Contra tudo e contra todos!

Published On 19/12/2014 | A História das conquistas, Histórias
Por Kadw Gomes
Santos, 19/12/2014
Atualizado, 19/12/2016

No século XXI o Santos voltou a dominar o futebol brasileiro, em três anos, o clube foi duas vezes Campeão Brasileiro (2002 e 04) e obteve um Vice-Campeonato em 2003. Com isso, o Santos tornou-se o primeiro e único clube, no século XXI, a conquistar o Campeonato Brasileiro em dois formatos diferentes, mais do que isso, tornou-se o maior Campeão Brasileiro (ao lado do Palmeiras), com Oito Conquistas, ou seja, vencedor do último campeonato com decisão em 2002, o Santos conquistou a competição por pontos corridos em 2004, que significou, o Bicampeonato no século e o Octacampeonato Brasileiro na história.
Durante o Campeonato Brasileiro de 2004, o Santos teve de enfrentar inúmeras dificuldades, tanto de fatores internos quanto de problemas extracampo, mais teve de supera-las para buscar o objetivo, que era o título. Naquele ano, o time precisou lidar com as perdas de mando de campo (que foram cinco no total) e erros de arbitragem (principalmente de gols mal anulados). Outro fato lamentável, foi o sequestro da mãe de Robinho, deixando o time sem seu principal jogador em sete rodadas, assim, com todos esses problemas, a trajetória do Santos tornou-se bastante complicada e difícil – porem, nada que aquele time, focado e  predestinado ao título não conseguisse superar.
2004-04-25 - Santos 2 x 0 BotafogoO Santos antes e ao longo da competição, não mais contara com alguns jogadores importantes, campeões em 2002, como: Fábio Costa, Maurinho, Alex, Renato e o craque Diego. Desembarcaram na Vila, jogadores como o meia Ricardinho e os atacantes Basílio e Deivid, como peças de reposição, que foram fundamentais na Conquista. O técnico também mudou, o time foi comandado pelo multicampeão Brasileiro Vanderlei Luxemburgo, que havia sido campeão pelo Cruzeiro no ano anterior.
A trajetória do Santos no Campeonato Brasileiro, começou dia 21 de abril, com derrota, para o Paraná por 3 a 2 fora de casa. Nada que abalasse o time, mais depois disso, passou a variar bons e maus resultados. Venceu o Botafogo por 2 a 0, em seguida sofreu derrotas para Figueirense e Cruzeiro, venceu o Juventude na Vila por 2 a 1, foi derrotado por Atlético PR e Palmeiras, até vencer o jogo contra o Vitória, por 2 a 1 fora de casa. Nesse jogo, a primeira vitória, das sete consecutivas que levariam o Santos pela primeira vez a liderança do Campeonato na 15º rodada.
2004-07-13 - Santos 2 x 0 Flamengo (2)Depois de vencer o Vitória, o Santos goleou o Internacional por 3 a 0, venceu o Guarani por 2 a 1, o arquirrival Corinthians por 3 a 2, goleou a Ponte Preta por 4 a 0, venceu o SP por 2 a 1 e assumiu a liderança ao vencer o Flamengo, por 2 a 0 em casa. Ao longo do Campeonato, o Santos liderou a competição em 20 rodadas, já o Atlético PR, concorrente direto, conseguiu liderar em 10 rodadas. Depois de vencer o Flamengo e assumir a liderança, o Santos acabou perdendo no jogo seguinte, para o Fluminense. Conseguiu retomar o caminho das vitorias contra o Criciúma, com goleada por 5 a 2, depois disso, apenas duas derrotas, frente ao Grêmio na antepenúltima rodada e São Caetano na penúltima rodada do primeiro turno, em plena a Vila Belmiro. No mais, empatou com o Goiás (3 a 3), Venceu o Coritiba (4 a 2), goleou o Paysandu por 6 a 0 com Robinho iluminado! e venceu o Vasco por 3 a 2, fora de casa, terminando como líder e Campeão simbólico do primeiro turno.
2004-09-26 - Santos 4 x 1 Vitória (6)No segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Santos estreou muito bem, goleando o Paraná por 5 a 1 na Vila Belmiro. Depois de perder na rodada seguinte, para o Botafogo, o time emplacou uma invencibilidade de sete jogos: goleando o
Figueirense por 4 a 1, empatando com o Cruzeiro em 4 a 4, Vencendo o Juventude por 2 a 1 fora de casa e empatando com o Atlético PR, em jogo polemico pelas declarações do Técnico Levir Culpi. Que argumentou que seu time, na época líder, estava no “piloto automático”. A declaração foi ironizada pelo Lateral Léo que rebateu “Mas, se ninguém fizer nada, esse avião pode cair”. Com tudo, o Santos continuou sua invencibilidade após esse jogo, vencendo o Palmeiras por 2 a 1, o Atlético MG por 2 a 0 e o Vitória, com goleada de 4 a 1, até perder para o Internacional no estádio Beira Rio.
O Santos foi um time que cresceu nos momentos mais decisivos daquele Campeonato, depois de perder para o Inter e ficar três jogos sem perder, entre estes goleando a Ponte Preta por 4 a 0, o clube acabou tropeçando, perdendo para o SP e empatando com o Flamengo.  Porem, depois disso, nos últimos oito jogos, com bailados perfeitos o time conseguiu emplacar seu melhor futebol.
A goleada contra o Fluminense, por 5 a 0, com show de Robinho e Deivid, marca o inicio da trajetória, onde o clube não mais perdeu, concretizando com a conquista no final, na partida contra o Vasco. No jogo seguinte o time empatou com o Criciúma (1 a 1), depois disso, venceu o Goiás (2 a 1) e o Coritiba (1 a 0 fora de casa), empatou com o Paysandu (1 a 1), massacrou o Grêmio com goleada de 5 a 1 e venceu o São Caetano fora de casa, por 3 a 0, está por sinal a mais emocionante, pois deu a liderança do Campeonato ao Santos que não mais largou.
Atlético-PR (2)O jogo contra o Vasco em São José do Rio Preto (mais uma vez com a perda do mando de campo), dia 19 de Dezembro, foi à consagração de um time que superou diversos obstáculos, lutando contra tudo e todos, mais que não perdeu o foco: o título brasileiro e a hegemonia nacional. Um jogo que foi emocionante para os Santistas pelo que representava, mais que não encontraram dificuldades para vencer o Vasco da Gama. Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, o meia Ricardinho cobrou e abriu o placar de falta, Santos 1 a 0 no Vasco. Depois disso, Aos 29 minutos, Elano, o predestinado a fazer gols nas decisões, fez o segundo, a vitória parcial de 2 a 0 no primeiro tempo foi o bastante, o Vasco até diminuiu, mais a vitória estava garantida, Santos pela oitava vez, Campeão Brasileiro, o segundo no século XXI.
Depois de superar todos os desafios, “onde até avião teve que derrubar”. Alem do recorde de conquistas (8 vezes), que fizeram do Santos o maior Campeão Brasileiro, veio o recorde gols: o Santos marcou 103 gols naquela edição do Campeonato Brasileiro, até hoje a maior marca da história.
JOGOS E FICHAS TÉCNICAS
46 jogos – 27 vitórias – 08 empates – 11 derrotas – 103 GP – 58 GC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *