Empate deixa escapar a liderança!

Published On 05/12/2014 | 10 anos do Octacampeonato!
Continuando a caminha santista em 2004, após uma difícil vitória diante do Coritiba, o Santos foi até Belém para enfrentar o Paysandu, no Estádio Mangueirão.
“Com uma atuação muito desastrosa do Árbitro, o Santos deixa de assumir a liderança”.
O Alvinegro não teve uma boa atuação no Estádio Mangueirão, e ainda teve que passar por cima dos erros de arbitragem, que prejudicaram ainda mais a equipe.
Como o esperado, o Paysandu ficou completamente atrás, se abdicando de atacar. Uma retranca muito bem montada pelo técnico Vágner Benazzi.
Desde o começo da partida, o árbitro Wilson de Souza Mendonça mostrou-se muito confuso, invertendo faltas e não dando coerência as suas marcações.
A equipe paraense abriu o placar aos 7 minutos de jogo, com o lateral Alonso, e se retrancou ainda mais na defesa. O Santos aumentou a pressão, e o Paysandu era duro na queda.
De tanto pressionar, o Santos empatou em seguida ao gol do Paysandu, porém, o gol foi anulado pelo árbitro. Minutos depois, Deivid foi derrubado na área, e foi assinalado pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança, e Alexandre Fávaro defendeu, no rebote, Deivid estufou as redes. No entanto, Wilson Mendonça mandou repetir a cobrança, alegando invasão de área. Realmente houve invasão de área, só que dos atletas do Paysandu, ou seja, beneficiando o infrator e prejudicando o Santos. Na segunda cobrança, Deivid cobrou mal, e o goleiro fez boa defesa.
Aos 30 minutos, ao ver que não tinha necessidade de jogar com três zagueiros, o técnico Vanderlei Luxemburgo sacou Antônio Carlos e o colocou Marcinho, dando mais dinamismo a frente.
Na segunda etapa, o técnico santista fez mais uma modificação ofensiva, tirando o volante Fabinho para a entrada do centroavante William. A pressão aumentou ainda mais. Foi um bombardeio contra a defesa do Paysandu, prova disso foram os números. Das 23 finalizações efetuadas no segundo tempo, 17 foram do time da Vila.
William conseguiu balançar as redes da equipe adversária, porém, novamente mais um gol santista foi anulado. Insistente, ele marcou novamente aos 35 minutos, e dessa vez, após 3 gols anulados, o Santos pode comemorar o empate.
A próxima partida santista é diante do Grêmio, que já está rebaixado a segunda divisão do Campeonato Nacional.
FICHA TÉCNICA
28/11/2004 – Paysandu 1 x 1 Santos
Gols: Alonso aos 7min do primeiro tempo; William aos 35min do segundo tempo.
Local: Estádio Mangueirão, em Belém, Pará.
Público: 28.729
Renda: R$ 192.464,00
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (FIFA PE)
Auxiliares: Erick Bartholomeu Bandeira e Irani Pinto da Paz (ambos de PE)
Cartões amarelos: Leonardo (P), Antônio Carlos (S), André Luís (S), Alexandre (P), Hernani (P), Alexandre Fávaro (P), Ávalos (S), Lecheva (P), William (S)
Paysandu: Alexandre Fávaro; Maurinho, Flavio Tanajura, Alex Pinho e Alonso; Lecheva, Sandro, Alexandre (Denis) e Hernani (Luiz Fernando); Leonardo (Balão) e Zé Augusto.
Técnico: Vágner Benazzi
Santos Mauro; Antônio Carlos (Marcinho), André Luís e Ávalos; Flávio, Fabinho (William), Zé Elias (Paulo César), Ricardinho e Léo; Basílio e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
– Referências: 
Jornal “O Estado de São Paulo”
Jornal “Folha de São Paulo”
Jornal “A Tribuna”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *