Feitos Históricos (1955-1970)

Published On 27/01/2018 | Feitos Históricos
Por Kadw Gomes

Importantes transformações traçaram desenvolta mudança técnica no Santos na década de 1950. A Alquimia Santista alavanca glórias e façanhas inestimáveis.
Possuindo o melhor plantel do Brasil, a “coqueluche do futebol nacional” diziam os jornais, um treinador competente como Lula a moldar jovens talentosos, o Santos formou sua Academia de Futebol e obteve grandes resultados. Do esquadrão Bicampeão Paulista (1955-56), eclodiu o recorde nacional de possuir sete jogadores como campeões do Brasil, defendendo a seleção regional Paulista. A dinastia ficaria ainda mais poderosa quando o Rei do Futebol se juntou a um ataque avassalador entre 1958-59, ocorrendo recordes em profusão no futebol paulista e brasileiro.
Mediante goleadas extravagantes nos estaduais e abusando de um jogo evolutivo de categoria e técnica, o Santos obteve o maior ataque como campeão paulista (1958), assinalando 155 gols, e o maior por uma edição do estadual (1959), com um total de 143 tentos. Ainda em 1959 o Time de Branco atingiria recordes mundiais ao ser a equipe que mais jogou (99 partidas) e a que mais marcou gols (342 pontos) na história em um ano.
Na Era de Ouro do futebol nacional (1958-1970), o Santos se estabeleceu como o grande protagonista do Brasil, das Américas e do Mundo. Nunca na historia do futebol um clube alcançou tantas glorias e fez tanto por seu país numa época.
Numa sequencia jamais igualada, abusando de uma sinfonia perfeita de futebol, o Santos conquistou nove títulos em sequencia: Paulista e Brasileiro de 1961; Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial de 1962; Torneio Rio-São Paulo, Brasileiro, Libertadores e Mundial de 1963. Categoria, técnica, espetáculo, futebol arte, esse esquadrão de lendas orquestrado pelo Rei seria considerado o melhor time de todos os tempos – opinião de europeus e sul-americanos. Construindo um reinado que compreendia o mundo todo, o Santos iniciava domínio nas Américas e difundia-se pela Europa, aos poucos traçou rotas pela África e Oceania, popularizando o futebol (era um Embaixador) e provocando façanhas e recordes monumentais.
Alcançou a façanha hierarquia como maior campeão do Brasil, da América do Sul e do Mundo em 1963 – apenas três clubes conseguiram em algum momento (Santos, Real Madrid e Peñarol). Primeiro brasileiro campeão/62 (2×1, 2×3 e 3×0 Peñarol/URU) e bicampeão/63 (3×2 e 2×1 Boca Juniors/ARG) da Copa Libertadores, seria o primeiro clube da história Bicampeão Mundial Interclubes/62-63 (3×2 e 5×2 Benfica/POR e 2×4, 4×2 e 1×0 Milan/ITÁ) e o primeiro Bicampeão continental-mundial da história (62-63). Com o Pentacampeão Brasileiro consecutivo (1961 a 65) e seis brasileiros numa década (com 1968) estabelecia a maior hegemonia da historia do futebol nacional.
Imprescindível nas conquistas das Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970, o Santos foi uma base da Seleção Brasileira durante todo o período dourado, que resultou no Tricampeonato Mundial e a posse definitiva da Taça Jules Rimet. A “odisseia do futebol brasileiro” fez do Santos o clube sul-americano com mais campeões – 15 convocações – por uma seleção nacional no Século XX.
Após uma reformulação no time, surge o esquadrão conhecido como Máquina de Branco, e um novo período de glorias e feitos históricos. Primeiro clube três vezes Tricampeão Paulista profissional (67-68-69), único brasileiro a ser numa época o maior campeão nacional (6) e internacional (6), único a conquistar por três vezes (62-63-68) titulo nacional e internacional numa mesma temporada. O Santos parou Guerras Civis na África e, entrou para a história, batendo a Internazionale (1×0) em plena Itália, obtendo alcunha de Campeão dos Campeões Mundiais.

COMPOSIÇÃO GERAL DOS FEITOS HISTÓRICOS NO PERÍODO:


 Único clube nacional a ser uma base na primeira conquista continental e primeira conquista mundial do Brasil (1919 e 1958).
– Com importantes craques santistas, o Brasil conquistou suas duas grandes conquistas iniciais: a Copa América de 1919 e a Copa do Mundo de 1958.
Recordista mundial de jogos em um mesmo ano, com 99 partidas disputadas (1959).
– Em 1959, o Santos disputou o Campeonato Paulista, o Torneio Rio-São Paulo, alguns amistosos nacionais e uma série de Excursões Internacionais (a 1º na Europa).
 Recordista mundial de gols em um mesmo ano, com 342 gols assinalados (1959).
– A formação santista em 1959: Laércio, Urubatão (Ramiro/Feijó), Getúlio, Hélvio e Dalmo; Formiga (Alvaro) e Zito; Dorval, Jair Rosa Pinto, Pelé, Pagão (Coutinho) e Pepe.
 Maior Cinquentenário da história dos clubes do futebol brasileiro (1962).
– Quando completou 50 anos o Santos conquistou todos os títulos possíveis.
 Primeiro clube na história a conquistar dois títulos Brasileiro (1962).
– O Santos conquistou as Taças Brasil de 1961 e 1962.
Primeiro clube na história Bicampeão Brasileiro (1962).
– O Santos conquistou de forma consecutiva as Taças Brasil de 1961 e 1962.
 Primeiro time brasileiro Campeão da Copa Libertadores da América (1962).
– O Santos superou quatro campeões nacionais sul-americanos para conquistar a América. Na decisão venceu o Campeão do Mundo Peñarol/URU (2×1, 2×3 e 3×0).
 Primeiro time brasileiro Campeão do Mundial Interclubes (1962).
– Na final o Santos venceu o poderoso Bicampeão Europeu Benfica/POR. Na primeira partida 3×2 no Maracanã e na volta 5×2 em Lisboa. 
 Primeiro clube brasileiro na história a conquistar dois títulos Internacionais (1962).
– A Copa Libertadores e o Mundial Interclubes.
 Primeiro clube brasileiro a conquistar uma competição Nacional e Internacional no mesmo ano (1962).
– A Copa Libertadores e o Mundial Interclubes.
 Primeiro time brasileiro a ser detentor de duas conquistas Nacionais e duas conquistas Internacionais (1962).
– Dois Campeonatos Brasileiros, a Copa Libertadores e o Mundial Interclubes.
Único clube Campeão Estadual, Nacional, Continental e Mundial no mesmo ano (1962).
– Em 1962 o Santos conquistou o Campeonato Paulista, o Campeonato Brasileiro, a Copa Libertadores da América e o Mundial Interclubes.
 Único clube do futebol mundial que no mesmo ano conquistou um título Nacional, Continental e Mundial e cedeu 70% do time titular a uma seleção que se tornou Campeã do Mundo (1962).
– Em 1962 o Santos conquistou o Campeonato Brasileiro, a Copa Libertadores, o Mundial Interclubes e cedeu sete jogadores a Seleção Brasileira Campeã Mundial no Chile.
 Primeiro time brasileiro detentor de um título nacional, continental e mundial (1962).
– Taça Brasil, Copa dos Campeões da América e Copa Intercontinental.
 Primeiro clube do Brasil a conquistar quatro títulos oficiais (Quádrupla Coroa) em um mesmo ano  (1962).
– Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
Primeiro clube da América do Sul a conquistar quatro títulos oficiais (Quádrupla Coroa) em um mesmo ano (1962).
– Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
 Primeiro clube do mundo a conquistar quatro títulos oficiais (Quádrupla Coroa) em um mesmo ano (1962).
– Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
 Aplicou a maior goleada da história e a maior quantidade de gols nas finais dos Mundiais de Clubes dentre equipes brasileiras (1962).
– Santos 3×2 Benfica no Brasil e Benfica 2×5 Santos em Portugal. Resultado total: Santos 8×4 Benfica.
Clube que alterou o programa oficial “A VOZ DO BRASIL”, em plena ditadura, para que a mídia pudesse transmitir o jogo final do Mundial Interclubes (1962).
Único clube do futebol brasileiro a ceder sete jogadores para uma Copa do Mundo em que o país sagrou-se campeão (1962).
– Pelé, Coutinho, Pepe, Mengálvio, Zito, Mauro Ramos e Gylmar na Copa do Mundo de 1962.
Dono da melhor média de gols (3,22) por uma edição da história da Copa Libertadores da América (1962).
– Nessa edição o Santos marcou 29 gols em 9 jogos. 
 Primeiro clube do mundo a conquistar quatro títulos oficiais (Quádrupla Coroa) por duas vezes no mesmo ano (1962 e 1963).
– Em 1962 o Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial. Em 1963 o Torneio RJ-SP, Brasileiro, Libertadores e Mundial.
 Único clube Campeão Brasileiro invicto com 100% de aproveitamento (1963).
– Em 1963, o Santos conquistou a Taça Brasil vencendo todos os jogos.
Primeiro clube brasileiro a conquistar três títulos Internacionais (1963).
– Copa Libertadores de 1962, Mundial de 1962 e Copa Libertadores de 1963.
 Clube brasileiro com o melhor aproveitamento numa edição da Copa Libertadores da América (1963).
– Em 1963, o Santos teve um aproveitamento de 87,5 dos pontos disputados.
 É o único time na história a conquistar nove títulos oficiais consecutivos em três anos (1961 a 1963).
– Paulistas de 1961, 62; Torneio RJ-SP de 1963; Brasileiros de 1961, 62 e 63; Libertadores de 1962 e 63 e o Mundial de 1962 e 63.
 Clube que aplicou a maior goleada de um clube brasileiro na história da Copa Libertadores da América (1963).
– Santos 9 x 1 Cerro Porteño (Campeão Paraguaio), no estádio Vila Belmiro, em 1962.
 Primeiro time brasileiro a ser detentor de três conquistas Nacionais e três conquistas Internacionais (1963).
– Nacionais: Tricampeão do Campeonato Brasileiro (1961, 1962 e 1963).
– Internacionais: Bicampeão da Copa Libertadores (1962 e 1963) e Campeão Mundial (1962). 
 Primeiro time do futebol brasileiro Campeão Continental e Mundial de forma invicta (1963).
– Copa Libertadores da América de 1963 e Mundial Interclubes de 1962.
• Primeiro clube na história a conquistar três títulos Brasileiro (1963).
– Taça Brasil de 1961, 1962 e 1963.
• Primeiro clube na história a conquistar um título nacional, continental e mundial de forma invicta (1963).
– Brasileiro de 1963, Libertadores de 1963 e o Mundial de 1962.
 Único clube na história campeão invicto da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro no mesmo ano (1963).
– Taça Brasil de 1963 e Copa dos Campeões da América de 1963.
 O primeiro clube do futebol brasileiro Campeão invicto da Copa Libertadores da América (1963).
– Nessa edição o Santos chegou a superar o Botafogo (base da Seleção Brasileira) e o Boca Juniors (base da Seleção Argentina).
 Primeiro time brasileiro Campeão Nacional e Mundial invicto no mesmo ano (1963).
– Taça Brasil de 1963 e Copa Intercontinental de 1963.
 Primeiro time da América do Sul Campeão Nacional e Mundial invicto no mesmo ano (1963).
– Taça Brasil de 1963 e Copa Intercontinental de 1963.
 Primeiro time do futebol Mundial Campeão Nacional e Mundial invicto no mesmo ano (1963).
– Taça Brasil de 1963 e Copa Intercontinental de 1963.
 Primeiro time a conquistar a Tríplice Coroa por duas vezes (1963).
– Em 1962 Brasileiro, Libertadores e Mundial. Em 1963 Brasileiro, Libertadores e Mundial.
 Clube brasileiro que detém recorde de haver cedido o maior número de jogadores como titulares do Selecionado Nacional (1963).
– Oito representantes do Santos na partida Brasil 2×1 Alemanha Ocidental, em 5 de maio de 1963, jogando em Hamburgo: Gilmar, Lima, Zito, Mengálvio, Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. 
 Primeiro clube Tricampeão Brasileiro “O Supercampeão do Brasil” (1961-63).
– Taça Brasil de 1961, 1962 e 1963.
 CAMPEÃO DE TUDO PARTE (Todas as Taças na Vila, Gazeta Esportiva) I (1962).
– Em 1962 o clube havia conquistado todos os títulos Nacionais e Internacionais possíveis existentes na época: Mundial de Clubes, Copa Libertadores da América, Campeonato Brasileiro, Campeonato Paulista e Torneio RJ-SP.
 Primeiro clube na história a ser detentor de um campeonato oficial em todos os âmbitos (1962).
– Estadual (1935), Interestadual (1959), Nacional (1961), Continental (1962) e Mundial (1962).
 Primeiro clube do futebol brasileiro campeão Nacional, Continental e Mundial dois anos consecutivos (1962-1963).
– Em 1962 Brasileiro, Libertadores e Mundial. Em 1963 Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
 Primeiro clube da América do Sul campeão Nacional, Continental e Mundial dois anos consecutivos (1962-1963).
– Em 1962 Brasileiro, Libertadores e Mundial. Em 1963 Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
• Primeiro clube do futebol mundial campeão Nacional, Continental e Mundial dois anos consecutivos (1962-1963).
– Em 1962 Brasileiro, Libertadores e Mundial. Em 1963 Brasileiro, Libertadores e Mundial. 
 Primeiro clube brasileiro a conquistar quatro títulos Internacionais oficiais em dois anos (1962-63).
 Primeiro clube sul-americano a conquistar quatro títulos Internacionais oficiais em dois anos (1962-63).
 Primeiro clube do Mundo a conquistar quatro títulos Internacionais oficiais em dois anos (1962-63).
 Primeiro clube da América do Sul a conquistar quatro títulos Internacionais na história (1963).
– Mundial Interclubes de 1962 e 63, Copa Libertadores da América de 1962 e 63.
 Primeiro clube brasileiro Bicampeão Mundial Interclubes (1962-63).
– O Santos superou o Benfica/POR (3-2 e 5-2) em 1962 e o Milan/ITÁ (2-4, 4-2 e 1-0) em 1963.
 Primeiro time brasileiro Bicampeão da Taça Libertadores da América (1962-63).
– O Santos superou o Peñarol/URU (2-1, 2-3 e 3-0) em 1962 e o Boca Juniors/ARG (3-2 e 2-1) em 1963.
 Primeiro clube da América do Sul Bicampeão Mundial Interclubes (1962-63).
– O Santos superou o Benfica/POR (3-2 e 5-2) em 1962 e o Milan/ITÁ (2-4, 4-2 e 1-0) em 1963.
 Primeiro clube do mundo Bicampeão Mundial Interclubes (1962-63).
– O Santos superou o Benfica/POR (3-2 e 5-2) em 1962 e o Milan/ITÁ (2-4, 4-2 e 1-0) em 1963.
 Primeiro brasileiro campeão invicto da Taça Libertadores e do Mundial de Clubes (1962-63).
 O primeiro clube brasileiro da história a bater adversários sul-americanos em decisão direta de competições oficiais (1962-63).
– O Santos bateu o Peñarol-URU e o Boca Juniros-ARG pelas finais da Libertadores.
• Primeiro clube brasileiro da história a bater adversários europeus duas vezes em finais de competições oficiais (1962-1963).
– O Santos venceu Benfica e Milan pelas finais dos Mundiais Interclubes.
 Único clube que conseguiu em 48 horas respectivamente, nos dias 14 e 16 de novembro, levar mais de 200 mil torcedores de clubes cariocas, simpatizantes do Santos Futebol Clube ao Maracanã (1963).
– Para torcerem pela equipe santista nos jogos decisivos do Mundial Interclubes diante do Milan.
• Primeiro clube brasileiro a conquistar dois Mundiais de Clubes consecutivamente (1963).
 Primeiro clube da América do Sul a conquistar dois Mundiais de Clubes consecutivamente (1963).
 Primeiro clube do mundo a conquistar dois Mundiais de Clubes consecutivamente (1963).
 Único clube da história do futebol nacional a conquistar duas vezes o Campeonato Brasileiro com 100% de aproveitamento vencendo todos os jogos disputados (1963-64).
– Campeonatos Brasileiros (Taça Brasil) de 1963 e 1964.
 Único clube da história do futebol nacional Bicampeão Brasileiro consecutivo invicto com 100% de aproveitamento vencendo em todos os jogos disputados (1963/1964).
 Primeiro clube a conquistar cinco títulos Brasileiros (1965).
– Campeonato Brasileiro (Taça Brasil) de 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965.
 Primeiro e único Pentacampeão Brasileiro consecutivo (1961-65).
– Campeonato Brasileiro (Taça Brasil) de 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965.
 Único clube a conquistar cinco títulos nacionais consecutivos, sendo três destes títulos de forma invicta (1961-65).
– Campeonato Brasileiro (Taça Brasil) de 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965.
 O primeiro e o único time do Mundo a conquistar dois Mundiais consecutivos, dois Continentais consecutivos e cinco Nacionais consecutivo na metade de uma década (1961-65).
• Clube detentor do troféu mais valioso (Bola de Ouro) da história do futebol (1965).
– A Bola de Ouro foi conquistada no Campeonato Paulista de 1965.
 Único clube Tricampeão Brasileiro consecutivo invicto (1963-65).
– Campeonatos Brasileiros (Taça Brasil) de 1963, 1964 e 1965.
 Único clube a conquistar três Brasileiros, um Mundial e uma Libertadores de maneira invicta e consecutiva (1962-65).
– Mundial Interclubes de 1962; Campeonatos Brasileiros de 1963, 1964 e 1965 e Copa Libertadores de 1963. 
Único clube na história a triunfar diante das duas maiores gerações de uma Copa do Mundo (1965). 
– Santos 6×4 Seleção da Thecoslováquia (vice-campeã mundial em 62).
– Santos 5×1 Universidade de Chile (base da Seleção Chilena 3º lugar no Mundial de 62).
 Único clube do mundo a fazer Milan e Real Madrid se acovardarem em duelos internacionais (1959 e 1965).
– Em 1959 o Milan se recusou ao enfrentar o Santos pelo Teresa Herrera. Em 1965 foi a vez do Real Madrid pelo torneio de Buenos Aires. Em ambas o Santos acabou campeão.
 Clube que cedeu o jogador mais jovem a participar da Copa do Mundo para a Seleção Brasileira (1966).
– O ponta-esquerda Edu, com apenas 16 anos na Copa do Mundo de 1966.
 Único time a ter o artilheiro do campeonato paulista por dez anos seguidos (1957-1966).
– Pelé de 1957 a 1965 e Toninho Guerreiro em 1966.
 Clube que mais disputou finais seguidas na história do Campeonato Brasileiro (1961-66).
– Finalista dos Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64, 65 e 1966.
 Único clube a conquistar quatro Campeonatos Brasileiros em uma década (década de 60).
– Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63 e 64.
 Único clube a conquistar cinco Campeonatos Brasileiros em uma década (década 60).
– Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64 e 65.
 Único clube a conquistar seis Campeonatos Brasileiros em uma década (década de 60).
– Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64, 65 e 68.
 Único clube brasileiro a conquistar cinco Campeonatos Nacionais em uma década (década de 60).
– Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64 e 65.
 Único clube brasileiro a conquistar seis Campeonatos Nacionais em uma década (década de 60).
– Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64, 65 e 68.
 Clube mais popular do país com a Maior Torcida do futebol brasileiro (década de 60).
– 1º Santos; 2º Flamengo; 3º Corinthians. 
 Clube que mais goleou adversários em decisões diretas (década de 60).
– O Santos fez nove decisões vencendo todas e fazendo cerca de 61 gols e sofrendo apenas 26 gols dos seus adversários.
 Único a conquistar três interestaduais e oito estaduais numa década (1959 a 1969).
– Campeonatos Paulistas de 1960, 61, 62, 64, 65, 67, 68, 69. Torneios RJ-SP de 1959, 63 e 64. Numa fase em que essas duas conquistas detinham um grande valor.
 Clube do Maior Ataque da história do Futebol Mundial (década de 60).
– O Ataque Mágico: Dorval, Pelé, Coutinho e Pepe.
• Recordes de gols em uma única edição do campeonato paulista (Anos 60).
 Dos 10 primeiros que mais marcaram gols em uma única edição do campeonato, o Santos está em sete colocações:
 Primeiro clube do mundo a conquistar a Quádrupla Coroa por três vezes (62-63-68).
Clube que restabeleceu o prestigio do futebol brasileiro na Europa (1966-1967)
– 1966. Santos 4×0 Benfica/POR (base da seleção portuguesa que eliminou o Brasil na última Copa do Mundo, na Inglaterra).
– 1966. Santos 4×1 Internazionale/ITÁ (base da seleção italiana, esquadrão bicampeão europeu 1964-65 do famoso futebol catenaccio).
– 1967. Santos 5×4 München/ALE (Alemanha era o país vice-campeão mundial e o desafio foi contra o vigente campeão alemão).
 • Primeiro clube brasileiro a conquistar três títulos Sul-Americanas da Conmebol (1962-68).
– Copa Libertadores de 1962 e 63, Recopa Sul-Americana de 68.
• Primeiro clube brasileiro a conquistar cinco títulos Internacionais na história (1968).
– Mundial Interclubes de 1962 e 63, Libertadores de 1962 e 63, Recopa Sul-Americana de 68.
• Único clube brasileiro que atingiu num momento da história a condição de maior campeão nacional e internacional sendo maior Campeão do Brasil, da América e do Mundo (1969).
– Em 1969 o Santos tornou-se o primeiro e único com mais títulos em todos os âmbitos
 Único clube brasileiro a conquistar um título oficial em dois países (Portugal e Itália) europeus (1962 e 1968).
– Mundial Interclubes de 1962 em Portugal e Recopa Mundial de 1968 na Itália.
 Primeiro clube a conquistar seis Campeonatos Brasileiros (1968).
– Taça Brasil de 1961, 62, 63, 64, 65; Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1968.
 Primeiro clube brasileiro Tricampeão de competições em âmbito Mundial (1968).
– Mundial Interclubes de 1962 e 63, Recopa Mundial de 1968.
 Primeiro clube brasileiro a conquistar seis títulos Internacionais na história (1968).
– Mundial de 1962 e 63, Libertadores de 1962 e 63, Recopa Sul-Americana de 68 e Recopa Mundial de 68.
 Único clube Sul-americano a vencer a Internazionale de Milão, da Itália, conquistando um título internacional oficial em pleno estádio Giuzeppe Meazza (1968).
 Primeiro clube da América do Sul a conquistar seis títulos Internacionais (1968).
– Mundial de 1962 e 63, Libertadores de 1962 e 63, Recopa Sul-Americana de 68 e Recopa Mundial de 68.
 Primeiro clube do Mundo a conquistar por três vezes um título a nível Continental e a nível Mundial em um ano (1962-63-68).
– Copa Libertadores e Mundial Interclubes em 1962.
– Copa Libertadores e Mundial Interclubes em 1963.
– Recopa Sul-Americana e Recopa Mundial em 1968.
CAMPEÃO DE TUDO II (1968-69).
– Em 1968 o clube havia conquistado todos os títulos Nacionais e Internacionais possíveis existentes na época. Feito inigualável em termos de quantidade e diversidade: Mundial de Clubes, Recopa Mundial, Copa Libertadores da América, Recopa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro (TB e RGP), Campeonato Paulista e Torneio RJ-SP.
Time brasileiro com mais Tríplices e Quadruplas Coroas (1962-1963-1968).
– 1962, Paulista, Brasileiro, Libertadores e Mundial.
– 1963, Torn. RJ-SP, Brasileiro, Libertadores e Mundial.
– 1968, Paulista, Brasileiro, Recopa Sul-Americana e Recopa Mundial. 
 Primeiro time brasileiro a ser detentor de cinco títulos Nacionais e cinco títulos Internacionais (1968).
– Internacionais: Mundial Interclubes de 1962 e 63, Copa Libertadores da América de 1962 e 63 e Recopa Sul-Americana de 1968.
– Nacionais: Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64, 65.
 Primeiro time brasileiro a ser detentor de seis títulos Nacionais e seis títulos Internacionais (1961-1968).
– Internacionais: Mundial Interclubes de 1962 e 63, Recopa Mundial de 1968, Copa Libertadores da América de 1962 e 63 e Recopa Sul-Americana de 1968.
– Nacionais: Campeonatos Brasileiros de 1961, 62, 63, 64, 65 e 68.

 Primeiro clube brasileiro a conquistar três títulos Internacionais oficiais diferentes (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial e Copa Libertadores da América.
 Primeiro clube sul-americano a conquistar três títulos Internacionais oficiais diferentes (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial e Copa Libertadores da América.
 Primeiro clube do mundo a conquistar três títulos Internacionais oficiais diferentes (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial e Copa Libertadores da América.
 Primeiro clube brasileiro a conquistar quatro títulos Internacionais oficiais distintos (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial, Copa Libertadores da América e Recopa Sul-Americana.
 Primeiro clube da Sul-Americano a conquistar quatro títulos Internacionais distintos (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial, Copa Libertadores da América e Recopa Sul-Americana.
 Primeiro clube do futebol mundial a conquistar quatro títulos Internacionais distintos (1968).
– Mundial Interclubes, Recopa Mundial, Copa Libertadores da América e Recopa Sul-Americana.
• Primeiro e único brasileiro Campeão da Supercopa Sul-Americana dos Campeões Mundiais (1968).
• Primeiro time da América do Sul Campeão da Supercopa Sul-Americana dos Campeões Mundiais 1968.
 Primeiro e único time brasileiro campeão da Recopa Mundial (Campeão dos Campeões Mundiais) 1968.
– Na decisão no estádio Giuseppe Meazza, na Itália, Santos 1×0 Internazionale de Milão.
 Primeiro clube da América do Sul campeão da Recopa Mundial (Campeão dos Campeões Mundiais) 1968.
– Na decisão no estádio Giuseppe Meazza, na Itália, Santos 1×0 Internazionale de Milão.
 Primeiro clube do mundo campeão da Recopa Mundial (Campeão dos Campeões Mundiais) 1968.
– Na decisão no estádio Giuseppe Meazza, na Itália, Santos 1×0 Internazionale de Milão.
 Único clube a conquistar três Campeonatos Brasileiros, um Mundial Interclubes, uma Recopa Mundial e uma Copa Libertadores da América de maneira invicta (1962-1968).
– Copa Intercontinental de 1962. 
– Copa dos Campeões da América de 1963.
– Taça Brasil de 1963, 1964 e 1965.
– Supercopa Intercontinental dos campeões de 1968.
 Primeiro e único time brasileiro a conquistar por cinco vezes um título nacional e estadual no mesmo ano (1961-1968).
– Campeão Paulista e Brasileiro nos anos de 1961, 1962, 1964, 1965 e 1968.
• O único clube brasileiro a conquistar três vezes um título Nacional e Internacional numa mesma temporada (1962-63-68).
– 1962, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América.
– 1963, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América.
– 1968, Campeonato Brasileiro e Recopa Mundial.
 Único time da história do futebol brasileiro a conquistar oito títulos em competições referentes a uma temporada (1968).
– Conquistas oficiais e oficiosas: Recopa Mundial, Recopa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, Campeonato Paulista; Torneio Octogonal do Chile, Quadrangular de Roma, Pentagonal de Buenos Aires e Torneio Amazônia.      
 O primeiro clube brasileiro da história a bater adversários europeus três vezes em competições oficiais (1962-63-68).
– Mundial Interclubes de 1962 (Santos 3×2 e 5×2 Benfica-POR) 
– Mundial Interclubes de 1963 (Santos 2×4, 4×2 e 1×0 Milan-ITÁ)
– Recopa Mundial de 1968 (Santos 1×0 Internazionale-ITÁ)
 Único clube da América do Sul a bater em decisões por competições oficiais os dois gigantes de Milão (1963 e 1968).
– O Santos venceu o Milan pela final do Mundial de Clubes e a Internazionale de Milão pela decisão da Recopa Mundial em pleno o estádio Giussepe Meazza.
• Único clube do mundo Campeão Nacional, da Recopa Sul-Americana e da Recopa Mundial numa mesma temporada (1968)
 Único clube a conquistar 23 Títulos oficiais em uma década (década de 60).
– Foram 2 Mundiais, 1 Recopa Mundial, 2 Libertadores, 1 Recopa Sul-Americana, 6 Brasileiros, 8 Paulistas e 3 Torneio RJ-SP.
 Único a possuir um jogador que marcou MIL GOLS (1969).
– Pelé assinalou MIL GOLS com a camisa do Santos.
 Possui o técnico mais laureado na história do futebol brasileiro (1954-1966).
– Luís Alonso Peres (Lula), que dirigiu o Santos 12 anos e conquistou 34 títulos.
 Único clube do futebol brasileiro a conseguir ser Bicampeão Mundial, Bicampeão Continental e Hexacampeão Nacional em uma década (1961-1968).
– Mundial Interclubes (Copa Intercontinental) de 1962 e 63.
– Copa Libertadores (Copa dos Campeões da América) de 1962 e 63.
– Campeonato Brasileiro (Taça Brasil) de 1961, 62, 63, 64, 65 e 68. 

• Único time a ter oito titulares na seleção brasileira em dois jogos – contra a Alemanha, em 05/05/1963, em Hamburgo, e contra a Inglaterra, em 12/06/1969, no Maracanã/RJ, ambas vencidas pelo Brasil por 2 a 1 (1963-69).XXXXXX
 Clube a ter o segundo maior artilheiro máximo de clubes (1954-1969).
– Pepe, que jogou 15 anos no Santos, com 405 gols assinalados.
O Melhor Time de Todos os Tempos (1955-1969).
– Eleito por uma enquete histórica da El Gráfico com opinião de europeus e sul-americanos. 
 Único a ter dois capitães Campeões do Mundo pela Seleção Brasileira (1962-1970).
– Mauro Ramos na Copa de 1962 e Carlos Alberto Torres na Copa de 1970.
Clube que mais cedeu jogadores para as Copas do Mundo que o Brasil foi Campeão Mundial  na década (1962-1970).
– O Santos cedeu sete jogadores no Mundial de 62 e cinco no Mundial de 1970.
Clube que mais cedeu jogadores para a Seleção Brasileira em Copas do Mundo na década (1962-1966-1970).
– O Santos cedeu sete jogadores no Mundial de 62, seis no Mundial de 66 e cinco no Mundial de 1970.
 Único a possuir um atleta três vezes Campeão do Mundo por uma seleção nacional (1958-62-70).
– Pelé, que contribuiu marcando gols nas três Copas: de 1958, 1962 e 1950.
 Recorde Sul-Americano de um mesmo jogador que mais vezes marcou contra uma mesma equipe (Anos 50-60-70)
– Pelé, que jogando 48 vezes contra o Corinthians e assinalou 50 gols.
 O Campeão de Ouro da Era de Ouro do futebol brasileiro (1958-1970).
 Recorde nacional de 11 anos e 22 jogos de invencibilidade contra o Corinthians em Campeonatos Paulistas (1957 a 1968).
 Único clube do futebol mundial a parar uma Guerra (1969).
– No Congo (21 de janeiro de 1969).
• Único clube do futebol mundial a parar duas Guerras (1969).
– No Congo (dia 21 de janeiro de 1969) e em Biafra (dia 04 de fevereiro de 1969).
 Único time na história do futebol paulista a conquistar oito Campeonatos Paulistas em uma década (1960-1969).
– Campeonatos Paulistas de 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968 e 1969.
 Possuiu os três jogadores mais laureados na história do futebol brasileiro (décadas de 50, 60 e 70).
– Pelé (46 títulos), Pepe (42 títulos) e Zito (36 títulos).
 Time com maior número de convocações de Campeões Mundiais da história do futebol brasileiro (58-62-70).
– Foram 15 selecionados. Em 1958 (Pelé, Zito e Pepe), 1962 (Gilmar, Mauro, Zito, Mengálvio, Pelé, Coutinho e Pepe) e 1970 (Carlos Alberto, Joel Camargo, Clodoaldo, Pelé e Edú).
 Possuiu o jogador com mais artilharias do Campeonato Paulista (1957-1973).
– Pelé, em 11 campeonatos: 1957, 58, 59, 60, 61, 62, 63, 64, 65, 69 e 73.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *