Alfredinho – 1955-1959

Published On 02/02/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana
Santos, 02/02/2016
Atualizado, 04/04/2017

Nome completo – Alfredo Sampaio Filho
Período – 1955-1959
Posição – Atacante
Nascimento – 07 de fevereiro de 1927, em Cascavel, Ceará.
Jogos – 121
Gols – 32

Histórico – Revelado pelo Ceará, o ponta direita de muita velocidade e habilidade foi contratado pelo Santos em 1955, após uma boa passagem pelo Linense, no ano anterior.
Chegou no início da disputa do Campeonato Paulista, e tornou-se peça fundamental para a conquista do Título. No ano seguinte, repetiu a dose, e faturou o Bicampeonato Paulista em 1956.
Nos primeiros meses da temporada de 1957, foi emprestado ao Grêmio, onde ficou até o meio do ano seguinte, conquistando o título gaúcho. Retornou ao Santos, onde disputou partidas até 1959, e após fazer parte do elenco da grandiosa Excursão para a Europa em 1959, transferiu-se de vez para o Comercial de Ribeirão Preto, onde encerrou sua carreira.
Após pendurar as chuteiras, foi treinador durante 32 anos, onde ganhou o apelidado de “Bruxo”, por ter evitado o rebaixamento dos clubes que dirigia em 18 ocasiões.
Dirigiu o Santos em 1976, ficando a frente da equipe em 17 partidas, com 5 vitórias, 5 empates e 7 derrotas.
Faleceu no dia 4 de abril de 2017, aos 90 anos, em Ribeirão Preto.

PRIMEIRO GOL
28/08/1955 –  Corinthians 2 x 2 Santos
Gols: Paulo aos 24min do primeiro tempo; Alfredinho aos 3min, Luizinho aos 9min e Urubatão aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 196.160,00
Árbitro: Martin de Fierro
Expulso: Tite (SFC)
SANTOS: Manga; Helvio e Ivan; Ramiro, Formiga e Urubatão; Alfredinho, Álvaro, Del Vecchio, Vasconcelos e Tite. Técnico: Lula
Corinthians: Gylmar; Homero e Alan; Idário, Julião e Roberto; Cláudio, Luizinho, Baltazar, Paulo e Jansen. Técnico: Oswaldo Brandão
ULTIMO JOGO
05/07/1959 – Real Betis/ESP 2 x 2 Santos
Gols: Areta aos 25min e aos 38min, Pelé aos 26min e Pepe aos 32min do primeiro tempo.
Local: Estádio Heliopolis, em Sevilla, Espanha.
Competição: Amistoso
Árbitro: Cazasolla (ESP)
Betis: Dominguez (Menendez); Oliet e Rios; Santos, Porto e Valderas; Lasa (Juanin), Bosch, Vila, Perez e Areta (Blandon).
SANTOS: Lalá; Ramiro, Getúlio e Mourão (Dalmo); Formiga e Zito (Jair Rosa Pinto); Dorval (Alfredinho), Álvaro, Coutinho (Afonsinho), Pelé e Pepe. Técnico: Lula

• Jogos e gols:
1955 – 24 jogos e 05 gols
1956 – 58 jogos e 24 gols
1957 – 12 jogos e 02 gols
1958 – 08 jogos e 00 gol
1959 – 19 jogos e 01 gol
Total: 121 jogos e 32 gols

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos, de Guilherme Nascimento;
Sessão “Que fim levou”, de Milton Neves;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *