Jair Rosa Pinto – 1956-1960

Published On 03/06/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 26/06/2014
Atualizado, 15/09/2017

Jair Rosa Pinto veio para a Vila Belmiro em 1956, aos 35 anos. Já era um jogador consagrado dentro do futebol. Foi ídolo por onde passou: Madureira-RJ, Vasco, Flamengo e Palmeiras.
Nascido no dia 21 de março de 1921, em Quatis, no Rio de Janeiro, Jair Rosa Pinto tinha um chute forte na perna canhota, e amedrontava os goleiros da época.
Conhecido como “Jajá de Barra Mansa”, acumulou convocações para a Seleção Brasileira, e foi titular da equipe que disputou a Copa de 1950, a primeira realizada em território brasileiro.
Com a camisa santista, venceu três Campeonatos Paulistas (1956, 1958 e 1960) e um Torneio Rio-São Paulo (1959). Era um dos destaques da equipe quando o Alvinegro bateu o recorde de 155 gols marcados no estadual, em 41 jogos.
Liderou o jovem time santista que estava se formando, e que anos mais tarde, se tornaria o grande esquadrão do Santos da década de 60. Com toda a sua experiência e genialidade, foi fundamental para a formação de Pelé, Pepe e Coutinho.
Jogou pelo Santos até 1960, e logo depois foi contratado pelo São Paulo. Antes de encerrar a carreira, aos 42 anos, ainda jogou na Ponte Preta.
Ao se aposentar, virou treinador, e dirigiu a equipe santista no ano de 1972. Permaneceu apenas em 31 jogos no comando do time Alvinegro, o suficiente para deter a maior marca de invencibilidade de um treinador frente ao Santos FC, com 25 jogos sem sofrer um revés.
Jair faleceu aos 84 anos, de embolia pulmonar após uma cirurgia, no dia 28 de julho de 2005.

Jogos – 196
Gols – 34
Títulos pelo Santos:
1956 – Campeonato Paulista
1958 – Campeonato Paulista
1959 – Torneio Rio-São Paulo
1960 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
19/03/1956 – Santos 3 x 2 Boca Juniors-ARG
Gols: Pagão, Pepe e Vasconcelos; Colângello e Etcheverry
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Torneio Internacional da FPF
Renda: Cr$ 335.090,00
Árbitro: João Etzel
Santos: Manga; Hélvio e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito (Urubatão); Tite (Alfredinho), Jair Rosa Pinto, Álvaro (Pagão), Vasconcelos e Tite. Técnico: Lula
Boca Juniors: Castro; Fiaño, Edwards e De Sanzo; Arcos, Pescia, Navarro (Boyé) e Angelillo (Baiocco); Etcheverry (Fernándes Real), Colângelo (Rosello) e Marcarian.
– Primeira participação de Jair com a camisa santista.
16/04/1956 – Nacional-URU 3 x 1 Santos
Gols: Jair Rosa Pinto; Caraballo [2] e Ambróis.
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Competição: Amistoso
Público: 30.000 aproximadamente
Árbitro: Washington Rodrigues
Nacional: Sosa; Santamaria e Leopardi; Marechal, Cantos e Ramos; Magnana (Messias), Julio Perez, Carballo, Ambrois e Romerito.
Santos: Manga; Hélvio e Ivan; Sarno, Ramiro e Urubatão; Alfredinho, Jair Rosa Pinto, Pagão (Del Vecchio), Vasconcelos e Pepe (Tite). Técnico: Lula
– Primeiro gol pelo Alvinegro Praiano
03/01/1957 – Santos 4 x 2 São Paulo
Gols: Zezinho aos 8min e aos 42min e Feijó aos 20min; Tite aos 7min, Del Vecchio aos 23min e aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista (Decisão Extra)
Público: 51.600 aproximadamente
Renda: Cr$ 2.580.560,00
Árbitro: Erwin Hieger
Santos: Manga; Wilson e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito; Tite, Jair da Rosa Pinto, Pagão, Del Vecchio e Pepe. Técnico: Lula
São Paulo: Borelli; Clelio e Mauro; Sarará, Vitor e Alfredo; Maurinho, Zezinho, Gino, Dino e Canhoteiro. Técnico: Vicente Feola
– Como capitão santista, Jair Rosa Pinto levanta a taça do título.
30/04/1959 – Santos 3 x 2 Corinthians
Gols: Zague aos 16min, Jair Rosa Pinto aos 25min, Pepe aos 28min, Pelé aos 32min e Paulo aos 42min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Torneio Rio-São Paulo.
Renda: Cr$ 1.458.425,00
Publico: 34.000 aproximadamente
Árbitro: Stephan Walter Glanz
Santos: Laércio; Getúlio, Mourão e Feijó; Ramiro (Urubatão) e Zito; Dorval (Afonsinho), Jair Rosa Pinto, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Corinthians: Gilmar; Olavo e Ari Clemente; Oreco, Goiano (Walmir) e Benedito; Bataglia, Luisinho, Paulo, Joãozinho (Tite) e Zague. Técnico: Rato
– “Ocupando” o lugar que mais tarde seria de Mengálvio, no ataque dos sonhos, Jair comandou o time e juntamente com Pelé e Pepe deu a vitória ao Santos no clássico.
17/11/1959 – Santos 4 x 1 Grêmio
Gols: Jair Rosa Pinto aos 25min e aos 31min do primeiro tempo; Gessi aos 15min, Coutinho aos 37min e Urubatão aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Taça Brasil
Público: estimado em 18.000 (pelo valor médio dos ingressos)
Renda: Cr$ 608.550,00
Árbitro: Alberto Gama Malcher
Santos: Manga; Pavão, Mourão; Getúlio, Formiga e Urubatão; Dorval, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Grêmio: Henrique; Airton, Ortunho e Orlando; Élton e Calvet; Giovanni, Gessi, Cardoso, Milton e Juarez (Vieira).
– Foi ele o autor do primeiro e segundo gol do Santos em competições nacionais.
11/12/1960 – São Paulo 2 x 1 Santos
Gols: Pepe; Dino Sani e Peixinho.
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 28.974 pagantes
Renda: Cr$ 3.592.650,00
Árbitro: Romualdo Arpi Filho
Expulsos: Zito e Laércio (SAN); Gonçalo (SP).
São Paulo: Poy; Ademar, Vilásio e Roberto; Dino Sani e Gersio; Peixinho, Paulo, Gino, Gonçalo e Agenor. Técnico: Flávio Costa
Santos: Laércio; Dalmo, Mauro e Zé Carlos; Calvet e Zito; Sormani, Mengálvio (Jair Rosa Pinto), Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
– No primeiro jogo do Santos no Estádio do Morumbi, Jair se despede do Alvinegro.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *