Junqueira – 1935-1936

Published On 27/10/2016 | Ex-Atletas
Por Ronaldo Silva e Gabriel Santana
Santos, 27/10/2016

Nome Completo – Fausto de Andrade Junqueira
Período – 1935–1936
Posição – Atacante (ponta-esquerda)
Nascimento – 18 de fevereiro de 1913, em Batatais, São Paulo
Jogos – 34
Gols – 12

Histórico – Após se destacar pelo São Paulo da Floresta, e ser Campeão Paulista pela equipe paulistana em 1931, Junqueira ficou conhecido no cenário futebolístico, e começou a integrar a Seleção Paulista. No São Paulo, atuou ao lado de Araken, Siriri e Friedenreich, fato esse que com certeza deve ter o ajudado a aumentar seu poderio ofensivo.
Em 1935, antes de vir em definitivo para a Vila Belmiro, Junqueira atuou no Estudantes-SP e foi convocado pela Seleção Brasileira. Foi emprestado pelo clube da capital paulista ao Santos, para integrar a delegação santista na Excursão para o Rio Grande do Sul. Devido ao seu ótimo desempenho, Junqueira não retornou para o seu clube, e permaneceu no Santos.
Quando contratado, era considerado um dos melhores pontas esquerdas da época. Os jornais o classificavam como Arisco, Talentoso e Goleador. Foi crucial na conquista do 1º Título Paulista da história do Santos.
Em 1937 retornou ao São Paulo, já “refundado”, onde permaneceu até 1938. Antes de encerrar a carreira, ainda jogou pelo São Paulo Railway.
A partir de 1940, passou a trabalhar com arbitragem. Era árbitro em partidas de juvenis e 2° quadro. Já nas partidas dos profissionais, atuava como bandeirinha. Anos depois, realizou algumas partidas com a Seleção Paulista de veteranos, ao lado de Athié, Feitiço, Araken e Friedenreich.

ESTREIA
12/05/1935 – Internacional 1 x 1 Santos
Gols: Sacy – Macuzza
Local: Em Eucaliptos, Porto Alegre, Rio Grande do Sul.
Competição: Amistoso
Renda: R 45:000$000
Árbitro: Walter Leal
SFC: Cyro; Neves e Badu (Iracino); Marteletti, Ferreira e Janguinho; Sacy, Moran, Mario Seixas, Friedenreich, Junqueira (Paulinho). Técnico: Bilú
SCI: Penha; Paroto e Rizada; Garnizé, Andrade e Levi; Floriano, Tupan, Macuzza, Darcy e Prestes.
PRIMEIROS GOLS
26/05/1935 – CFB Riograndense 3 x 4 Santos
Gols: Junqueira (2), Sacy e Raul – Cortado, Melo e Badu (c).
Local: Campo do Riograndense (Torquato Pontes), em Rio Grande, Rio Grande do Sul.
Competição: Amistoso
Público: + de 800 pessoas vieram de Pelotas para ver a partida
Árbitro: J. Silva e Arthur Friedenreich
SFC: Cyro (Victor Lovechio); Neves e Badu; Marteletti, Ferreira e Jango; Sacy, Moran, Friedenreich (Raul), Zé Carlos (Mario Seixas) e Junqueira. Técnico: Bilú
CFBRG: Mulato; Armando e Didico; Canuto, Joaquim e Mariano; Melo, Chines, Cortado, Artur e Sá.
ULTIMO JOGO
06/12/1936 – Santos 8 x 2 Lusitano FC
Gols: Mario Pereira (3), Zé Carlos (2), Araken (2) e Gradim – Andó e Ruiz.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Sylvio Stucchi
SFC: Cyro; Neves e Meira; Ramon, Gradim e Martelette; Junqueira, Mário Pereira, Zé Carlos, Araken e Antenor. Técnico: Bilú
LFC: Onofre; Rui e Bartô; Ruiz, Melo e Paco; Otavio, De Luca, Andô, Tatu e Vicente.

• Jogos e gols:
1935 – 15 jogos e 11 gols;
1936 – 17 jogos e 01 gol;
Total: 32 jogos e 12 gols

Fontes e Referências: 
Almanaque do Santos FC;
Jornal “Correio Paulistano”;
Jornal “Mundo Esportivo”;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *