Bianque – 1973-1978

Published On 25/10/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 25/10/2017

Nome completo – Carlos Bianque da Silva
Período – 1973-1978
Posição – Zagueiro
Nascimento – 03 de outubro de 1954, em Santos
Jogos – 166
Gols – 06

Histórico – Revelado pelas categorias de base do Santos, Bianque teve suas primeiras oportunidades na equipe principal no ano de 1973. Mas foi no ano seguinte, que o zagueiro fixou-se na equipe principal. Inclusive foi titular na partida que marcou a despedida em jogos oficiais do Rei Pelé com a camisa santista, diante da Ponte Preta.
Destacava-se pela sua vontade dentro de campo. Era um zagueiro firme na marcação, evitando qualquer tipo de brincadeiras na hora de afastar o “perigo”. A partir de 1977, começou a atuar também como volante.
Pelo Santos, foi Campeão Paulista em 1973 e 1978. Estatisticamente, sua melhor temporada foi em 1976, quando atuou em 42 jogos e marcou 2 gols.
Permaneceu até 1978, quando se transferiu para o Cruzeiro. Atuou ainda pelo Atlético-PR (1982), Sport do Recife (1984), Internacional de Limeira então comandado por Pepe (1986), Remo (1987), Marília-SP, Itumbiara-GO e Brusque-SC, onde encerrou a carreira de jogador e iniciou a de treinador no começo dos anos 90.
No ano de 2003, já sofrendo com problemas de saúde, o Santos organizou um jogo beneficente em prol de arrecadar fundos para sua melhora.
Bianque faleceu no dia 26 de setembro de 2014, ao 59 anos, na cidade de Santos.

ESTREIA
03/03/1974 –  Uberaba SC 0 x 2 Santos
Gols: Nenê e Oberdan
Local: Engenheiro João Guido, em Uberaba, Minas Gerais.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 247.750,00
Público: calculado em 25.000
SFC: Wilson Quiqueto, Hermes, Vicente (Turcão), Oberdan (Bianque) e Roberto; Leo Oliveira e Nelsi; Mazinho, Nenê (Euzébio), Pelé (João Paulo) e Veiguinha
Técnico: Pepe
USC: Saraiva; Pablino (Robertinho), Modesto, Veran e Plínio (Grimaldi); Fábio e Zé Eduardo; Toninho I (Toninho II), Toinzinho, Naim e Elter.
PRIMEIRO GOL
22/08/1976 – Vitória FC 0 x 1 Santos
Gol: Bianque aos 10min do primeiro tempo.
Local: Engenheiro Araraipe – Cariacica (ES)
Competição: Amistoso (Taça Geraldo José de Almeida)
Renda: Cr$ 29.345,00
Público: 1.694
Árbitro: Carlos Valente
SFC: Wilson Quiqueto (Ricardo); Tuca, Aílton Silva (Neto), Bianque e Mario Valter; Carlos Roberto e Ailton Lira (Alceu), Toinzinho, Tata, Claudinho (Juary) e Admundo.
Técnico: Zé Duarte
VFC: Jair Bragança; Ferreti, Getúlio, Osvaldir e Gaúcho; Wilson Pereira (Reginaldo) e Didi; Adalberto Sousa, Luis Carlos (Ciro), Moreira e Isaías (Morango).
ULTIMO JOGO
14/05/1978 – Anapolina-GO 1 x 1 Santos
Gols: Sinamar aos 11min e Joãozinho aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Jonas Duarte, em Anápolis, Goiás.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 6.271 pagantes
Renda: Cr$ 192.180,00
Árbitro: Júlio César Cosenza
AFC: Moacir; Eugênio, Almir, Toninho e Milton; Roberto Chavez, Armando e Paghetti; Sinomar, Urbano e Raimundinho. Técnico: Jaílton Santos
SFC: Willians; Nelsinho Batista, Joãozinho, Fernando e Gilberto Sorriso; Bianque, Pita (Nilton Batata) e Toinzinho; Juary (Nelson Borges), Reinaldo e João Paulo. Técnico: Formiga

• Jogos e gols:
1973 – 03 jogos e 00 gol;
1974 – 35 jogos e 00 gol;
1975 – 32 jogos e 00 gol;
1976 – 42 jogos e 02 gols;
1977 – 38 jogos e 03 gols;
1978 – 16 jogos e 01 gol;
Total – 166 jogos e 06 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Sessão “Que Fim Levou”, de Milton Neves;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *