Esquadrões


gfhhhgghffdfd

Por Kadw Gomes
No contexto futebolístico, um ESQUADRÃO é uma equipe formada por craques gerando uma espinha dorsal na estrutura tática/técnica e que permanecem juntos ao longo de um período, marcando época no futebol.
Alguns critérios são importantes para definirem quando um time é um esquadrão. Os mais importantes contemplam: (1) impacto de futebol de época, (2) estética de jogo, (3) revolução tática, (4) quantidade e qualidade de craques reunidos, (5) feitos históricos alcançados, (6) pela imponência e respeito provocada nos adversários, (7) pela quantidade de títulos aspirados, entre outros…
Alguns clubes, porém, conseguem montar sucessivos esquadrões por um longo tempo. Neste caso, acontece uma dinastia no futebol: período de dominação de um clube com pelo menos mais de um esquadrão formado.
Fomentando grandeza e futebol bonito, o Santos Futebol Clube conseguiu em determinados períodos da história formar esquadrões, como 1916 a 1919, 1927 a 1929, 1973 a 1974, 1978-79, 2002 a 2004, 2010 a 2012 e, principalmente, entre 1955 a 1970 – ao qual torna-se o maior clube do mundo estabelecendo uma era no futebol mundial. Apresentando ao esporte mais popular do mundo grandes gerações, lendárias e históricas.
Quadros tão famosos que tornaram e fizeram do Santos um dos maiores times do mundo. Na história santista, embora muitos times compreendam mais de uma característica, destacando a mais pertinente, há esquadrões para todos os aspectos já citados: ao que concerne impacto de futebol e revolução de época como os esquadrões das décadas de 1920 e 1950; pela quantidade de craques reunidos fomentada na década de 1970; pela quantidade de títulos aspirados ao qual se insere os esquadrões do Século XXI e, sobretudo, aquele que reuniu todas as qualidades possíveis: O Time dos Sonhos da década de 1960.
Existem também os grandes times que mesmo não sendo esquadrões marcaram época na história do clube, ao qual compreende, por exemplo, Gerações de Meninos da Vila, afinal nem todas foram esquadrões. Detalhe importante a se cravar é, que, todos estas equipes históricas têm em comum o Futebol Arte e o DNA Ofensivo.
Tal como a Seleção Brasileira, que se estabelece no futebol como sinônimo de melhor futebol do mundo pelos grandes esquadrões e quantidade de craques (além das conquistas), a opulente e pujante história do Santos se confunde com a da Seleção canarinho nesse aspecto. O Alvinegro é exaustivamente lembrado e reconhecida da mesma forma: além das conquistas, os grandes esquadrões potencializados por ídolos e craques reunidos, que tornaram e fizeram do Santos um dos nomes mais importantes do futebol mundial.
Nesse espaço, o Acervo Histórico do SFC reúne o que de melhor construiu o SFC ao longo da história em termos de formações postuladas: Esquadrões e Grandes Times formados:

 Temível Team Santista (1916-1919).
 Campeões da Técnica e da Disciplina (1926-1931).
O Glorioso Pavilhão (1935-1938).
O Gigante Começa a Despertar (1948-1950). 
 Academia Santista (1955-1956).
Time de Branco (1958-1959).
Time dos Sonhos (1960-1965).
Máquina de Branco (1967-1969).
As Feras do Santos: A SeleSantos (1969-1970).
Globetrotters do Futebol (1971-1974).
Meninos da Vila I (1978-1979).
Feios, Sujos e Malvados (1983-1984).
L’Santista Brancaleone (1995).
Santos FC (1997-1998).
Meninos da Vila II (2002-2004).
Santos FC (2006-2007).
Meninos da Vila III (2010-2012).
Santos FC (2015-2016).