Constantino – 1920-1924/1930

Published On 12/04/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 12/04/2017

Nome completo – Constantino Molitzas
Período – 1920-1924/1930
Posição – Atacante
Nascimento – 02 de dezembro de 1899, em Santos
Jogos – 84
Gols – 52

Histórico – Santista de nascimento e de origem grega, Constantino iniciou dentro do futebol no Brasil FC, famosa agremiação de Santos do início do século XX. Conquistou duas vezes o Campeonato Santista com a equipe, nos anos de 1916 e 1918.
Em 1920, ingressou sua carreira no Santos, e logo se mostrou um goleador nato. No mesmo ano, foi convocado para a Seleção Brasileira, para a disputa do Sul-Americano, no Chile. Embarcou ao lado de outro atleta santista, Castelhano. Arnaldo Silveira também havia sido convocado, porém, por motivos particulares, não viajou.
Realizou dois jogos pelo selecionado brasileiro, e meses depois, também foi requisitado para atuar na Seleção Paulista, realizando dois jogos e e assinalando dois gols.
Foi o artilheiro máximo do Santos nas temporadas 1921, 1922 e 1923, marcando 13, 12 e 9 gols respectivamente. Exímio chutador, não tinha receio de arriscar.
Até o ano de 1924, Constantino praticou seu futebol na equipe principal do Santos. Em 1925 atuou em alguns jogos do Quadro B, e nos anos seguintes, preferiu outras modalidades. Os tempos eram outros, e o futebol ainda era totalmente amador no Brasil.
Praticou atletismo pelo Internacional de Regatas, clube da cidade de Santos, além de se aventurar no Lançamento de Disco. Em 1926, arbitrou algumas partidas de futebol, inclusive do Santos.
Em 1929, atuou em um amistoso com atletas veteranos do Santos, ao lado de Agostinho Marba, Ricardo Pinto, Pereira e Haroldo Domingues.
Retornou ao Santos em 1930, porém, atuou apenas em uma partida. No ano seguinte, ainda realizou outro amistoso com os veteranos santistas.
Após deixar o futebol, Constantino participou da Revolução Constitucionalista de 1932, ao lado de outros ex-atletas do Santos.
Constantino figura entre os 50 maiores artilheiros da história do Santos, com 52 gols marcados.
Faleceu no dia 24 de setembro de 1966, em Santos, aos 66 anos.

ESTREIA E PRIMEIROS GOLS
07/03/1920 – Santos 6 x 3 Atlético Santista
Gols: Constantino [3], Arnaldo Silveira, Castelhano e Millon – Pinheiro [2] e Melo
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos
Competição: Amistoso
Árbitro: Osvaldo Silveira
SFC: Randolpho; Ricardo e Bilu; Pereira, Bicalho e Abelha; Millon, Constantino, Castelhano, Haroldo Domingues e Arnaldo Silveira
CAS: Blandy; Aldo e Adão; Brandão, Dodô e Bento; Vitorino, Omar, Pinheiro, Milton e Melo
ULTIMA PARTIDA
24/02/1930 – Santos 1 x 1 Fluminense
Gols: Evangelista – Preguinho
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos
Competição: Amistoso
Árbitro: Jorge Marinho
SFC: Athiê (Bruno); Aristides e Meira; Osvaldo, Vanni e Alfredo; Omar, Camarão, Constantino, Feitiço e Evangelista. Técnico: Platero
FFC: Batalha; Lourival e Py; Cabral, Fernando Giudicelli e Ivã; Ripper, Ari, Alfredinho, Preguinho e De Mori. Técnico: Luis Vinhaes

• Jogos e gols:
1920 – 14 jogos e 12 gols;
1921 – 17 jogos e 13 gols;
1922 – 20 jogos e 12 gols;
1923 – 17 jogos e 09 gols;
1924 – 15 jogos e 06 gols;
1930 – 01 jogo e 00 gol;
Total – 84 jogos e 52 gols

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “A Tribuna” de Santos;
Jornal “O Estado de São Paulo”;
Jornal “A Gazeta”;
Jornal “Correio Paulistano”;
Livro “Os Imortais do Nosso Futebol”, por De Vaney
Ricardo Molitzas (Neto de Constantino);

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *