Giovanni – 1994-1996/2005-2006/2010

Published On 18/11/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 18/11/2014
Atualizado, 09/10/2016

Giovanni Silva de Oliveira foi um dos melhores jogadores da história do Santos.
Nascido no dia 4 de fevereiro de 1972, na cidade de Abaetetuba, no Pará, chegou às divisões de base da Tuna Luso-PA em 1990, e logo se destacou na equipe paraense. Após a passagem pelo Tuna Luso-PA, Giovanni atuou pelos outros dois grandes clubes do Pará, o Remo e o Paysandu.
Em 1994, foi emprestado ao Sãocarlense-SP, e novamente se destacou. No time paulista, teve excelentes atuações, e chamou a atenção do Palmeiras. Devido a um descaso da equipe palmeirense, ambas as partes não se acertaram, e o destino do craque foi a Vila Belmiro, nesse mesmo ano.
Dono de uma categoria magistral, foi aos poucos ganhando seu espaço na equipe. Estreou no Santos no dia 25 de setembro de 1994, e no começo de 1995, já era titular absoluto.
Foi o melhor jogador do Santos na década de 90, e está entre os principais jogadores do Alvinegro. Realizou partidas memoráveis, principalmente em sua primeira passagem. Grande destaque para a partida semifinal contra o Fluminense, pelo Brasileiro de 1995, que definitivamente o consagrou, comandando o time até a grande final. Não foi o Campeão daquele ano devido a erros grotescos da arbitragem na grande final contra o Botafogo.
Em 1996, foi o artilheiro do Campeonato Paulista com 24 gols, e despertou o interesse do Barcelona-ESP. Despediu-se da Vila Belmiro em um amistoso realizado diante do Real Madrid-ESP, que acabou com vitória santista por 2×0.
Foi convocado para a Copa do Mundo de 1998, participando apenas do primeiro jogo, diante da Escócia.
Após o Mundial, Giovanni ficou mais uma temporada no Barcelona-ESP, e se transferiu para o Olympiakos-GRE, onde se tornou um dos melhores jogadores do time grego e da história da Grécia.
Retornou para o Santos em 2005, sendo dirigido pelo seu amigo e ex-companheiro Gallo. Realizou belas partidas, e o fato que o mais marcou nessa passagem, foi a grande partida realizada diante do Corinthians, com vitória santista por 4×2. Meses mais tarde, a partida foi anulada devido a corrupção e a máfia dentro do futebol, mesmo com as evidências mostrando que o árbitro Edilson Pereira de Carvalho havia sido instruído em beneficiar o Corinthians.
Essa partida foi remarcada para meses depois, e devido a novos erros da arbitragem em favor do Corinthians, como a marcação do pênalti que originou o 3º gol corintiano, Giovanni extravasou toda sua raiva. Após nova saída de jogo, ele chutou a bola para arquibancada, em um grandioso gesto de protesto, após ter que passar novamente por “erros” grotescos da arbitragem contra o Santos.
Atuou apenas em um jogo em 2006, e foi dispensado pelo então treinador Vanderlei Luxemburgo. Foi atuar no Al Hilall, da Arábia Saudita.
Após quase um ano no mundo árabe, foi contratado pelo Ethnikos-GRE, em 2006.
No começo de 2007, foi contratado pelo Sport-RE, devido a indicação de Gallo. Como o então treinador foi demitido da equipe logo depois, Giovanni rescindiu seu contrato, e sequer atuou pelo clube do Recife. Ficou pouco mais de um ano sem clube, até ser contrato pelo Mogi Mirim, em 2009, para disputa do Campeonato Paulista.
Retornou para a Vila Belmiro em 2010, e ficou praticamente 5 meses, antes de encerrar a sua bela carreira. Participou das campanhas do Títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil.
Devido ao grande carinho da torcida santista, foi apelidado de Messias, e é considerado por muitos, o jogador que mais honrou a brilhante camisa 10 do Santos, depois de Pelé.
No dia 08 de outubro de 2016, participou do jogo festivo em homenagem aos 100 anos da Vila Belmiro, diante do Benfica-POR, a convite de Léo, que realizou sua despedida do Santos.

Jogos – 140
Gols73
Títulos pelo Santos:
2006 – Campeonato Paulista
2010 – Campeonato Paulista e Copa do Brasil

Fichas Técnicas:
25/09/1994 – Remo 1 x 4 Santos
Gols: Macedo, Raniélli (f), Paulinho Kobayashi e Guga; Chicão.
Local: Estádio Mangueirão, em Belém, Pará.
Competição: Campeonato Brasileiro
Renda: R$ 19.439
Público: 3.922
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça
Expulsos: Belterra e Cesar Carioca (CR)
Santos: Edinho; Indio, Marcelo Fernandes, Junior e Silva; Dinho (Serginho Fraldinha), Gallo, Raniélli (Giovanni) e Paulinho Kobayashi; Macedo e Guga. Técnico: Serginho Chulapa
Remo: Clemer; Cesar, Belterra, Toninho Carlos e Junior; Cesar Carioca, Rogerinho (Flávio), Cuca e Alencar; Helinho e Chicão (Mazinho). Técnico: Rubens Galaxie
– Estreia com a camisa santista
30/10/1994 – Santos 1 x 0 Paraná
Gol: Giovanni aos 11min do primeiro tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 2.478 pagantes
Renda: R$ 13.293,00
Árbitro: Luciano Augusto Teotônio de Almeida (DF).
Cartões amarelos: Guga (S); Hélcio, Adoílson e Edinho Baiano (P).
Santos: Edinho; Índio, Júnior, Maurício Copertino e Silva; Dinho, Gallo, Paulinho Kobayashi (Carlinhos) e Giovanni (Cerezo); Serginho Fraldinha e Guga. Técnico: Serginho Chulapa
Paraná: Régis; Denilson, Luciano, Edinho Baiano e Reginaldo; Nei Santos (Marcinho), Hélcio, Paulo Miranda e Adoílson; Gilson Batata (Cláudio Lopes) e Claudinho. Técnico: Rubens Minelli
– 1º gol de Giovanni com a camisa do Santos!
19/10/1995 – Santos 4 x 1 Grêmio
Gols: Gallo aos 9min do primeiro tempo; Nildo aos 6min, Giovanni aos 7min, aos 24min e aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 3.058
Renda: R$ 19.178,00
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas
Cartões Amarelos: Carlinhos, Ronaldo Marconato e Giovanni; Emerson e Luciano
Cartão Vermelho: Carlos Miguel
Santos: Edinho; Marcelo Silva, Ronaldo Marconato, Narciso e Marcos Adriano; Gallo, Carlinhos, Vagner (Camanducaia) e Robert; Jamelli e Giovanni. Técnico: Cabralzinho
Grêmio: Silvio; Arce, Luciano, Wagenr Fernandes e Carlos Miguel; Gelson, Luiz Carlos Goiano, Emerson (Magno) e Alexandre; Paulo Nunes (Raniélli) e Nildo. Técnico: Luis Felipe Scolari
– Comanda a goleada sobre o time gaúcho marcando 3 gols!
10/12/1995 – Santos 5 x 2 Fluminense
Gols: Giovanni aos 25min e aos 29min do primeiro tempo; Macedo aos 5min, Rogerinho aos 7min, Camanducaia aos 16min, Marcelo Passos aos 38min e Rogerinho aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 28.090 pagantes
Renda: R$ 336.289,00
Árbitro: Sidrack Marinho
Cartões Amarelos: Marcos Adriano e Carlinhos; Ronald e Aílton
Cartão Vermelho: Ronaldo Marconato
Santos: Edinho; Marquinhos Capixaba, Narciso, Ronaldo Marconato e Marcos Adriano; Carlinhos, Gallo, Giovanni e Marcelo Passos (Pintado); Camanducaia (Batista) e Macedo (Marcos Paulo). Técnico: Cabralzinho
Fluminense: Wellerson; Ronald, Lima, Alê (Gaúcho) e Cássio; Vampeta, Otacílio, Aílton e Rogerinho; Renato Gaúcho e Valdeir (Leonardo). Técnico: Joel Santana
– Comanda uma das maiores viradas do futebol brasileiro!
20/06/1996 – Santos 2 x 0 Real Madrid-ESP
Gols: Camanducaia aos 4min e Jamelli aos 46min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso
Árbitro: Oscar Roberto Godói
Santos: Edinho; Claudio, Sandro, Narciso e Marcos Adriano; Gallo (Cerezo), Baiano, (Marcos Paulo), Robert (Marcelo Passos) e Jamelli; Macedo (Camanducaia) e Giovanni (Batista). Técnico: José Teixeira
Real Madrid: Contreras; Chendo, Sanz, Vaqueriza e Lasa (Molina); Quique, Fernando Redondo (Guti) (Rincón), Martine (Gomez) e Milla; Ivan Perez e Zamorano (Jaime).
– Despedida em sua 1º passagem.
12/06/2005 – Santos 1 x 1 Fluminense
Gols: Deivid aos 19min e Tuta aos 45min do primeiro tempo.
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 15.296 pagantes
Renda: R$ 130.000,00
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho e Faustino Vicente Lopes (Ambos do PR)
Cartões amarelos: Halisson, Zé Elias, Giovanni, Mauro e Bóvio (S); Rodrigo Tiuí, Radamés e Igor (F).
Cartões vermelhos: Deivid (S); Rodrigo Tiuí (F).
Santos: Mauro; Flávio, Ávalos, Halisson e Wendel (Elton); Bóvio, Fabinho (Luciano Henrique), Zé Elias e Giovanni; Deivid e Fabiano (Danilinho). Técnico: Gallo
Fluminense: Kléber; Gabriel (Schneider), Zé Carlos, Igor e Juan; Marcão, Radamés, Fernando (Alex) e Juninho (Maicon); Tuta e Rodrigo Tiuí. Técnico: Abel Braga
– Reestreia de Giovanni contra a sua maior vítima!
25/06/2005 – São Caetano 1 x 3 Santos
Gols: Deivid aos 22seg, Alessandro aos 24min e Ricardinho aos 46min do primeiro tempo; Giovanni aos 33min do segundo tempo.
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, São Paulo.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 3.823 pagantes
Renda: R$ 30.444
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Auxiliares: Ana Paula de Oliveira e Maria Eliza Correia Barbosa (ambas SP)
Cartões amarelos: Wendel (S), Bóvio (S), Flávio (S), Thiago (SC)
São Caetano: Sílvio Luiz; Neto (Marcelinho), Thiago e Douglas; Alessandro, Zé Luís, Claudecir (Fábio Pinto), Edu Sales (Canindé) e Triguinho; Jean e Dimba. Técnico: Estevam Soares
Santos: Mauro; Paulo César (Flávio), Ávalos, Altair e Carlinhos (Hallison); Wendel, Bóvio, Élton (Luciano Henrique) e Ricardinho; Giovanni e Deivid. Técnico: Gallo
– O 1º gol em sua 2º passagem!
31/07/2005 – Santos 4 x 2 Corinthians
Gols: Marinho (c) aos 23seg e Roger aos 31min do primeiro tempo; Ricardinho aos 8min, Giovanni aos 14min, Rosinei aos 17min e Wendel aos 24min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Brasileiro, Jogo Anulado.
Público: 15.363 pagantes
Renda: R$ 263.460,00
Árbitro: Edilson Pereira de Carvalho
Cartões Amarelos: Edson e Wendel
Cartão Vermelho: Edson
Santos: Saulo; Paulo César (Léo Lima), Rogério, Ávalos e Wendel (Flávio); Fabinho, Bóvio, Giovanni e Ricardinho; Robinho e Frontini (Elton). Técnico: Gallo
Corinthians: Fábio Costa; Sebá, Betão e Marinho; Edson, Mascherano, Rosinei (Bobô), Roger e Gustavo Nery; Tevez e Jô (Abuda). Técnico: Márcio Bittencourt.
– Giovanni não tomou conhecimento do Corinthians, e deu um show no rival.
12/01/2006 – São Bento 1 x 1 Santos
Gols: Luciano Henrique aos 26min e Genílson aos 28min do segundo tempo.
Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Philippe Lombard
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto e Maria Eliza Correia Barbosa
Cartões amarelos: Neto, Márcio Santos, Fábio Carioca, Léo Lima e Celsinho.
São Bento: Fabiano; Fábio Carioca (Leandro Moreno), Marcelão, Márcio Santos e Tita; Jeci, Rincón, Magal e Celsinho (Genílson); Emerson e Marciano (Alcimar). Técnico: Roberto Fonseca
Santos: Fábio Costa; Neto, Manzur, Luíz Alberto e Kleber; Maldonado, Fabinho, Wendel (Léo Lima) e Giovanni (Luciano Henrique); Luizão (Geílson) e Claudio Pitbull. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
– Seu último jogo na 2º passagem pelo Santos.
17/01/2010 – Rio Branco 0 x 4 Santos
Gols: Paulo Henrique aos 2mim e Neymar aos 20min do primeiro tempo; Paulo Henrique aos 19min e Neymar aos 46min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 12.153 pagantes
Renda: R$ 329.350,00
Árbitro: Marcelo Rogério
Assistentes: Vicente Romano Neto e David Botelho Barbosa
Cartões amarelos: Kléber, Viníciuse Everton (Rio Branco); Paulo Henrique Lima (Santos)
Cartão vermelho: Kléber (Rio Branco)
Rio Branco: Cristiano; Marcos Tamandaré, Vinícius, Kléber e Márcio Goiano (Maurim); Márcio, Everton, Flávio e Felipe (Alex Mineiro); Anselmo Ramon e Romarinho (Ricardinho). Técnico: Ademir Fonseca
Santos: Felipe; George Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Aguiar e Pará (Madson); Rodrigo Mancha, Roberto Brum (Breitner), Wesley e Paulo Henrique Lima; Neymar e André (Giovanni). Técnico: Dorival Júnior.
– Reestreia com a camisa do Santos!
14/02/2010 – Santos 2 x 1 Rio Claro
Gols: André aos 24min, Jackson aos 39min e Giovanni aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Vicente Romano Neto e David Botelho Barbosa
Público: 32.001 pagantes
Renda: R$ 775.450,00
Cartões amarelos: Marco Aurélio, Neno, Vinícius e Alessandro Paraná (Rio Claro); Madson (Santos)
Cartão vermelho: Ernando (Rio Claro)
Santos: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Wesley Santos (Madson); Rodrigo Mancha, Germano (Giovanni), Marquinhos (André) e Paulo Henrique; Neymar e Robinho. Técnico: Dorival Júnior
Rio Claro: Sidney; Luciano, Ernando Vinícius; Neno (Lucas), Walker, Danilo Avelar (Alessandro Paraná), Davi, Maicon Souza (Willian Alves) e Marco Aurélio; Jackson. Técnico: Paulinho McLaren
– Aos 44 minutos, marca o gol da vitória e seu único gol na 3º passagem pelo Alvinegro!
22/05/2010 – Atlético-GO 1 x 2 Santos
Gols: Wesley aos 20min, Zé Eduardo aos 26min e Boka aos 42min do segundo tempo.
Estádio: Serra Dourada, em Goiânia, Goiás.
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (Fifa/RJ).
Auxiliares: Cláudio José Soares (RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)
Cartões amarelos: Pituca, Robston, Márcio Gabriel (Atlético-GO) e Zé Eduardo, Alex Sandro, Durval, Arouca, Marcel (Santos)
Cartões vermelhos: Agenor (Atlético-GO)
Atlético-GO: Márcio, Márcio Gabriel (Juninho), Jairo, Gilson (Wescley) e Thiago Feltri; Pituca, Agenor, Ramalho e Robston; Keninha (Boka) e Marcão. Técnico: Geninho
Santos: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Wesley, Marquinhos, Zezinho (Rodriguinho); Zé Eduardo (Giovanni) e Marcel (Maikon Leite). Técnico: Dorival Júnior
– Ultimo jogo oficial com a camisa do Santos
08/10/2016 – Santos 1 x 1 Benfica-POR
Gols: Salvio (p) a 1min e Noguera aos 42min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso (Comemoração dos 100 anos da Vila Belmiro e Despedida do ídolo Léo)
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo e Bruno Salgado Rizo
Público: 10.149 pagantes
Renda: R$575.152,00
Cartões amarelos: Luiz Felipe (SAN); Cervi (BEN)
Santos: Vanderlei (John Victor) (João Paulo); Victor Ferraz (Daniel Guedes), Luiz Felipe (Noguera), David Braz (Lucas Veríssimo) e Zeca (Caju); Thiago Maia (Léo Cittadini) (Fernando Medeiros), Renato (Yuri) (Matheus Oliveira), Jean Mota (Paulinho) (Joel) e Elano (Vecchio) (Walterson); Ricardo Oliveira (Giovanni) (Rodrigão) (Léo) e Copete (Rafael Longuine).
Técnico: Dorival Júnior.
Benfica: Ederson; André Almeida (Alan Benítez), Lisandro López (Rúben Dias), Luisão e Eliseu (Yuri Ribeiro); Celis, Danilo, Cervi (Dálcio); Luka Jovic (José Gomes), Salvio e Carrilho (Léo) (Diogo Gonçalves). Técnico: Rui Vitória.
– Ultima partida pelo Santos

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

One Response to Giovanni – 1994-1996/2005-2006/2010

  1. Caudio says:

    Claudinho é meu nome eu vi essa equipe jogar melhor time do santos sò faltou o time ser mais humilde com a torcida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *