Feijó – 1953-1961

Published On 21/03/2016 | Ex-Atletas
Nome completo – Nelson Vaz Feijó
Período – 1953-1961
Posição – Lateral-Esquerdo
Nascimento – 21 de março de 1928, em Santos.
Jogos – 242
Gols – 21
Histórico – Contratado junto ao Jabaquara, o lateral Feijó chegou aos Santos com 24 anos, em 1953.
Natural da cidade de Santos, tinha uma grande ligação com os clubes da cidade, e sempre demonstrou carinho pelo Alvinegro. Mesmo não sendo titular absoluto da ala esquerda, devido a grande concorrência, Feijó realizou 242 partidas pela equipe santista.
Curiosamente, por ser lateral esquerdo, Feijó em diversas ocasiões era o cobrador oficial de pênaltis e faltas do Santos. Dos 21 gols anotados pela equipe, 13 foram de penalidades máximas, e outros 3 de falta, totalizando 16 gols de bola parada.
Permaneceu por 9 temporadas na equipe de Vila Belmiro, e conquistou os Títulos Paulistas de 1955-1956 e 1958, e o Título do Rio-São Paulo de 1959.
Em 1961, rescindiu seu contrato com o Alvinegro, aos 33 anos.
Demonstrando o amor que sempre teve pelo Santos, Feijó doou ao clube uma camisa de 1955, da campanha vitoriosa do Título Paulista.
Foi morar ao lado de Deus no dia 22/04/2010, devido ao Mal de Alzheimer.
ESTREIA
03/03/1953 – Santos 4 x 3 Flamengo
Gols: Álvaro (3) e Carlyle – Índio (3)
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 46.920,00
Árbitro: Amaral Sobrinho
SFC: Manga; Hélvio e Feijó; Nenê, Formiga e Zito; Nicácio (Bino), Antoninho (Hugo), Álvaro, Carlyle e Tite
Técnico: Artigas
CRF: Garcia; Leone e Pavão; Jadir, Dequinha e Beto; Paulinho, Rubens, Adãozinho, Indio e Zagalo.
Técnico: Jayme de Almeida
1º GOL
24/05/1953 – Santos 2 x 2 Botafogo
Gols: Vasconcelos e Feijó; Dino e Zezinho.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Público: 5.600 aproximadamente
Renda: Cr$ 144.730,00
Árbitro: Carlos de Oliveira Monteiro
Expulso: Nilton Santos (Botafogo)
SFC: Manga; Hélvio e Cássio (Feijó); Nenê, Zito e Formiga (Pascoal); Nicácio, Walter, Hugo (Antoninho), Vasconcelos e Tite. Técnico: Artigas
BFR: Gílson; Orlando Maia e Nilton Santos; Arati, Bob e Juvenal; Mangaratiba (Vinicius), Geninho, Dino, Zezinho e Braguinha.Técnico: Gentil Cardoso
ULTIMO JOGO
11/03/1961 – Flamengo 1 x 7 Santos
Gols: Pepe aos 23min e Pelé aos 31min do primeiro tempo; Pelé aos 4mim e aos 19min, Coutinho aos 6min, Henrique aos 8min, Dorval aos 10min e Pepe (p) aos 12min do segundo tempo.
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Publico: 87.868 + 2.350 gratuitos (90.218)
Renda: Cr$ 6.675.580,00
Árbitro: Olten Aires de Abreu
CRF: Fernando; Joubert, Bolero e Jordan; Nelinho (Jadir) e Carlinhos; Joel, Gerson, Henrique (Luis Carlos), Dida e Babá (Germano). Técnico: Fleitas Solich
SFC: Laércio; Dalmo, Mauro (Formiga) e Fioti (Feijó); Zito (Urubatão) e Calvet; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
• Jogos e gols marcados:
1953 – 31 jogos e 03 gols (02 de pênalti);
1954 – 35 jogos e 01 gol;
1955 – 27 jogos 03 gols (01 de pênalti e 01 de falta);
1956 – 37 jogos e 03 gols (02 de pênalti 01 de falta);
1957 – 20 jogos e 08 gols (06 de pênalti e 01 de falta);
1958 – 32 jogos;
1959 – 35 jogos e 01 gol (01 de pênalti);
1960 – 23 jogos e 02 gols (01 de pênalti);
1961 – 02 jogos;
Total: 242 jogos e 21 gols
Fontes e Referências:
Almanaque do Santos, de Guilherme Nascimento;
Revista Placar;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *