Meninos do Brasil!

Published On 20/08/2015 | A História das conquistas
Por Kadw Gommes
Santos, 20/08/2015
Atualizado, 04/08/2016

Um futebol magico e artístico, típico do DNA Santista, foi o que protagonizaram os “Meninos da Vila” naquele ano de 2010. Em maio, os comandados de Dorival Júnior conquistaram o Campeonato Paulista após campanha exuberante, de muitos gols, que culminou com dois jogos finais eletrizantes, contra o bravo Santo André, no Pacaembu/SP. Três meses depois, Neymar, Robinho, Paulo Henrique Ganso e Cia, conseguiram o feito inédito na História do SFC: a taça da Copa do Brasil.
Ao longo da Competição Nacional, os adversários sucumbiam ao futebol ofensivo do Santos, que deu graça e espetáculo. Os garotos abusados de Vila Belmiro não apenas venciam, davam Show! O peixe teve como marca registrada as coreografias (nas comemorações de gols) e as goleadas, e essas ocorreram aos montes naquele ano. O Santos da Copa do Brasil de 2010 foi belíssimo, artístico e arrebatador. Uma conquista mais do que merecida, com marcas incontestáveis: 39 gols em 11 jogos, aquele foi o campeão com maior número de gols na História do torneio. Teve, ainda, a maior goleada da competição de 2010 (10 a 0 no Naviraiense, do Mato Grosso do Sul) e o artilheiro (Neymar, com 11 gols). De quebra, encantou o País com futebol ofensivo, rápido, irreverente e eficiente.
COPA DO BRASIL/SANTOS X GUARANI

Santos x Guarani (45)Os compromissos santistas na Copa do Brasil, ocorrem em paralelo ao Campeonato Paulista e, no primeiro confronto do certame nacional, em 24 de fevereiro, sobrou para o pobre Naviraiense/MS a dura missão de enfrentar aquele Santos. Bem que na primeira partida, fora de casa o Peixe foi econômico nos gols, vencendo pelo placar mínimo de 1 a 0, gol de Marquinhos. O mesmo não ocorreu no segundo encontro na Vila Belmiro, onde o Santos venceu por estrondosos 10 a 0, com gols de Paulo Henrique Ganso (1), André (3), Neymar (2), Robinho (1), Marquinhos (1) e Madson (2). O próximo adversário do SFC foi o Remo/PA, e com mais uma goleada por 4 a 0 com gols de Neymar (2) e André (2), não houve a necessidade de uma nova partida em São Paulo. Sem economizar nos gols, e com uma nova apresentação de gala, o Santos foi para cima do Guarani, na Vila Belmiro, pelas Oitavas de Final, e com um show Neymar e Robinho, aplicou estrondosos 8 a 1 no Bugre. A derrota por 3 a 2 no jogo da volta, não foi nem sentida.
Santos x Atlético-MG (5)Nas quartas de final, o SFC enfrentou seu primeiro adversário de peso, o Atlético MG, no Mineirão, e em meio as finais do Paulista (vencida pelo Santos), o time santista acabou sendo derrota pelo galo por 3 a 2 em Minas.
Na partida de volta, três dias depois da conquista estadual, o “Time da Virada” conseguiu mediante uma grande apresentação reverter o placar dos mineiros, com uma vitória por 3 a 1 no Urbano Caldeira, com gols de André, Neymar e Wesley. O Peixe abriu a contagem, logo aos 16 min, do primeiro tempo: jogada de Neymar que toca para André empurrar para as redes. No finalzinho da primeira etapa, aos 43 min, Robinho recebe, avança e toca para Neymar, o camisa 11 livre, só empurra para o gol, antes do fim da primeiro tempo, o Galo ainda diminui. Mais, logo no começo do segundo tempo, aos 4 min, Edu Dracena consegue tocar no meio da área para Wesley, que chuta firme no meio do gol e coloca o Santos na próxima fase.
7613622.santos_gremio_leo_ganso_torcida_ig_esporte_320_479Nas partidas semifinais, mais dois jogos memoráveis, dessa vez o peixe encarou o copeiro Grêmio: no primeiro duelo revés por 4 a 3, em Porto Alegre.
Na partida de volta, na Vila Belmiro/SP, o Santos novamente consegue reverter a vantagem, num jogo espetacular do ataque santista, vitória por 3 a 1 com direito a três golaços: primeiro com Ganso, que acertou um lindo chute de longa distancia, depois, num contra-ataque rápido e mortal, Robinho tocou com elegância por cima de Victor, e Wesley, que aproveitou mais um contra-ataque, driblou o zagueiro e o goleiro e chutou sem angulo, fechando a contagem. Resultado que colocou o SFC na final da Copa do Brasil, diante do Vitória/BA.
Santos x Grêmio (1) - Cópia
Em junho, o time entrou de férias por causa da Copa do Mundo, e nesse período mesmo com o incessante pedido da torcida brasileira pelas convocações de Neymar e Ganso, o técnico Dunga resolveu não levar os garotos santistas, apenas Robinho foi convocado. Na Copa da África, o Brasil acabou eliminado nas quartas de final pela Holanda.
Santos x Vitória (7)As finalíssimas da Copa do Brasil, foram decididas em julho, e o Campeão Baiano, Vitória/BA, não foi páreo para uma equipe insinuante, entrosada e sobretudo, vencedora. Na primeira partida disputada na Vila Belmiro/SP, mesmo com a perda de pênalti de Neymar, que inventou cavadinha e entregou a bola nas mãos de Viáfara, o Santos venceu por 2 a 0.
O artilheiro Neymar, abriu o placar aos 14 min do primeiro tempo, escorando o cruzamento de Pará e empurrando para as redes, e Marquinhos, numa cobrança precisa de falta, fez o segundo gol aos 38 min da etapa final, dando uma boa vantagem para o segundo encontro em Salvador/BA.
Santos x Vitória (12.2)
Vitória x Santos (23)
No segundo e decisivo duelo, no estádio do Barradão/BA tomado pela massa rubro-negra baiana, o clima hostil, o péssimo gramado e a pesada chuva não conseguiram tirar o título do Santos.
O alvinegro foi para cima e abriu o placar com Edu Dracena de cabeça, esfriando o ânimo dos baianos aos 44 min do primeiro tempo. Na segunda etapa, o time de Dorival Júnior se segurou atrás e não se intimidou nem quando tomou o empate: aos 11 min, gol de Wallace.
O Vitoria ainda conseguiu a virada com Júnior, aos 32 min, mas nem a pressão final deu resultado. Novamente quem dava a bola era o Santos FC de Neymar, Robinho, P.H. Ganso e Cia, que conquistou o inédito título da Copa do Brasil de 2010.

Festa do Tìtulo (49)

Fontes e Referencias:
Almanaque do Santos FC (Guilherme Nascimento);

Revista Placar;
Globoesporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *