Barbosinha – 1953-1957

Published On 05/06/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 26/06/2014
Atualizado, 02/01/2016

Reginaldo da Costa, mais conhecido como Barbosinha, nasceu no dia 29 de outubro de 1930. Recebeu o apelido no diminutivo, pela semelhança com outro goleiro, o Barbosa, grande goleiro do Vasco e da Seleção brasileira.
Chegou ao Santos em 1953, e teve grande concorrência pela posição, pois o célebre goleiro santista Manga, já estava na equipe de Vila Belmiro.
Mesmo com a acirrada disputa pela camisa 1 do Alvinegro, Barbosinha tornou-se titular em 1954, e conseguiu alcançar duas grandes façanhas. Ainda no mesmo ano, o Santos realizou a sua primeira excursão internacional, e Barbosinha formou na primeira equipe santista a jogar em solo estrangeiro.
Tendo um excelente desempenho na meta santista, alcançou a marca de sete jogos sem levar nenhum gol, entre 19/06/1955 até 03/08/1955.
O recorde começou diante do Deportivo Municipal-PER, e terminou no Campeonato Paulista, contra o Noroeste. O único goleiro a superar o desempenho de Barbosinha, foi Fábio Costa, que o igualou no número de jogos, porém, ultrapassou na soma dos minutos.
Com a chegada de Laércio, Barbosinha foi ficando sem espaço, e transferiu-se para a Portuguesa Santista, em 1957.

Atuou 70 vezes pelo Santos, e é 22º goleiro que mais atuou pelo Alvinegro.


Jogos – 70
Títulos no Santos:
1955 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
01/11/1953 – Santos 3 x 1 XV de Piracicaba
Gols: Tite aos 21min e Álvaro aos 33min do primeiro tempo; Álvaro (XV) aos 9min e Del Vecchio aos 21min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Dante Rossi
Santos: Barbosinha; Gueguê e Cássio; Nenê, Formiga e Zito; Del Vecchio, Walter, Álvaro, Hugo e Tite. Técnico: Antoninho
XV de Piracicaba: Fernandes; Loirinho e Pepino; Armando, Biguá e Olavo; Braguinha, Moreno, Xixico, Álvaro e Valter.
– Primeira partida de Barbosinha.
21/03/1954 – Gymnasia y Esgrima-ARG 1 x 1 Santos
Gols: Del Vecchio; Martínez
Local: Estádio Juan Carmello Zerillo, em La Plata, Argentina.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 159.625,00 (61.395 pesos)
Árbitro: John Dykkens (ING)
Santos: Barbosinha; Hélvio e Feijó (Ivan); Cássio, Formiga e Zito; Del Vecchio, Walter, Álvaro, Vasconcelos (Hugo) e Tite. Técnico: Giuseppe Ottina
Gymnasia y Esgrima: Riviera; Sandria e Perocino; Gonzalez, Arco e Rosário; Gallardo, Maravilla, Nazardo (Gutierrez), Martinez e Barpiã.
– Barbosinha foi o goleiro da primeira partida santista em território estrangeiro.
03/08/1955 – Santos 0 x 0 Noroeste
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 88.325,00
Árbitro: Mário Vianna
Santos: Barbosinha; Hélvio e Ivan; Sarno, Formiga e Urubatão; Carlinhos, Ramiro, Álvaro, Vasconcelos e Tite. Técnico: Lula
Noroeste: Sidney; Gutemberg e Hélio; Gaspar, Mingão e Clóvis; Zeola, Ponce de León, Hélio II, Ranulfo e César.
– Ultima partida da série de 7 jogos sem levar gol!
19/05/1957 – Londrina 1 x 7 Santos
Gols: Pelé [2], Pepe [2], Álvaro, Breno e Pagão; Alaor.
Local: Em Londrina, Paraná.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 4000.000,00
Árbitro: Walter Galera
Londrina: Inacio; Saporto (Conceição) e Oswaldo; Douglas, Cortes e Gimenes; Alaor, Barras, Zé Carlos, Lube (Chico) e Armandinho.
Santos: Laércio (Barbosinha); Fioti, Getúlio (Gilvandro), Mourão (Ivan) e Brauner; Zito e Jair Rosa Pinto; Dorval (Breno), Álvaro (Pelé), Pagão e Pepe. Técnico: Lula
– Ultima partida de Barbosinha com a camisa do Santos.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *