Expedito – 1946-1953

Published On 25/07/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva, 
Santos, 25/07/2016

Nome completo – Expedito de Jesus Gonçalves
Período – 1946-1953
Posição – Zagueiro
Nascimento – 31 de dezembro de 1920, em Viana, Maranhão
Jogos – 161
Gols – 00
Histórico – Ainda quando criança, Expedito atuava em uma equipe denominada “Maguari”, na Praça da Matriz. Entre os 15 e 16 anos, já fazia parte do quadro titular de um dos mais conceituados clubes de futebol de Viana, “O Vianense”.
Em uma excursão de garotos de Viana para São Luís, onde os mesmos realizaram algumas partidas, Expedito foi o grande destaque, e chamou a atenção do  Maranhão Atlético Clube. Foi convidado pelo próprio presidente, o Sr. Valério Monteiro, para realizar testes no clube.
No dia em que completava 19 anos, Expedito mudou sua vida por completo. Realizou uma grande partida diante do Sampaio Corrêa, o arquirrival de sua equipe, e iniciou o ano de 1940 como titular absoluto. Conquistou o Bicampeonato Maranhense, em 1941 e 1943, e as grandes equipes brasileiras, começaram a se interessar por Expedito. Disputado por Flamengo, Botafogo e Vasco, o zagueiro de Viana acertou sua transferência para o time cruzmaltino, em 1944. No clube carioca, inicialmente não formou na equipe titular, e na temporada seguinte, foi emprestado ao Canto do Rio, onde se consolidou nos anos de 1945 e 1946.
Após o término do contrato de empréstimo com o time de Niterói, Expedito foi novamente emprestado, e dessa vez, para o Santos. Com apenas quatro meses de experiência, a diretoria do Santos decidiu comprar seu passe definitivo do Vasco da Gama. Rapidamente, o zagueiro conquistou a confiança da torcida.
Ótimo no desarme e um atleta extremamente regular, Expedito foi consecutivamente escolhido como um dos melhores zagueiros do Campeonato Paulista, nos anos de 1946-1947-1948. Ao lado de Artigas e depois Hélvio, melhorou consideravelmente o nível da zaga santista. Conquistou dois vice-campeonatos paulistas, em 1948 e 1950, e após oito temporadas vestindo a camisa santista, aposentou-se no ano de 1954, para se dedicar à sua antiga profissão de ourives.
Com a aposentadoria, Expedito continuou morando em Santos, cidade que o acolheu de braços abertos.

ESTREIA
15/04/1946 – Santos 1 x 2 CA Ypiranga
Gols: Antoninho – Milton e Nenê
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 28.158,00
Público: 3.300 aproximadamente
Árbitro: Victor Carratú
SFC: Joel; Artigas e Expedito; Nenê, Dacunto e Castanheira; Canhoto, Antoninho, Adolfrises, Odair e Rui.
Técnico: Abel Picabéa
CAI: Osvaldo; Sapólio e Sapolinho; Garro, Reinaldo e Renato; Aldo, Milton, Cabeção, Nenê e Hercules.
ULTIMA PARTIDA
22/01/1953 – Santos 2 x 2  Juventus
Gols: Zito e Pascoal (p) – Negri e Osvaldinho
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista 1952
Renda: Cr$ 25.995,00
Árbitro: Paolo Wissling
SFC: Manga; Hélvio e Expedito; Nenê, Formiga e Pascoal; Alemão, Zito, Carlyle, Otávio e Tite. Técnico: Artigas
CAJ: Ferro; Luizinho e Arnaldo; Vitor, Oswaldo e Nezio; Paz, Negri, Castro, Edelson e Osvaldinho.
DESPEDIDA NO TIME “MISTO”
04/07/1953 – Santos 7 x 3 Marinheiros do Navio CH Roan/EUA
Gols: Del Vechio (3), Belmiro (2) e Pepe (2) – Não informado
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso em comemoração ao Dia da Independência dos EUA (Jogo não oficial)
Renda: Portões Abertos
SFC: Ferro; Expedito, Ronaldo; Ari, Gueguê, Ayala; Nando, Nei (Maneco), Del Vecchio, Pierri (Belmiro) e Pepe.
MCH: Não divulgado.

• Jogos e gols:
1946 – 33 jogos e 00 gol;
1947 – 30 jogos e 00 gol;
1948 – 23 jogos e 00 gol;
1949 – 12 jogos e 00 gol;
1950 – 12 jogos e 00 gol;
1951 – 25 jogos e 00 gol;
1952 – 25 jogos e 00 gol;
1953 – 01 jogo e 00 gol;
Total: 161 jogos e 00 gol.

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
Jornal Mundo Esportivo;

Luiz Alexandre Raposo;
http://www.avlma.com.br/;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *