arlindo; Sergio, Valcino (Casemiro) e Jorge; Amaral e Zeca; Zé Luiz, Valter, Zezé, Rangel e Chaminha.
– Estreia de Abel pelo Santos.
16/05/1965 – Grêmio Maringá-PR 1 x 11 Santos
Gols: Gols: Toninho [4], Peixinho [2], Pelé [2], Lima, Coutinho e Abel; Edgar.
Local: Estádio Willie Davies, em Maringá, Paraná.
Competição: Amistoso (Aniversário de Maringá)
Renda: Cr$ 36.321.000,00
Árbitro: José Batista dos Santos
Grêmio: Maurício (Edir); Nico (Ditão)(Oliveira), Pinduca e Édson; Haroldo (Macario) e Roderlei; Danubio (Célio), Aurélio, Edgar, Zuringue e Luis Roberto (Valter Prado).
Santos: Laércio; Carlos Alberto, Mauro (Modesto) e Geraldino; Lima (Rossi) e Haroldo; Peixinho, Mengálvio, Coutinho, Pelé (Toninho) e Pepe (Abel). Técnico: Lula
– Primeiro gol de Abel com a camisa santista.
04/06/1967 – Seleção da Costa do Marfim 1 x 2 Santos
Gols: Abel e Pelé; Mengle
Local: Estádio Houphonet-Boigny, em Abidjan, Costa do Marfim.
Competição: Amistoso
Público: 30.000 aproximadamente
Árbitro: Pierre Boua
Santos: Cláudio; Lima, Joel Camargo, Orlando (Oberdan) e Geraldino (Rildo); Zito (Buglê) e Clodoaldo; Wilson, Toninho (Coutinho), Pelé (Edu) e Abel (Pepe). Técnico: Antoninho
Costa do Marfim: Sea (Fany Ibraim); Diagou, Konak Henry e Miakouri; Sery Wawa e Bazo Cristophe; Kallet, Gnaboré, Manglé, Dehi e Tahi.
– Realizou diversas excursões com o Santos, e deixava a sua marca.
04/02/1969 – Seleção do Centro Oeste 1 x 2 Santos
Gols: Edu e Toninho; Okerê
Local: Estádio Samuel Ogbemudia, em Benin, Nigéria.
Competição: Amistoso
Público: 25.000 aproximadamente
Árbitro: A. Anisha
Seleção: Omede; Egbeama, Okerê, Oaigie e Izilein; Okafor e Okore; Atuma, Efosa, Iyaserê e Tobor.
Santos: Gilmar (Laércio); Turcão, Ramos Delgado, Joel Camargo e Rildo (Oberdan); Lima e Negreiros (Marçal); Manoel Maria, Toninho Guerreiro (Douglas), Pelé (Amauri) e Edu (Abel). Técnico: Antoninho
– Parou a guerra junto com a equipe santista.
10/06/1971 – Santos 1 x 1 Portuguesa
Gols: Ratinho aos 28min do primeiro tempo; Pelé aos 18min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 15.931 presentes
Renda: Cr$ 81.166,00
Árbitro: José Faville Neto
Santos: Cejas; Moreira, Ramos Delgado, Marçal e Rildo; Léo Oliveira e Nenê; Rogério (Abel), Ferreti, Pelé e Edu. Técnico: Mauro Ramos de Oliveira
Portuguesa: Orlando; Arenghi, Marinho Perez, Isidoro e Fogueira; Dirceu e Luís Américo; Ratinho, Cabinho, Basílio e Piau. Técnico: João Avelino
– Ultimo jogo de Abel pelo Santos.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *