Edu – 1966-1976

Published On 16/03/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 16/03/2014
Atualizado, 23/05/2017

Jonas Eduardo Américo, mais conhecido como Edu, nasceu no dia 6 de agosto de 1949, em Jaú, interior de São Paulo.
Estreou no profissional aos 15 anos, e foi um dos pontas-esquerdas mais habilidosos do futebol brasileiro.
Suas belas apresentações no Torneio Rio-São Paulo de 1966, foram tão impressionantes, que rapidamente foi convocado para a Seleção Brasileira, tornando-se o jogador mais jovem a participar de uma Copa do Mundo, aos 16 anos. Recorde que sustenta até os dias de hoje. Disputou também as Copas de 1970 e 1974.
O drible era seu forte, mas Edu também tinha um chute certeiro e potente. Com uma imensa classe, e uma ginga de corpo muito superior, era capaz de “entortar a espinha” de qualquer marcador. Chegou a jogar na mesma época que Pepe e Abel, outros dois exímios pontas-esquerdas.
Assim como Coutinho, a tendência para engordar acabou o prejudicando e encurtando sua carreira. Esses problemas o impediram de ser titular nas Copas de 1970 e 1974.
Aos 27 anos teve uma passagem sem brilho pelo Corinthians, depois atuou pelo Internacional-RS, Tampa Bay-EUA, Monterrey-MEX, São Cristóvão-RJ e Dom Bosco-MT.
Após abandonar a carreira, tornou-se a grande atração de uma Seleção de Masters que excursionava pelo Brasil.
Com 584 partidas e 183 gols, é o sexto jogador que mais vestiu a camisa do Alvinegro e o sétimo maior artilheiro da história do Santos.
Jogos – 584
Gols184
Títulos:
1966 – Torneio Rio-São Paulo
1967 – Campeonato Paulista
1968 – Campeonato Paulista, Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Brasileiro), Recopa Sul-Americana e Recopa Mundial
1969 – Campeonato Paulista
1973 – Campeonato Paulista
Fichas Técnicas:
03/03/1966 – Portuguesa 1 x 2 Santos
Gols: Edilson (c) aos 26min e Salomão aos 30min do primeiro tempo; Ademar aos 23min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Público: 5.077 pagantes
Renda: Cr$ 6.684.500
Árbitro: Etel Rodrigues
Expulso: Joel Camargo (Santos)
Portuguesa: Félix; Augusto, Ulisses, Vilela e Edílson; Wilson Pereira e Edson; Almir, Sílvio (Ademar), Ivair e Nílson (Caldeira)(Martins). Técnico: Jim Lopes
Santos: Cláudio; Carlos Alberto, Oberdan e Zé Carlos; Joel Camargo e Haroldo; Toninho, Salomão (Rossi), Del Vecchio (Edu), Lima e Abel. Técnico: Lula
– Estreia de Edu
17/03/1966 – Santos 4 x 0 Bangu-RJ
Gols: Edu aos 32min do primeiro tempo; Carlos Alberto (p), aos 3min, Zito aos 10min e Edu aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Público: calculado em 2.600
Renda: NCr$ 3.923.000
Expulsão: Manuelzinho (Bangu)
Santos: Laércio; Carlos Alberto, Oberdan, Haroldo e Geraldino (Zé Carlos); Zito e Mengálvio (Lima), Dorval, Toninho, Del Vechio e Edu. Técnico: Lula
Bangu: Ubirajara; Fidélis, Mário Tito, Luís Alberto, Ari Clemente, Jaime (Ocimar), Roberto Pinto, Paulo Borges, Araras, Manuelzinho, Zé Carlos. Técnico: Zizinho.
– Primeira partida como titular, e já marca dois gols.
21/12/1967 – São Paulo 1 x 2 Santos
Gols: Edu aos 10min e Toninho aos 12min do primeiro tempo; Babá aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista, Jogo Desempate.
Público: 43.627 pagantes
Renda: NCr$ 151.808,00
Árbitro: Armando Marques
São Paulo: Picasso; Renato, Belline, Roberto Dias e Edílson; Nenê e Lourival; Valter “Zum Zum”, Dejair, Babá e Paraná. Técnico: Silvio Pirillo
Santos: Cláudio; Carlos Alberto, Ramos Delgado, Joel Camargo e Rildo; Clodoaldo e Buglê; Wilson, Toninho, Pelé e Edu. Técnico: Antoninho
– Marca um dos gols da partida decisiva do campeonato paulista de 1967, que deu o título ao Santos.
19/05/1968 – Palmeiras 1 x 3 Santos
Gols: China a 1min, Edu aos 8min, Pelé aos 13min e Toninho aos 21min segundo tempo.
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 16.276 pagantes
Renda: NCr$ 68.122,00
Árbitro: Roberto Goicóchea
Palmeiras: Maidana, Djalma Santos, Baldochi, Minuca, Jorge, Zequinha, Julio Amaral, Suingue, China, Cabralzinho (Morais), Gildo. Técnico: Alfredo Gonzáles
Santos: Cláudio, Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Joel, Rildo, Clodoaldo, Lima, Toninho Guerreiro, Douglas, Pelé, Edu. Técnico: Antoninho
– Marca um dos gols da vitória na partida que deu o bicampeonato paulista ao Santos, com 4 rodadas de antecedência.
09/12/1971 – Santos 4 x 0 Vasco
Gols: Edu [2], Jáder e Léo Oliveira.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 2.662 pagantes
Árbitro: Maurílio José Santiago
Santos: Cejas; Orlando (Pitico), Paulo, Oberdan e Rildo; Léo Oliveira e Dicá; Jader; Pelé (Mazinho), Edu e Ferreira. Técnico: Mauro Ramos de Oliveira
Vasco: Andrada; Fidélis, Renê, Joel Santana e Alfinete; Alcir (Gaúcho), Buglê e Beneti; Ferreti, Gilson Nunes (Roberto Dinamite) e Luiz Carlos. Técnico: Admildo Chirol
– Marca dois gols na goleada sobre o Vasco!
17/11/1976 – Catanduvense 0 x 1 Santos
Gol: Edu
Local: Estádio Silvio Telles, em Catanduva, São Paulo.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 68.220,00
Árbitro: Jurandir Vicente
Catanduvense: Borracha; Zé Luiz, Rafael, Dario e Tatu; Luiz Moraes e Moreno; Poiane, Jovenil, Arnaldo e Rodrigues. (entraram: Fred, Joãozinho, Parraro e Gomes). Técnico: Abílio Martins (Muca)
Santos: Wilson Quiqueto; Fernando, Ailton Silva, Bianchi (Neto) e Zé Carlos (Almeida); Clodoaldo e Aílton Lira (Alceu); Tata, Freitas (Juary), Zé Mario e Edu (Admundo). Técnico: Zé Duarte.
– Último gol e última partida de Edu pelo Santos.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

One Response to Edu – 1966-1976

  1. prá mim, meu maior idolo, outros:pita, ailton lira, carlos alberto, robinho, clodoaldo, cejas, rodolfo,nene,léo, renato, neymar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *