Hélvio – 1949-1959

Published On 27/04/2016 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 27/04/2016

Contratado em maio de 1949, Hélvio Pessanha Moreira chegou com grande fama a Vila Belmiro. Destacava-se pelo seu bom porte físico, e principalmente, pelos seus eficientes desarmes.
Nascido no dia 20 de janeiro de 1924, em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, foi revelado pelo Humaitá de Niterói. Foi atuar pelo Fluminense em 1945, onde permaneceu até sua transferência para o Santos.
No Alvinegro, melhorou ainda mais sua seus fundamentos, e encontrou companheiros que o ajudaram em sua evolução.
Em 1953, pelo seu grande desempenho, foi convocado para defender a Seleção Brasileira
O eterno Chico Formiga, atuou ao lado de Hélvio, e afirmava que Hélvio era o zagueiro central mais completo que ele viu atuar.
Com a camisa santista, conquistou os Títulos Paulistas de 1955-1956 e 1958 e o Torneio Rio-São Paulo de 1959.
O “Piteira”, como também era conhecido, atuou pelo Santos em 422 jogos, e nunca foi expulso, provando a sua grande técnica dentro de campo. Fato raro e incomum para um zagueiro, atuar em tantas partidas e nunca levar um cartão vermelho.
Deixou a Vila Belmiro em 1959, e foi atuar pelo Jabaquara, onde pouco tempo depois, aposentou-se dos gramados.
Foi morar ao lado de Deus no dia 24 de maio de 1984, em Campos dos Goytacazes, sua terra natal.

Jogos – 426
Gols – 01
Títulos no Santos:
1955 – Campeonato Paulista
1956 – Campeonato Paulista
1958 – Campeonato Paulista
1959 – Torneio Rio-São Paulo

Fichas Técnicas:
10/04/1949 – Prudentina-SP 1 x 0 Santos
Gol: Fernando
Local: Felix Marcondes, em Presidente Prudente, São Paulo.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 80.098,00
Árbitro: Atilio Rafael Perrone
SFC: Chiquinho; Hélvio (Artigas) e Expedito; Nenê, Telesca e Pascoal; Alemãozinho, Arturzinho, Simões, Antoninho e Odair (Nando).
Técnico: Osvaldo Brandão.
APEA: Haga; Messias e Carvalho; Nino, Bolinha e Chupeta; Afonsinho (Guanxuma), Beifinho (Feijão), Paraguaio (Fernando), Hélio (Baleiro) e Antoninho.
– Estreia com a camisa do Santos
10/12/1950 – Guarani 4 x 2 Santos
Gols: Odair e Hélvio – China (2), Renato e Bota
Local: Campo do Guarani (Barão Geraldo, Guanabara), em Campinas, São Paulo.
Competição:  Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 57.086,00
Árbitro: Richard Eason
SFC: Leonídio; Hélvio e Dinho; Nenê, Pascoal e Ivan; Cento e nove, Antoninho, Nicácio, Bahía e Odair.
GFC: Arlindo; Herbert e Edmundo; Geraldo, Santo Antonio e Alcides; Renato, Bota, China, Piolim e Perruchi.
– Único gol marcado
09/05/1959 – América-RJ 4 x 3 Santos
Gols: Genivaldo aos 3min e aos 7min, Jair Rosa Pinto aos 32min, Coutinho aos 40min e Canário aos 42min do primeiro tempo; Genivaldo aos 22min e Pepe aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Público: 19.988 pagantes + 4.466 menores (24.454).
Renda: Cr$ 668.222,00
Árbitro: Casemiro Gomes
AFC: Ari; Jorge e Lucio; Amaro, Leônidas II e Wilson Santos; Canário, Calazans, Genivaldo, Hilton e Nilo. Técnico: Dorival Knippel (Yustrich)
SFC: Laércio; Getúlio, Hélvio (Feijó) e Mourão; Álvaro e Urubatão; Dorval, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Afonsinho (Fioti) e Pepe. Técnico: Lula
– Ultima partida

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos;
Centro de Memória e Estatísticas do Santos;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *