Dalmo – 1957-1964

Published On 14/12/2015 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 14/12/2015
Atualizado, 30/12/2015
Nasceu no dia 19 de outubro de 1932, em Jundiaí, no estado de São Paulo. Foi um dos melhores laterais esquerdos da história do Santos.
Dalmo iniciou sua carreira no Paulista e logo depois se transferiu para o Guarani. Em 1957, foi contratado pelo Alvinegro para consagrar-se no futebol mundial.
Versátil, chegou a jogar na meia esquerda, com a camisa 10 do Rei Pelé, e garante que foi ele quem ensinou o Rei a bater pênalti com paradinha.
No início formava como zagueiro, mas pela sua baixa estatura, foi deslocado para a lateral, e se tornou um dos melhores laterias do futebol brasileiro.
Marcou apenas 4 gols com a camisa santista, porém, um desses gols, foi na partida decisiva contra o Milan, na final do Mundial Interclubes de 1963. Assumiu a responsabilidade, e de penalti, deu o bicampeonato mundial ao time da Vila.
Deixou a equipe santista em 1964, e ao aposentar-se, voltou para sua terra natal, onde foi comentarista de rádio.
Com 369 partidas disputadas, é o 22º jogador que mais atuou com o manto santista!
Aos 82 anos, não resistiu ao Mal de Alzheimer, doença que já carregava há anos.
Jogos – 369
Gols – 4
Títulos:
1958 – Campeonato Paulista
1959 – Torneio Rio-São Paulo
1960 – Campeonato Paulista
1961 – Campeonato Paulista, Taça Brasil (Campeonato Brasileiro),
1962 – Campeonato Paulista, Taça Brasil (Campeonato Brasileiro), Taça Libertadores da América e Mundial Interclubes
1963 – Taça Brasil (Campeonato Brasileiro), Torneio Rio-São Paulo, Taça Libertadores da América e Mundial Interclubes
1964 – Campeonato Paulista
Fichas Técnicas:
26/10/1957 – Palmeiras 3 x 4 Santos
Gols: Pagão [2], Edgard (c) e Pelé; Mazola e Nilo [2].
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público: 4.400 aproximadamente
Renda: Cr$ 181.205,00
Palmeiras: Edgard; Ismael e Milton; Maurinho, Múcio e Dema; Renatinho, Nilo, Mazola, Caraballo e Tati. Técnico: Aymoré Moreira
Santos: Laércio, Dalmo e Mauro Torres; Fioti, Ramiro e Zito; Tite, Álvaro, Pagão, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
– Estreia de Dalmo
16/11/1963 – Santos 1 x 0 Milan
Gol: Dalmo de pênalti aos 34min do primeiro tempo.
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Final do Mundial Interclubes.
Público: 120.421 pagantes
Renda: Cr$ 91.546.000,00
Árbitro: Juan Brozzi (Argentina)
Expulsos: Maldini e Ismael
Santos: Gilmar; Ismael, Mauro, Haroldo e Dalmo; Lima e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Almir e Pepe. Técnico: Lula
Milan: Balzarini (Barluzzi); Davi, Maldini e Trebi; Trapattoni e Pelagalli; Mora, Lodetti, Fortunato, Mazzola e Amarildo. Técnico: Luis Carniglia
– Dalmo se consagra, e faz o gol da vitória do título mundial de 1963!
09/08/1964 – Juventus 1 x 2 Santos
Gols: Gelson aos 6min e Mengálvio aos 31min do primeiro tempo; Pepe aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Rua Javari, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 12.000 aproximadamente
Renda: Cr$ 5.400.000,00
Árbitro: Teodoro Nitti
Juventus: Claudinei; Dario, Poças e Paulo; Sidnei e Hidalgo; Antoninho, Rodarte, Quarenta, Rafael e Gelson.
Santos: Gilmar; Lima, Modesto e Dalmo; Zito e Haroldo; Peixinho, Mengálvio, Toninho, Rossi e Pepe. Técnico: Lula
– Ultima apresentação de Dalmo com a camisa do Santos.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

2 Responses to Dalmo – 1957-1964

  1. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Mundial Interclubes – 1962

  2. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Zé Carlos – 1960-1963/1966

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *