Lima – 1961-1971

Published On 17/09/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 17/09/2014
Atualizado, 18/10/2017

Nascido no dia 18 de janeiro de 1942, em São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais, Antônio Lima dos Santos, ou simplesmente o coringa Lima, foi um dos maiores jogadores versáteis da história do futebol.
Começou sua carreira aos 16 anos no Juventus da Moca, em 1958. Em 1961 foi para o Santos, e no ano seguinte, já sagrava-se Campeão Paulista, Brasileiro, Sul-Americano e Mundial, com apenas 20 anos.
Técnico, aplicado, duro na marcação, bom no passe e no chute, Lima podia ser igualmente eficaz na defesa e no ataque. Lima se saia bem em qualquer posição, prova disso é que foi convocado pra Seleção como lateral direito e meio-campista. Foi titular do meio-campo da Seleção na copa de 1966.
“No Santos eu só não joguei no gol” “O Lula conversou comigo a primeira vez, pediu para eu quebrar um galho, e deu certo. Aí é que eu fui perceber que podia jogar em mais de uma posição. Batia com as duas”. Disse Lima, em uma de suas entrevistas.
Mesmo firmando-se na lateral direita do melhor time de todos os tempos, foi no meio de campo que Lima brilhou nas principais conquistas do Alvinegro. Na decisão do Mundial de 1962, substituiu Mengálvio, machucado, na lendária partida no Estádio da Luz, em Lisboa. E em 1963, na decisão do mundial contra o Milan, jogou no lugar de Zito, também machucado, que ficou de fora dos dois jogos no Maracanã.
Em 1971, aos 29 anos, transferiu-se para o Cruz Azul-MEX, onde encerrou a carreira.
Hoje é professor das categorias de base do Santos.

• Jogos e gols:

1961 – 45 jogos e 03 gols;
1962 – 74 jogos e 13 gols;
1963 – 58 jogos e 09 gols;
1964 – 68 jogos e 00 gol;
1965 – 66 jogos e 06 gols;
1966 – 58 jogos e 11 gols;
1967 – 64 jogos e 02 gols;
1968 – 78 jogos e 03 gols;
1969 – 58 jogos e 03 gols;
1970 – 78 jogos e 09 gols;
1971 – 46 jogos e 04 gols;
Total – 693 jogos e 63 gols
Principais Títulos:
1961 – Campeonato Paulista
1962 – Campeonato Paulista, Taça Brasil, Taça Libertadores e Mundial Interclubes
1963 – Torneio Rio-São Paulo, Taça Libertadores e Mundial Interclubes
1964 – Campeonato Paulista, Torneio Rio-São Paulo e Taça Brasil
1965 – Campeonato Paulista e Taça Brasil
1966 – Torneio Rio-São Paulo
1967 – Campeonato Paulista
1968 – Campeonato Paulista, Taça Brasil, Recopa Sul-Americana e Recopa Mundial
1969 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
19/04/1961 – Santos 1 x 5 Flamengo
Gols: Coutinho; Gerson [3] e Dida [2]
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Público: 5.300 aproximadamente
Santos: Lalá; Fioti, Mauro e Getúlio; Formiga e Lima (Tite); Dorval, Mengálvio, Coutinho, Nenê (Sormani) e Pepe. Técnico: Lula.
Flamengo: Ari; Joubert (Hilton), Bolero, Jadir e Jordan; Carlinhos (Hugo) e Gérson; Joel, Henrique, Dida (Norival) e Germano. Técnico: Fleitas Solich
– Estreia de Lima com a camisa do Santos.
15/06/1961 – Benfica-POR 3 x 6 Santos
Gols: Pelé [2], Pepe [2], Coutinho e Lima; Eusébio [3]
Local: Estádio Parc des Princes, em Paris, França.
Competição: Torneio de Paris
Público: 36.364 pagantes
Árbitro: Pierre Achinte
Santos: Laércio; Mauro e Décio Brito; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
Benfica: Barroca; João, Angelo (Mendes) e Germano; Neto e Cruz; José Augusto, Santana (Eusébio), Águas, Coluna e Cavem.
– Primeiro gol de Lima pelo Alvinegro.
11/10/1962 – Benfica-POR 2 x 5 Santos
Gols: Pelé aos 17min e aos 27min do primeiro tempo; Coutinho aos 3min, Pelé aos 20min, Pepe aos 32min, Eusébio aos 41min e Simões aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal.
Competição: Mundial Interclubes – 2º jogo da final
Público: 73.000 aproximadamente
Árbitro: Pierre Schinter (França)
Santos: Gilmar; Olavo, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Lima; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Benfica: Costa Pereira; Humberto, Raul e Cruz; Cavem e Jacinto, José Augusto, Santana, Eusébio, Coluna e Simões. Técnico: Fernando Riera.
– Atuando no meio-de-campo, Lima foi fundamental na conquista do primeiro mundial.
28/08/1963 – Botafogo 0 x 4 Santos
Gols: Pelé aos 11min, aos 15min e aos 33min do primeiro tempo; Lima aos 36min do segundo tempo.
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Taça Libertadores da América – 2º jogo da semifinal
Público: 44.232 pagantes
Renda: Cr$ 21.622.970,00
Árbitro: Eunápio de Queiroz
Santos: Gilmar; Dalmo, Mauro e Geraldino; Calvet e Zito; Dorval, Lima, Coutinho (Almir), Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Botafogo: Manga; Joel, Zé Carlos e Rildo; Airton e Nilton Santos; Garrincha, Elton, Amoroso, Quarentinha e Zagallo (Jairzinho). Técnico: Danilo Alvim
– Atuando ofensivamente, Lima deixou sua marca e marcou um dos tentos da goleada santista sobre o Botafogo pela Taça Libertadores.
14/11/1963 – Santos 4 x 2 Milan-ITA
Gols: Mazzola aos 12min e Mora aos 17min do primeiro tempo; Pepe aos 5min e aos 22min, Almir aos 9min e Lima aos 18min do segundo tempo.
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Mundial Interclubes – 2º jogo da final
Público: 132.728 pagantes (150.000 pessoas)
Renda: Cr$ 98.075.500,00
Árbitro: Juan Brozzi (Argentina)
Santos: Gilmar; Ismael, Mauro, Haroldo e Dalmo; Lima e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Almir e Pepe. Técnico: Lula
Milan: Ghezzi; Davi, Maldini e Trebi; Trapattoni e Pelagalli; Mora, Lodetti, Rivera, Mazzola e Amarildo.Técnico: Luis Carniglia
– Na função de Zito, tomou conta do meio-de-campo e ainda teve tempo de marcar o último gol da vitória do Alvinegro, na 2º partida da final do Mundial.
30/10/1971 – Corinthians 1 x 1 Santos
Gol: Pelé; Rivelino.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público pagante: 64.696 + 76 menores (64.772 pessoas)
Renda: Cr$ 423.494,00
Árbitro: Dulcídio Vanderlei Boschilia
Santos: Joel Mendes; Orlando Lelé, Ramos Delgado, Oberdã e Rildo; Clodoaldo e Lima; Davi, Mazinho (Douglas), Pelé e Edu. Técnico: Mauro Ramos de Oliveira
Corinthians: Sidnei; Zé Maria (Miranda), Baldochi, Luis Carlos e Pedrinho; Tião e Rivelino; Lindóia, Nelson Lopes, Mirandinha e Marco Antônio. Técnico: Baltazar
– Último jogo de Lima com a camisa Alvinegra.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

One Response to Lima – 1961-1971

  1. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Mundial Interclubes – 1963

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *