Agostinho – 1935-1936

Published On 19/10/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 19/10/2016

Nome completo – Agostinho dos Santos
Período – 1935-1936
Posição – Zagueiro
Nascimento – 09 de fevereiro de 1912, em Passa Quatro, Minas Gerais
Jogos – 28
Gols – 00

Histórico – Destaque desde cedo nos jogos colegiais em sua cidade, o garoto Agostinho não parava de receber elogios por sua notória qualidade. Os dias passaram e com aperto no coração deixou seus familiares e amigos para partir rumo para a capital paulista em busca de voos mais altos no futebol.
Sua primeira parada foi no extinto clube paulistano Internacional, ainda como amador atuou entre 1930 e 1933. Seu primeiro clube profissional foi o São Paulo, onde atuou ao lado de grandes nomes no clube da Floresta como Araken Patusca e Friedenreich e começou a obter destaque como um zagueiro promissor. Em 1935, com a falência de seu clube, Agostinho teve uma reviravolta na sua carreira e primeiro seguiu para a nova equipe do futebol paulista chamada Estudantes, onde permaneceu pouco tempo e nesse mesmo ano passou a vestir a camisa do Santos.
Chegou à Vila Belmiro na reta final da memorável campanha do título paulista de 1935.
Agostinho assumiu a titularidade e integrou a equipe que sagrou-se campeã paulista pela primeira vez numa inesquecível vitória por 2 a 0 sobre o rival Corinthians. Formou uma exemplar dupla de zaga com o capitão da equipe Neves e contribuiu com grande segurança e equilíbrio para a retaguarda santista. Seguiu atuando no Santos na temporada seguinte onde chegou a atuar na Seleção Paulista, com isso se consolidou como um dos melhores zagueiros do país no período e apesar de sua curta passagem, integra a galeria dos grandes beques que vestiram a camisa alvinegra.
Na sequência de sua carreira ainda vestiu as camisas do Fluminense onde atuou por seis meses e retornou ao futebol paulista atuando no Estudante Paulista, São Paulo e Corinthians.
Numa triste tarde de sábado, em 1942, onde atuavam as Seleções Paulista e Carioca pela decisão do Brasileiro de Seleções, numa entrada desmedida do craque Zizinho ouviu-se o grito de dor que paralisou a todos no Pacaembu e levou ao chão o exemplar profissional e vencedor zagueiro Agostinho que teve sua perna fraturada e colocando ponto final em sua carreira.

ESTREIA
10/11/1935 – Santos 2 x 1 Juventus
Gols: Junqueira e Sacy – Joane
Local: Vila Belmiro, em Santos
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Thomaz Cicarelli
SFC: Cyro Maciel; Neves e Agostinho; Ferreira, Marteletti e Jango; Sacy, Biruta, Delso, Araken Patusca e Junqueira. Técnico: Bilu
CAJ: Setali; Boraró e Tito; Joãozinho, Dudu e Paulo; Salvati, Nico, Otávio, Joane e Godói
ÚLTIMA PARTIDA
27/09/1936 – Santos 2 x 1 Hespanha FC
Gols: Chiquinho aos 13min, Sacy aos 34min e Miro aos 43min do segundo tempo.
Local: Vila Belmiro, em Santos
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Antônio Sotero de Mendonça
SFC: Cyro Maciel; Meira e Agostinho; Dino, Juvenal e Marteletti; Sacy, Mário Pereira, Miro, Araken Patusca e Antenor. Técnico: Bilu
EFC: Tadeu; Cativeiro e Ari; Victor Gonçalves, Dino II e Monte, Jerônimo, Gouvea, Chiquinho, Colombino e Nestor

Jogos e gols:
1935 – 02 jogos e 00 gol;
1936 – 26 jogos e 00 gol;
Total: 28 jogos e 00 gol;

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “Mundo Esportivo”;
Jornal “O Estado de São Paulo”;
Jornal “A Tribuna”;
Santos 100 Anos, 100 Jogos, 100 Ídolos;
Almanaque do São Paulo FC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *