Excursão para a Europa – 1961

Published On 31/05/2014 | Excursões Internacionais
Por Gabriel Santana
Santos, 31/05/2014
Atualizado, 04/07/2016

Em 1961, o Santos realizou outra grandiosa excursão pelo continente europeu! 7 países foram visitados em praticamente 2 meses, com 14 vitórias, 80 gols marcados e duas taças conquistadas. Disputou e venceu o Torneio de Paris e o Torneio Itália, diante de fortes equipes.
Na ultima partida da excursão, diante do Olympiakos da Grécia, o time de Vila Belmiro acabou sendo derrotado por 2×1, resultado inesperado até então. Os gregos ficaram tão honrados em derrotar o Santos, que acrescentaram o nome do Alvinegro e de Pelé em seu hino.

• Países visitados: Alemanha, Bélgica, Suíça, França, Israel, Itália e Grécia.
• Cidades: Munique, Gand, Bruxelas, Liége, Basiléia, Wolfsburg, Antuérpia, Marseille, Lyon, Tel Aviv, Paris, Turim, Roma, Milão, Karlsruhe e Atenas.
• Total de partidas: 19 jogos; 14 vitórias; 03 empates; 02 derrotas; 80 GP; 41 GC
• Jogos:
16/05 – Bayern Munich-ALE 2 x 3 Santos
18/05 – Gantoise-BEL 2 x 1 Santos
24/05 – Anderlecht-BEL 2 x 2 Santos
26/05 – Standard Liége-BEL 4 x 4 Santos
01/06 – Basel-SUI 2 x 8 Santos
03/06 – Wolfsburg-ALE 3 x 6 Santos
04/06 – Seleção da Antuérpia-BEL 4 x 4 Santos
07/06 – Racing Paris-FRA 1 x 6 Santos
09/06 – Lyon-FRA 2 x 6 Santos
11/06 – Seleção de Israel 1 x 3 Santos
13/06 – Racing Paris-FRA 4 x 5 Santos
15/06 – Benfica-POR 3 x 6 Santos
18/06 – Juventus-ITA 0 x 2 Santos
21/06 – Roma-ITA 0 x 5 Santos
24/06 – Internazionale-ITA 1 x 4 Santos
26/06 – Karlsruhe-ALE 6 x 8 Santos
28/06 – AEK-GRE 0 x 3 Santos
30/06 – Panathinaikos-GRE 2 x 3 Santos
04/07 – Olympiakos-GRE 2 x 1 Santos
Artilheiros da excursão:
22 Gols: Coutinho e Pelé
14 Gols: Pepe
07 Gols: Dorval
03 Gols: Zito, Mengálvio e Bé
02 Gols: Sormani
01 Gol: Brandão e Lima
02 Gols contra: Bossy e Stefanakos

Fichas Técnicas:
16/05/1961 – Bayern Munich-ALE 2 x 3 Santos
Gols: Pepe, Coutinho e Sormani; Grosser e Milutinovi.
Local: Estádio Grunewalls, em Munique, Alemanha.
Competição: Amistoso
Público: 45.000 aproximadamente
Árbitro: Joseph Kandelbinder (ALE)
Bayern: Fazekas; Ostner, Giesemann e Wechselbaumer; Borutta e Wagenbauer (Werner); Peschen, Milutinovic, Froehlich (Schneider), Grosser e Kupferschimidt.
Santos: Laércio; Getúlio, Mauro e Dalmo; Calvet (Formiga) e Zito; Dorval (Tite), Mengálvio, Coutinho, Bé (Sormani) e Pepe. Técnico: Lula
18/05/1961 – Gantoise-BEL 2 x 1 Santos
Gols: Zito; Del Mulle [2].
Local: Estádio Gentbrugge, em Gand, Bélgica.
Competição: Amistoso
Público: 18.000 aproximadamente
Árbitro: Gerard Versyp (BEL)
Gantoise: Seghers; Devreese, Brondell e Van Herpe; Martens e Van Huffel; Orlans, Caraballo, Del Mulle, Lambert e Willens.
Santos: Laércio; Getúlio, Mauro e Dalmo; Formiga e Zito; Dorval (Sormani), Mengálvio (Lima), Coutinho, Pagão (Bé) e Pepe. Técnico: Lula
24/05/1961 – Anderlecht-BEL 2 x 2 Santos
Gols: Coutinho e Bé; Stockmann [2]
Local: Estádio Astrisd Park, em Bruxelas, Bélgica.
Competição: Amistoso
Público: 10.000 aproximadamente
Árbitro: Joseph Hannet (BEL)
Anderlecht: Trapperniers; Verbiste (Paesen), Culot e Cornelis (Devogeler) Karsay e Lippens; Wolbling, Stockmann, Decio Recamen, Jurion e Puis.
Santos: Laércio; Getúlio, Mauro e Dalmo; Formiga e Zito; Dorval, Mengálvio (Lima), Coutinho, Pagão (Bé) e Pepe (Tite). Técnico: Lula
26/05/1961 – Standard Liége-BEL 4 x 4 Santos
Gols: Coutinho [2], Dorval e Pepe; Claessen [3] e Paeschen.
Local: Estádio Eclessin, em Liége, Belgica
Competição: Amistoso
Público: 12.000 aproximadamente
Árbitro: Raymond Espineaux (BEL)
Standard: Nicolay; Vliers, Spronck (Delure) e Thellin; Bolsse (Crossan) e Bonga-Bonga; Semmeling, Sztani, Claessen, Houf e Paeschen.
Santos: Laércio; Getúlio, Mauro e Dalmo (Brandão); Formiga e Zito; Dorval, Mengálvio, Coutinho (Sormani), Pagão (Bé) e Pepe (Tite). Técnico: Lula
01/06/1961 – Basel-SUI 2 x 8 Santos
Gols: Coutinho [5] e Pelé [3]; Stauble e Hugi.
Local: Stadion Jakob, em Basiléia, Suíça.
Competição: Amistoso
Público: 15.000 aproximadamente
Árbitro: Anton Helbling (SUI)
Basel: Stettler; Michaud, Oberer e Weber; Thueler e Porlezza; Allemann, Walther, Hugi, Fregerio e Stauble.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro (Brandão) e Dalmo; Getúlio, Formiga e Zito (Lima); Dorval (Sormani), Mengálvio (Pagão), Coutinho, Pelé e Pepe (Tite). Técnico: Lula
03/06/1961 – Wolfsburg-ALE 3 x 6 Santos
Gols: Pelé [2], Bé [2], Coutinho e Mengálvio; Ruege [2] e Shrader.
Local: VFL Stadion, em Wolfsburg, Alemanha.
Competição: Amistoso
Público: 8.000 aproximadamente
Árbitro: Heinrich Hoeffel (ALE)
Wolfsburg: Schulze; Foitzek, Litzenberg e Klitzke; Reckel e Langer; Klinzmann, Shrader, Ruege, Klein e Gerwin.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro (Brandão) e Dalmo; Getúlio (Sormani), Formiga e Zito (Lima); Dorval, Mengálvio (Pagão), Coutinho (Bé), Pelé e Tite. Técnico: Lula
04/06/1961 – Seleção da Antuérpia-BEL 4 x 4 Santos
Gols: Coutinho, Dorval, Pepe e Zito; Van Gool [2], Coppens e Raskin.
Local: Bosuil Stadion, em Antuérpia, Bélgica.
Competição: Amistoso
Público: 20.000 aproximadamente
Árbitro: Marcel Raemakers (BEL)
Seleção: Coremans; Wauters, Van Gindesen e Raskin; Mees e Huysmans; Lippeveldt, Van Gool, Coppens, J. Wauters (Listhalghe) e Zaman.
Santos: Laércio; Mauro e Dalmo; Getúlio, Formiga e Zito (Lima); Dorval, Mengálvio (Pagão), Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
07/06/1961 – Racing Paris-FRA 1 x 6 Santos
Gols: Pepe [3], Pelé, Brandão e Coutinho; Bruno Bollini.
Local: Stade Vélodrome, em Marseille, França.
Competição: Amistoso
Público: 30.000 aproximadamente
Árbitro: Marcel Bois (FRA)
Racing: Varini; Lelong (Marche), Bodim e Meloni; Marcel e Bollini; Tokpa, Brahim, Akesbi, Guillot (Senac) e Heutte.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro e Dalmo; Getúlio, Formiga (Brandão) e Lima; Dorval (Sormani), Mengálvio (Pagão), Coutinho (Bé), Pelé e Pepe (Tite). Técnico: Lula
09/06/1961 – Lyon-FRA 2 x 6 Santos
Gols: Pelé [2], Pepe [2], Mengálvio e Bossy (c); Rambert e Mahi.
Local: Stade de Gerland, em Lyon, França.
Competição: Amistoso
Público: 20.000 aproximadamente
Árbitro: Pierre Schwinte (FRA)
Lyon: Aubour; Duffes, Visla e Mignot; Bossy (Camills) e Desgeorges; Mahi, Muro, Combin (Dimalo), Rambert e Roubaud.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro (Sormani) e Dalmo; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval, Mengálvio (Tite), Coutinho (Pagão), Pelé (Bé) e Pepe. Técnico: Lula
11/06/1961 – Seleção de Israel 1 x 3 Santos
Gols: Pelé, Coutinho e Dorval; Stelmach
Local: Bloomfield Stadium, em Tel Aviv, Israel.
Competição: Amistoso
Público: 25.000 pagantes
Árbitro: Czovikoansk
Israel: Wisoker (Sharasinski); Jafet, Matania e Fleshel; Goldstein e Rabavof; Nahari, Stelmach, Glazer, Zacaria e Razabi.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro e Dalmo; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval (Sormani), Mengálvio (Tite), Coutinho (Pagão), Pelé (Bé) e Pepe. Técnico: Lula
13/06/1961 – Racing Paris-FRA 4 x 5 Santos
Gols: Pelé, Pepe [2], Dorval e Coutinho; Grillet, Docus, Senac e Van San.
Local: Estádio Parc des Princes, em Paris, França.
Competição: Torneio de Paris
Público: 40.000 aproximadamente
Árbitro: François Faucheux
Racing: Taillarder; Lelong, Bedin e Marche; Mardel e Sensac; Grillet, Guillot, Van San, Louis e Heutte.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro e Dalmo; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval,
Mengálvio, Coutinho (Pagão), Pelé e Pepe.
15/06/1961 – Benfica-POR 3 x 6 Santos
Gols: Pelé [2], Pepe [2], Coutinho e Lima; Eusébio [3].
Local: Estádio Parc des Princes, em Paris, França.
Competição: Torneio de Paris
Público: 36.364 pagantes
Árbitro: Pierre Achinte
Benfica: Barroca; João, Angelo (Mendes) e Germano; Neto e Cruz;
José Augusto, Santana (Eusébio), Águas, Coluna e Cavem. Técnico: Bela Guttmann
Santos: Laércio; Mauro e Décio Brito; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval,
Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
18/06/1961 – Juventus-ITA 0 x 2 Santos
Gols: Pelé aos 25min e Dorval aos 42min do segundo tempo.
Local: Estádio Comunalle, em Turim, Itália.
Competição: Torneio Itália
Público: 60.000 aproximadamente
Renda: Cr$ 30 milhões
Árbitro: Campanatti (ITA)
Juventus: Vavassori; Cervatto e Sarti; Leonini, Emoli e Colombo; Móra,
John Charles, Nicolé, Omar Sivori e Stacchini.
Santos: Laércio; Mauro e Décio Brito; Getúlio, Lima, e Dalmo; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
21/06/1961 – Roma-ITA 0 x 5 Santos
Gols: Mengálvio aos 5min, Pelé aos 22min e aos 23min e Dorval aos 28min do primeiro tempo; Zito aos 16min do segundo tempo.
Local: Estádio Olímpico, em Roma, na Itália.
Competição: Torneio Itália
Público: 80.000 aproximadamente
Árbitro: Césarre Jonni
Roma: Panetti (Labella); Montana e Corsni; Pestrin (Schiaffino), Losi e Giulano; Orlando (Menighelli), Lojacono (Ghiggia), Manfredini, Schiafino (Pestrin) e Senolssons.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro (Formiga) e Décio Brito; Getúlio, Lima e Dalmo;
Dorval, Mengálvio (Zito), Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
– Ocorrências: Antes da partida, o Santos foi recebido em audiência pelo Papa João XXIII.
24/06/1961 – Internazionale-ITA 1 x 4 Santos
Gols: Pepe aos 7min, Bolchi aos 25min e Coutinho aos 35min do primeiro tempo; Pepe aos 6min e Pelé aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Giuseppe Meazza, conhecido como San Siro, em Milão, Itália.
Competição: Torneio Itália
Público: 110.000 aproximadamente
Árbitro: Gambarrotta (ITA)
Internazionale: Da Pozzo (Bandoni); Guarnieri e Masiero; Picchi, Bolchi e Balleri; Bicicli, Lindskog, Hitchens, Suarez e Corso.
Santos: Laércio; Mauro e Décio Brito; Getúlio, Lima e Dalmo; Dorval, Mengálvio (Zito), Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
26/06/1961 – Karlsruhe-ALE 6 x 8 Santos
Gols: Pelé [3], Coutinho [3], Sormani e Dorval; Spaeth [2], Wishnovski, Witlatschil, Herremann e Reitgasal.
Local: Widparkstadion, em Karlsruhe, Alemanha.
Competição: Amistoso
Público: 35.000 aproximadamente
Árbitro: Karl Kuch (ALE)
Karlsruhe: Paul: Dimmel, Bihan e Schwell; Ruppenstein e Szymanisk; Reitgasal, Herremann, Spaeth, Wishnovski e Witlatschil.
Santos: Laércio (Lalá); Dalmo e Décio Brito; Getúlio, Formiga (Brandão) e Zito; Dorval, Lima, Coutinho (Sormani), Pelé (Pagão) e Pepe (Tite). Técnico: Lula
28/06/1961 – AEK-GRE 0 x 3 Santos
Gols: Coutinho [2] e Pelé.
Local: Nikos Goumas Stadium, em Atenas, Grécia.
Competição: Amistoso
Público: 16.823 pagantes
Árbitro: Nikolas Stafatos (GRE)
AEK: Fakis (Seraphitis); Anastasiados, Skevofilas e Marditsis; Stameteopoulos e Bolizos; Zacilos, Demiris (Papapostoulos), Nestoridis, Betridis e Ampos.
Santos: Laércio (Lalá); Mauro e Getúlio; Lima (Brandão), Formiga (Pagão) e Zito; Dorval (Sormani), Mengálvio (Lima), Coutinho (Bé), Pelé e Pepe. Técnico: Lula
30/06/1961 – Panathinaikos-GRE 2 x 3 Santos
Gols: Pelé [2] e Coutinho; Theofanis [2].
Local: Estádio Apostolos Nikolaidis, em Atenas, Grécia.
Competição: Amistoso
Público: 24.000 aproximadamente
Árbitro: Nikolas Stafatos (GRE)
Panathinaikos: Woutsars; Tzounakos, Limoxilacis e Andreoy; Nebivis (Angelopolylos) e Pitichoutis; Theophanis, Papaemanouil, Domazos, Filakouris e Panakis (Thubelis).
Santos: Laércio; Mauro e Dalmo; Getúlio, Formiga (Lima) e Zito; Dorval (Sormani), Mengálvio, Coutinho (Pagão), Pelé e Pepe. Técnico: Lula
04/07/1961 – Olympiakos-GRE 2 x 1 Santos
Gol: Stefanakos (c); Possidon e Surunes.
Local: Estádio Apostolos Nikolaidis, em Atenas, Grécia.
Competição: Amistoso
Público: 26.000 aproximadamente
Árbitro: John Ionnidis (GRE)
Olympiakos: Theodoridis; Kabolis, Stenefakos e Simandiris; Polychroniu e Kotridis (Papazoglu); Gavetsos, K. Papazoglu, Bebis (Surunes), Sideris e Possidon.
Santos: Laércio; Getúlio e Mauro; Dalmo, Zito (Pagão) e Lima; Dorval (Sormani), Mengálvio (Formiga), Coutinho, Pelé (Bé) e Pepe. Técnico: Lula

3 Responses to Excursão para a Europa – 1961

  1. Roberto Dias Alvares says:

    Gabriel, nesta excursão aconteceu mais uma façanha do Santos FC. No último jogo contra o Olimpiakos da Grécia, os dirigentes do time grego ficaram tão emocionados por terem vencido o poderoso Santos de Pelé que incluíram no hino oficial do clube o nome do Santos e de Pelé. Se você tiver alguma dúvida, entre no youtube e procure lá no hino do olimpiakos e escute-o com legenda e verá o Nome do Santos e de Pelé citados no hino. Na minha obra Santos uma história escrita em versos eu menciono isso.

  2. Roberto Dias Alvares says:

    Estes são os versos que relatam esta passagem linda da história Santista:
    Clube de futebol quase divino.
    Eis mais uma peripécia
    Santos e Pelé citados no hino
    do Olympiakos da Grécia.

    Para comemorar esta façanha,
    Contra o maior time mundial.
    Causou uma alegria tamanha
    Que foi colocada em seu hino oficial.

    Isso mostra a sua dimensão,
    deixando seu torcedor feliz.
    Santos e Pelé, feita a citação
    no hino de um clube de outro país.

    Claramente ouve-se a referência no hino deste clube europeu.
    Estes nomes citados com reverência.
    Santos e Pelé no apogeu.
    Símbolos do futebol arte na sua essência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *