Jair Rosa Pinto – 1956-1960

Published On 03/06/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 26/06/2014
Atualizado, 02/01/2016

Jair Rosa Pinto veio para a Vila Belmiro em 1956, aos 35 anos. Já era um jogador consagrado dentro do futebol. Foi ídolo por onde passou: Madureira-RJ, Vasco, Flamengo e Palmeiras.
Nascido no dia 21 de março de 1921, em Quatis, no Rio de Janeiro, Jair Rosa Pinto tinha um chute forte na perna canhota, e amedrontava os goleiros da época.
Com a camisa santista, venceu três Campeonatos Paulistas (1956, 1958 e 1960) e um Torneio Rio-São Paulo (1959). Era um dos destaques da equipe quando o Alvinegro bateu o recorde de 155 gols marcados no estadual, em 41 jogos.
Liderou o jovem time santista que estava se formando, e que anos mais tarde, se tornaria o grande esquadrão do Santos da década de 60. Com toda a sua experiência e genialidade, foi fundamental para a formação de Pelé, Pepe e Coutinho.
Como era um dos líderes do time, foi o capitão na Conquista do Estadual de 1956, e teve a honra de levantar a taça.
Jogou pelo Santos até 1960, e logo depois foi contratado pelo São Paulo.
Antes de encerrar a carreira, aos 42 anos, ainda jogou na Ponte Preta.

Jogos – 196
Gols – 34
Títulos pelo Santos:
1956 – Campeonato Paulista
1958 – Campeonato Paulista
1959 – Torneio Rio-São Paulo
1960 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
19/03/1956 – Santos 3 x 2 Boca Juniors-ARG
Gols: Pagão, Pepe e Vasconcelos; Colângello e Etcheverry
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Torneio Internacional da FPF
Renda: Cr$ 335.090,00
Árbitro: João Etzel
Santos: Manga; Hélvio e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito (Urubatão); Tite (Alfredinho), Jair Rosa Pinto, Álvaro (Pagão), Vasconcelos e Tite. Técnico: Lula
Boca Juniors: Castro; Fiaño, Edwards e De Sanzo; Arcos, Pescia, Navarro (Boyé) e Angelillo (Baiocco); Etcheverry (Fernándes Real), Colângelo (Rosello) e Marcarian.
– Primeira participação de Jair com a camisa santista.
16/04/1956 – Nacional-URU 3 x 1 Santos
Gols: Jair Rosa Pinto; Caraballo [2] e Ambróis.
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Competição: Amistoso
Público: 30.000 aproximadamente
Árbitro: Washington Rodrigues
Nacional: Sosa; Santamaria e Leopardi; Marechal, Cantos e Ramos; Magnana (Messias), Julio Perez, Carballo, Ambrois e Romerito.
Santos: Manga; Hélvio e Ivan; Sarno, Ramiro e Urubatão; Alfredinho, Jair Rosa Pinto, Pagão (Del Vecchio), Vasconcelos e Pepe (Tite). Técnico: Lula
– Primeiro gol pelo Alvinegro Praiano
03/01/1957 – Santos 4 x 2 São Paulo
Gols: Zezinho aos 8min e aos 42min e Feijó aos 20min; Tite aos 7min, Del Vecchio aos 23min e aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista (Decisão Extra)
Público: 51.600 aproximadamente
Renda: Cr$ 2.580.560,00
Árbitro: Erwin Hieger
Santos: Manga; Wilson e Feijó; Ramiro, Formiga e Zito; Tite, Jair da Rosa Pinto, Pagão, Del Vecchio e Pepe. Técnico: Lula
São Paulo: Borelli; Clelio e Mauro; Sarará, Vitor e Alfredo; Maurinho, Zezinho, Gino, Dino e Canhoteiro. Técnico: Vicente Feola
– Como capitão santista, Jair Rosa Pinto levanta a taça do título.
30/04/1959 – Santos 3 x 2 Corinthians
Gols: Zague aos 16min, Jair Rosa Pinto aos 25min, Pepe aos 28min, Pelé aos 32min e Paulo aos 42min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Torneio Rio-São Paulo.
Renda: Cr$ 1.458.425,00
Publico: 34.000 aproximadamente
Árbitro: Stephan Walter Glanz
Santos: Laércio; Getúlio, Mourão e Feijó; Ramiro (Urubatão) e Zito; Dorval (Afonsinho), Jair Rosa Pinto, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Corinthians: Gilmar; Olavo e Ari Clemente; Oreco, Goiano (Walmir) e Benedito; Bataglia, Luisinho, Paulo, Joãozinho (Tite) e Zague. Técnico: Rato
– “Ocupando” o lugar que mais tarde seria de Mengálvio, no ataque dos sonhos, Jair comandou o time e juntamente com Pelé e Pepe deu a vitória ao Santos no clássico.
17/11/1959 – Santos 4 x 1 Grêmio
Gols: Jair Rosa Pinto aos 25min e aos 31min do primeiro tempo; Gessi aos 15min, Coutinho aos 37min e Urubatão aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Taça Brasil
Público: estimado em 18.000 (pelo valor médio dos ingressos)
Renda: Cr$ 608.550,00
Árbitro: Alberto Gama Malcher
Santos: Manga; Pavão, Mourão; Getúlio, Formiga e Urubatão; Dorval, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Grêmio: Henrique; Airton, Ortunho e Orlando; Élton e Calvet; Giovanni, Gessi, Cardoso, Milton e Juarez (Vieira).
– Foi ele o autor do primeiro e segundo gol do Santos em competições nacionais.
11/12/1960 – São Paulo 2 x 1 Santos
Gols: Pepe; Dino Sani e Peixinho.
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 28.974 pagantes
Renda: Cr$ 3.592.650,00
Árbitro: Romualdo Arpi Filho
Expulsos: Zito e Laércio (SAN); Gonçalo (SP).
São Paulo: Poy; Ademar, Vilásio e Roberto; Dino Sani e Gersio; Peixinho, Paulo, Gino, Gonçalo e Agenor. Técnico: Flávio Costa
Santos: Laércio; Dalmo, Mauro e Zé Carlos; Calvet e Zito; Sormani, Mengálvio (Jair Rosa Pinto), Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
– No primeiro jogo do Santos no Estádio do Morumbi, Jair se despede do Alvinegro.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *