Calvet – 1960-1964

Published On 25/03/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 25/03/2014
Atualizado, 02/10/2016

Nascido no dia 3 de novembro de 1934, em Bagé-RS, Raul Donazart Calvet, foi revelado pelo Guarani de Bagé-RS.
Após breve passagem pela equipe de sua cidade, foi para o Grêmio, onde tornou-se campeão gaúcho.
Chegou ao Santos com 25 anos, em 1960, para fazer uma memorável dupla de zaga com Mauro Ramos de Oliveira, com quem compartilhava o estilo clássico de jogo, perfeito na marcação e também no desarme. Também cabia a Calvet fazer o chamado “trabalho sujo” mesmo sendo um craque na quarta-zaga.
Na Copa do Mundo de 1962, Foi injustiçado com a não convocação para a Seleção Brasileira, sendo preterido pelo técnico Aymoré Moreira, que alegava que no elenco já tinham muito jogadores do Santos.
Após abandonar a carreira aos 30 anos, em 1964, devido a um rompimento parcial do tendão de Aquiles, voltou a sua terra natal, Bagé, onde foi dono de empresas de material de construção e presidiu o Guarani local.
Raul Donazart Calvet, foi um dos melhores quartos-zagueiros que vestiu a camisa 6 do Santos.
Faleceu no dia 29 de março de 2008, aos 73 anos.

• Jogos e gols:
1960 – 52 jogos e 00 gol;
1961 – 59 jogos e 01 gol;
1962 – 53 jogos e 00 gol;
1963 – 51 jogos e 00 gol;
1964 – 02 jogos e 00 gol;
Total: 217 jogos e 01 gols

 Títulos no Santos:
1960 – Campeonato Paulista, Torneio de Paris, Troféu Giallorosso
1961 – Campeonato Paulista, Taça Brasil, Torneio Pentagonal de Guadalajara
1962 – Campeonato Paulista, Taça Brasil, Taça Libertadores, Mundial Interclubes
1963 – Torneio Rio-São Paulo, Taça Libertadores, Mundial Interclubes

 Fichas Técnicas:
24/02/1960 – Alianza Lima 1 x 2 Santos
Gols: Dorval aos 14min e Pepe aos 21min do primeiro tempo; Gallardo aos 39min do segundo tempo.
Local: Estádio Nacional de Lima, em Lima, no Peru.
Público: 25.000 aproximadamente
Árbitro: Erwin Hiegger
Alianza Lima: Riquelme; Alen, Donayre e Carmona; Benitez e De La Veja; Castillo, Vargas (Lavalle), Nakajata (Gallardo), Mosquera, Barbadillo e Quiñonez.
Santos: Laércio; Getúlio e Dalmo (Feijó); Urubatão, Formiga (Fioti) e Zito (Calvet); Dorval, Mário, Pagão (Ney), Pelé (Afonsinho) e Pepe. Técnico: Lula
– Primeiro jogo de Calvet com a camisa do Santos.
12/02/1961 – Oro Jalisco-MEX 2 × 2 Santos
Gols: Pagão aos 16min, Mercado aos 18min e Calvet aos 30min do primeiro tempo; Mercado aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Olímpico Universitário, Cidade do México.
Competição: Torneio Pentagonal do México
Público: 70.000 aproximadamente
Árbitro: Juan Rodriguez
Oro: Mota; Pena, Colmenero e Chavira; Carlito e Ruvalcaba; Belmonte, Gamboa (Maravilha), Juraic, Neco e Mercado.
Santos: Laércio; Mauro, Calvet (Formiga) e Dalmo; Fioti e Zito; Dorval (Ney), Mengálvio, Pagão (Sormani), Coutinho e Pepe (Tite).
– O único gol de Calvet pelo Santos
06/02/1964 – Peñarol-URU 5 x 0 Santos
Gols: Spencer aos 12min e aos 45min, Reznik aos 15min e Joya aos 23min do primeiro tempo; Rocha aos 20min do segundo tempo.
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu.
Competição: Amistoso Internacional
Renda: 647.492 pesos
Árbitro: Esteban Marino
Peñarol: Maidana; Gonzales, Lezcano e Caetano; Matosas e Gonçalves; Abadie, Rocha (Moacir), Reznik, Spencer e Joya.
Santos: Gilmar; Ismael, Mauro e Geraldino; Lima e Calvet; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico Lula.
– Última partida com a camisa santista, devido a ruptura do tendão de aquiles.
19/09/1965 – Santos 0 x 1 Palmeiras
Gol: Ademar aos 6min do primeiro tempo.
Local: Vila Belmiro
Competição: Campeonato Paulista
Público: 25.664
Renda: Cr$ 41.609.500
Árbitro: José Teixeira de Carvalho
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro, Orlando e Geraldino; Zito e Lima; Dorval, Toninho, Pelé e Abel.
Palmeiras: Valdir; Djalma Santos e Djalma Dias; Dudu, Valdemar e Ferrari; Gildo, Servilho, Ademar, Ademir da Guia e Rinaldo.
– Antes da partida, Nicolau Moran Villar, Augusto da Silva Saraiva e Athiê Jorge Cury entregaram um troféu-despedida ao grande zagueiro gaúcho, que já não atuava mais.

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

2 Responses to Calvet – 1960-1964

  1. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Mundial Interclubes – 1962

  2. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Mundial Interclubes – 1963

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *