Del Vecchio – 1953-1957/1965-1966

Published On 14/03/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 14/03/2014
Atualizado, 02/01/2016

Nascido em São Paulo, no dia 24 de setembro de 1934, Emmanuele Del Vecchio iniciou na Vila Belmiro em 1951, ainda nas categorias de base.
Descendente italiano, e filho da Sra. Alboccini e do Sr. Frank Del Vecchio, sua família se instalou no bairro da Móoca, em São Paulo, antes de irem morar na Baixada Santista, mais precisamente em São Vicente.
Ia para os treinos na Vila Belmiro de bonde, e assim, foi Campeão como Infanto-Juvenil, Juvenil e Amador. Chegou à equipe profissional em 1953, fazendo a sua estreia contra o Bonsucesso-RJ.
Atacante rápido, raçudo, técnico e goleador implacável, Del Vecchio foi fundamental na conquista do Bicampeonato Paulista de 1955-1956.
Foi o artilheiro do Santos na temporada de 1955 e artilheiro do Campeonato Paulista do mesmo ano. Responsável também pelo primeiro gol santista em campos estrangeiros. Foi o autor do gol do empate diante do Gymnasia y Esgrima/ARG, durante a 1º Excursão do Santos pelo exterior!
Na primeira partida de Pelé, na qual entrou no decorrer do jogo, foi Del Vecchio que saiu para dar o lugar ao Rei.
Del Vecchio (7)Foi afastado da equipe em 1957, devido a uma discussão com um narrador na Vila Belmiro, após ser criticado pelo mesmo. Logo em seguida, foi vendido para o Verona da Itália. Passou também por Napoli/ITA, Padova/ITA, Milan/ITA, Boca Juniors/ARG, São Paulo, Bangu-RJ e Atlético-PR.
Em 1965, aos 31 anos, retornou para suas origens e voltou a atuar pelo Alvinegro Praiano.
Foi treinador do Santos em 1984, ficando apenas 6 jogos no comando.
Del Vecchio morreu no dia 7 outubro de 1995, aos 61 anos, em consequência de problemas intestinais decorrentes dos quatro tiros que levou em maio do mesmo ano durante uma discussão com um ex-namorado de sua filha. Ainda no hospital, resistiu por oito dias, mas veio a falecer no Hospital Beneficência Portuguesa.
É o 20º maior artilheiro da história do Santos, com 105 gols marcados.

Jogos – 180
Gols – 105
Títulos:
1955 – Campeonato Paulista
1956 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
21/06/1953 – Santos 4 x 0 Bonsucesso-RJ
Gols: Walter [2], Hugo e Vasconcelos.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 20.460,00
Árbitro: Amaral Sobrinho
Santos: Manga; Hélvio e Cássio; Feijó (Nenê), Formiga (Pascoal) e Nelson Adams; Nicácio, Walter, Hugo (Antoninho), Vasconcelos e Tite (Del Vecchio). Técnico: Artigas
Bonsucesso-RJ: Adalberto; Duater e Mouro; Urubatão, Jofre e Bibi; Wilson (Tomaz), Zildo (Lourival), Betinho (Jorginho) e Bene.
– Estreia de Del Vecchio
03/10/1953 – Comercial-SP 0 x 2 Santos
Gols: Orlando aos 20min do primeiro tempo; Del Vecchio aos 37min do segundo tempo.
Local: Estádio Parque Antártica, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 14.340,00
Árbitro: Antonio Muzitano
Comercial: Martinelli; Clélio e Lamparina; Alfredo, Saverio e Alan; Nardo, Feijão, Dino, Benedito e Nelsinho.
Santos: Luiz; Hélvio e Feijó; Gueguê, Formiga e Zito; Nicácio, Walter, Álvaro, Orlando e Del Vecchio. Técnico: Antoninho
– Estreia como titular e marca o primeiro gol com a camisa do Santos.
21/03/1954 – Gimnasia Y Esgrima-ARG 1 x 1 Santos
Gols: Del Vecchio; Martínez
Local: Estádio Juan Carmello Zerillo, em La Plata, Argentina.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 159.625,00 (61.395 pesos)
Árbitro: John Dykkens (ING)
Santos: Barbosinha; Hélvio e Feijó (Ivan); Cássio, Formiga e Zito; Del Vecchio, Walter, Álvaro, Vasconcelos (Hugo) e Tite. Técnico: Giuseppe Ottina
Gymnasia y Esgrima: Riviera; Sandria e Perocino; Gonzalez, Arco e Rosário; Gallardo, Maravilla, Nazardo (Gutierrez), Martinez e Barpiã.
– Del Vecchio foi o autor do primeiro gol santista em solo estrangeiro.
29/06/1955 – Cienciano-PER 0 x 9 Santos
Gols: Del Vecchio [3], Álvaro [2], Vasconcelos [2] e Walter [2].
Local: Em Cuzco, no Peru.
Competição: Amistoso
Cienciano: Não Informado.
Santos: Barbosinha (Manga); Sarno, Hélvio (Wilson), Formiga e Ivan; Urubatão (Pascoal) e Walter; Del Vecchio, Álvaro (Ramiro), Vasconcelos e Pepe (Carlinhos). Técnico: Lula
– Marca três gols na grande goleada sobre o Cienciano do Peru.
20/11/1955 – Santos 5 x 0 Guarani
Gols: Pagão aos 23min e Del Vecchio aos 28min e aos 35min do primeiro tempo; Pepe aos 13min e Del Vecchio aos 37min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 134.430,00
Árbitro: Carlos de Oliveira Monteiro
Santos: Manga; Sarno e Zito; Ramiro, Formiga e Urubatão; Pagão, Negri, Del Vecchio, Vasconcelos e Pepe. Técnico: Lula
Guarani: Paulo; Valdir e Dalmo; Nelson Faria, James e Henrique; Fifi, Augusto, Cezar, Vilalobos e Vasques.
– Del Vecchio foi o artilheiro do Santos no ano de 1955 com 38 gols, e também artilheiro do Campeonato Paulista.
03/01/1957 – São Paulo 2 x 4 Santos
Gols: Zezinho aos 8min e aos 42min e Feijó aos 20min do primeiro tempo; Tite aos 11min e Del Vecchio aos 23min e aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista (Decisão Extra).
Público: 51.600 aproximadamente
Renda: Cr$ 2.580.560,00
Árbitro: Erwin Hieger
São Paulo: Borelli; Clélio e Mauro; Sarará, Vitor e Alfredo; Maurinho, Zezinho, Gino, Dino Sani e Canhoteiro. Técnico: Vicente Feola
Santos: Manga; Wilson e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito; Tite, Jair Rosa Pinto, Pagão, Del Vecchio e Pepe. Técnico: Lula
– Foi decisivo também no título do bicampeonato paulista de 1956.
18/08/1957 – Santos 5 x 2 Portuguesa
Gols: Del Vecchio a 1min e Valter aos 8min do primeiro tempo; Pepe aos 5min e aos 20min, Tite aos 25min e aos 45min e Ipojucan aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 19.000 aproximadamente
Renda: Cr$ 407.760,00
Árbitro: Eduardo Sáfady
Expulso: Hermínio (Portuguesa)
Santos: Veludo; Hélvio e Mourão; Fioti, Brauner e Zito; Tite, Álvaro, Pelé, Del Vecchio e Pepe. Técnico: Lula
Portuguesa: Cabeção; Djalma Santos e Julião; Mário Ferreira, Hermínio e Jutz; Nelsinho, Ocimar, Zezinho, Ipojucan e Valter. Técnico: Flávio Costa
– Ultima partida e ultimo gol na primeira passagem pelo Santos.
10/11/1965 – Palmeiras 1 x 1 Santos
Gols: Pelé aos 6min do primeiro tempo; Ademar aos 21min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Taça Brasil (Campeonato Brasileiro).
Público: 26.846
Renda: Cr$ 42.483.000,00
Árbitro: Aírton Vieira de Morais
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro, Orlando e Geraldino; Lima e Mengálvio;
Dorval, Coutinho (Del Vecchio) Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Palmeiras: Donáh; Djalma Santos, Djalma Dias, Valdemar Carabina e Ferrari; Dudu e Ademir da Guia; Julinho (Ademar Pantera), Servílo, Dario e Rinaldo.
Técnico: Mário Travaglini
– Retorno de Del Vecchio.
10/06/1966 – Corumbaense-MT 1 x 3 Santos
Gols: Salomão aos 27min e Coutinho aos 28min do primeiro tempo; Sininho aos 10min e Del Vecchio aos 23min do segundo tempo.
Local: Estádio Artur Marinho, em Corumbá, Mato Grosso.
Competição: Amistoso
Árbitro: Carmelito Voi
Corumbaense: Haroldo; Wilson, Baú e Servílio; Edison e Sidnei; Sininho, Garrafa, Geraldo, Dedé e Rogério.
Santos: Laércio (Cláudio); Zé Carlos, Mauro (Modesto) e Turcão; Joel Camargo (Clodoaldo) e Haroldo; Amauri, Salomão, Coutinho (Wilson), Toninho (Del Vecchio) e Abel. Técnico: Lula
– Ultimo gol de Del Vecchio com a camisa do Santos.
18/09/1966 – Comercial-RP 3 x 1 Santos
Gols: Amaury aos 37min e Toninho aos 41min do primeiro tempo; Paulo Bim aos 23min e Peixinho aos 41min do segundo tempo.
Local: Estádio Francisco Palma Travassos, em Ribeirão Preto, São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 7.023 pagantes
Renda: Cr$ 13.311.000,00
Árbitro: Olten Aires de Abreu
Comercial: Rosã; Ferreira, Jorge, Piter e Nonô; Amaury e Jair Bala; Peixinho, Luís, Paulo Bim e Carlos César. Técnico: Alfredo Sampaio
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Oberdan e Zé Carlos; Lima e Orlando; Amauri, Mengálvio, Toninho, Del Vecchio e Edu. Técnico: Lula
– Ultima partida de Del Vecchio com a camisa do Santos.
Fontes e Referências:
Jornal Folha de São Paulo;
Almanaque do Santos-100 anos de Futebol Arte;
Santos, 100 anos, 100 jogos e 100 ídolos;
William Del Vecchio, sobrinho do ídolo;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *