Artigas – 1938-1939/1945-1950

Published On 14/07/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana, 
Santos, 14/07/2016

Nome completo – Arthuro da Silva Filho
Período – 1938-1939/1945-1950
Posição – Zagueiro
Nascimento – 08 de janeiro de 1917, em Santana do Livramento, Rio Grande do Sul
Jogos – 167
Gols – 01
Histórico – Iniciou sua carreira no 14 de Julho F. C, equipe riograndense, em 1928. Após ganhar destaque no clube do interior, foi contratado pelo Internacional, onde permaneceu até o ano de 1938, até chegar em Vila Belmiro.
Em sua primeira passagem pelo Santos, atuou mais na posição chamada “médio-direito”, uma espécie de função dupla pela direita, tanto na lateral como no meio de campo. Também fazia a função do médio-central, organizando o meio de campo santista. Realizou boas partidas com a camisa do Santos, tornando-se um dos melhores em sua posição.
Em agosto de 1939, transferiu-se para o Flamengo, sendo Tricampeão Carioca de 1942-1943-1944, onde foi crucial para a conquista dos títulos. Atuou ao lado de Domingos da Guia, e foi a partir dessa época, que iniciou a atuar como zagueiro.
Retornou para o Santos em 1945, mais experiente, e exerceu a função que havia “aprendido” no time carioca.
Artigas era um admirador do bom futebol, e procurava se espelhar ao máximo nos craques da época. Observava atentamente as qualidades técnicas de Domingos da Guia, Leonidas, Canhotinho, Antoninho, Zizinho, Vavá e Ademir.
Excelente nos desarmes, Artigas não tinha um físico privilegiado, porém, era muito aplicado tecnicamente. Em suas 167 partidas pelo Santos, foi expulso apenas uma vez, mesmo atuando em grande parta delas como zagueiro.
Artigas foi um dos grandes atletas que passaram pelo Santos no período pré-Pelé, principalmente na década de 40.
Fora de campo, era despachante da Alfândega de Santos, e exercia a função intercaladamente com o futebol.
Aposentou-se dos gramados em 1950, e foi treinador do Santos nos anos de 1950, 1951, 1952 e 1953, intercaladamente, somando 67 partidas, com 39 vitórias, 11 empates e 17 derrotas. 

ESTREIA
10/02/1938 – Santos 2 x 0 Libertad/PAR
Gols: Mario Pereira e Ruy
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso
Renda: R 11:000$000
Árbitro: Tomaz Cardoso de Almeida
SFC: Cyro; Neves e Wanderlino (Bompeixe); Figueira, Artigas (Marçal) e Abreu; Sacy, Aurélio, Gradim, Novo (Mario Pereira, depois Ari) e Ruy.
CL: Fernandez; Ferreira e Invernazzi; Ayala, M. Ortega e Benegas; Benitez, Caceres, Gustale, Ozório e Bernie.
ÚNICO GOL
07/05/1939 – Bahia 3 x 3 Santos
Gols: Ruy, Artigas e Bazoni – Jorge, Henrique e Nelson
Local: Campo da Graça – Salvador (BA)
Competição: Amistoso
Renda: R 16:538$000
Árbitro: Francisco Paim
Expulsões: Remo (SFC) e Mario Ramos (ECB)
Victor Lovecchio; Neves e Vanderlino; Figueira, Gradim (Elesbão) e Artigas; Sacy, Bazoni, Raul, Remo e Ruy. Técnico: Isaac Goldenberg
ECB: Maia; Baiano e Tarzan; Mario Ramos, Munt e Guga; Luiz Viana, Galateo, Vareta, Nelson (Henrique) e Jorge
ULTIMO JOGO
12/02/1950 – AA Internacional (Bebedouro) 3 x 3 Santos
Gols: Antoninho, Nando e Pinhegas – Dozinho (2) e Dú
Local: Estádio Arnoldo Bulle, em Bebedouro, São Paulo.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 20.000,00
Árbitro: Ovidio Fabri
SFC: Aldo; Hélvio e Dinho; Pascoal, Telesca e Artigas; Alemãozinho, Antoninho, Pierri, Nando e Pinhegas. Técnico: Caetano Di Domenico
AAI: Toninho; Ari e Lauri; Nardinho, Moacyr e Pascoal (Aurélio); Braguinha, Silvinho, Dozinho, Tico e Dú.

• Jogos e gols:
1938 – 26 jogos e 00 gol;
1939 – 13 jogos e 01 gol;
1945 – 23 jogos e 00 gol;
1946 – 34 jogos e 00 gol;
1947 – 31 jogos e 00 gol;
1948 – 30 jogos e 00 gol;
1949 – 09 jogos e 00 gol;
1950 – 01 jogo e 00 gol;
Total: 167 jogos e 01 gol.

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
Jornal Mundo Esportivo;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *