Davi – 1983-1989

Published On 30/08/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 30/08/2016

Nome completo – Davi Cortez da Silva
Período – 1983-1989
Posição – Zagueiro
Nascimento – 19 de novembro de 1963, no Rio de Janeiro
Jogos – 199
Gols – 09

Histórico – Nascido no Rio de Janeiro, Davi veio para a cidade de Santos ainda quando criança, devido a profissão de seu pai. Começou a pegar gosto pelo futebol atuando em torneios da escola e na rua, no chamado “gol caixote”.
Com aproximadamente 12 anos, participou das Manhãs Esportivas do Santos, torneio realizado pelo clube para garimpar jovens talentos. Na época, atuando no ataque, foi Campeão do torneio e o artilheiro.
Anos depois, Davi começou a atuar na base do time santista, e ganhou sua primeira chance no profissional em 1983, aos 19 anos.
Em 1984, é convocado para disputar os Jogos Olímpicos pela Seleção Brasileira sub-23, e conquista a medalha de prata com a equipe brasileira, a 1º do Brasil no futebol, tornando-se o 1º atleta futebolístico do Santos a ganhar uma medalha em Olimpíadas. Ainda no mesmo ano, fez parte da campanha vitoriosa do título paulista de 1984.
O zagueiro se destacava pela ótima impulsão para cabecear, e principalmente pelas antecipações e cobertura de jogadas.
Em maio de 1985, Davi marcou seu 1º gol pelo Santos, atuando diante da forte Seleção do Uruguai, em jogo válido pela Copa Kirin, torneio que o Alvinegro também faturou.
Permaneceu até o início de 1990 na equipe santista, quando acertou sua transferência para o Universidad Autônoma Guadalajara/MEX. Antes, jogou por 3 meses no Fortaleza, até embarcar de vez para o México. Atuou também pelo Verdy Tokyo/JAP, América-SP, Guarani e São José.
Atualmente, Davi mora na cidade de Santos, e trabalha com uma agência de jovens jogadores.

ESTREIA
01/06/1983 – Santos 1 x 1 São José EC
Gols: Serginho Secundino – Tata (p)
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 3.832.000,00
Público: 5.982
Árbitro: Dulcídio Vanderlei Boschilia
SFC: Marolla; Toninho Oliveira, Davi, Pagani e Gilberto Sorriso; Luiz Gustavo, Nílson Dias e Edson; Batistote (Gerson), Serginho Chulapa e Camargo (Serginho Secundino). Técnico: Chico Formiga
SJEC: Ivã: Benazzi, Deda, Roberto e Reinaldo; Gerson Andreotti, Tata e Célio; Edinho (Adílson), Tião Marino e Nenê (Deinha). Técnico: Sergio Clérice
PRIMEIRO GOL
30/05/1985 – Santos 1 x 1 Seleção do Uruguai
Gols: Aguilera aos 22min do primeiro tempo; Davi aos 16min do segundo tempo.
Local: Estádio Hiroshima, em Hiroshima, Japão.
Competição: Copa Kirin
Público: 15.000 aproximadamente
Expulsos: Da Silva e Yeladian (Uruguai)
Santos: Rodolfo Rodriguez; Paulo Roberto, Davi, Toninho Carlos e Jaime Boni; Serginho Carioca, Mário Sérgio e Humberto; Gersinho, Mirandinha e Zé Sergio. Técnico: Carlos Castilho
Uruguai: Valisco; Montelongo (Rabino), Russo, Acevedo e Cezar Pereyra; Yeladion, Barrio e Carrasco; Da Silva, Cabrera (Silva) e Canteiro. Técnico: Omar Borrás
ULTIMO JOGO
15/10/1989 – Cruzeiro 0 x 0 Santos
Local: Estádio Mineirão, em Minas Gerais, Belo Horizonte.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 21.749 pagantes
Renda: NCz$ 237.152
Árbitro: Gílson Ramos Cordeiro
Cruzeiro: Paulo César; Balu, Gilson Jader, Gilmar Francisco e Eduardo; Paulo Isidoro, Ademir e Careca; Heider (Betinho), Hamilton e Edson. Técnico: Ênio Andrade
Santos: Sérgio; Ditinho, Davi (Carlinhos), Luiz Carlos e Wladimir; César Sampaio, César Ferreira, Cássio e Jorginho Putinati; Juary e Totonho (Tuíco). Técnico: Nicanor Carvalho

• Jogos e gols:
1983 – 35 jogos e 00 gol;
1984 – 19 jogos e 00 gol;
1985 – 31 jogos e 02 gols;
1986 – 16 jogos e 01 gol; 01 expulsao
1987 – 20 jogos e 01 gol;
1988 – 37 jogos e 04 gols;
1989 – 41 jogos e 01 gol;
Total: 199 jogos e 09 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
O próprio ex-atleta, Davi Cortez da Silva;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *