Luiz Alonso Peres, o Lula

Published On 22/02/2017 | Treinadores
Por Gabriel Santana
Santos, 22/02/2017
Atualizado, 09/10/2017

Luiz Alonso Perez, mais conhecido como Lula, o maior treinador da história do Santos.
Permaneceu por 12 anos consecutivos como técnico da equipe santista. Um recorde de loginvidade no futebol nacional. Conquistou ao todo, 38 títulos com a equipe principal. Um recorde provavelmente mundial.

HISTÓRICO
Nascido no dia 22 de fevereiro de 1922, em Santos, Lula teve outras funções antes de se tornar treinador de futebol. Exerceu o trabalho de padeiro, trabalhou com seu pai, e foi chofer de táxi.
O seu primeiro trabalho como treinador, foi com as equipes de várzea da cidade de Santos. Dirigiu o Palmeirinha e o Americana. Pouco depois, foi contratado para treinar a base da Portuguesa Santista.
Em 1949, Lula teve seu primeiro contato profissional com a equipe da Vila, e foi nomeado como subdiretor de futebol amador. Três anos depois, em maio de 1952, foi contratado para dirigir as equipes amadoras do Santos.
Seu primeiro contato com a equipe principal do Alvinegro, ocorreu no dia 03 de junho de 1952, quando o então treinador do Santos, Aymoré Moreira, foi servir a Seleção Paulista. Ele dirigiu a equipe em um amistoso diante do São Paulo, no Estádio do Pacaembu. O Santos venceu por 1×0, com gol de Alemão. Quatro dias depois, dirigiu novamente a equipe diante do São Paulo, e realizou sua primeira partida na Vila Belmiro, diante da torcida.
Após a experiência, Lula retornou a dirigir as equipes de base, e apenas em 1954, foi finalmente efetivado como treinador do Santos.
Sua estreia como técnico efetivo, significou também a primeira vitória da história do Santos no Estádio Maracanã. Diante do Botafogo, no dia 5 de junho de 1954, o Alvinegro venceu por 3×2 a equipe carioca, dois gols de Tite e um de Joel. Antes desta partida, o Santos somava 6 partidas no Maracanã, e 6 derrotas.
Lula não era conhecido por ser um grande estrategista, e sim, um grande revelador de craques, além de ser “um cara de grupo”, sabendo lidar com inúmeros craques. “Ele tinha esse dom de conseguir fazer um ambiente bom, e os jogadores respondiam à altura. Todo mundo chamava ele de professor.” Afirmou Pepe, em uma de suas entrevistas sobre Lula.
Para o Santos, Lula revelou grandes jogadores. Tinha o olhar clínico, e dava a oportunidade na hora certa. O próprio Pepe, teve suas primeiras chances na equipe principal, devido a Lula. Coutinho, o gênio da área, foi uma aposta de Lula. Após ver um jogo do centroavante em Piracicaba, o chamou para treinar alguns dias na Vila Belmiro, e bancou sua contratação. Sua confiança em Coutinho era tão grande, que promoveu sua estreia no principal quando o jovem ainda tinha 14 anos, 11 meses e 7 dias.
Suas principais conquistas à frente do Santos, com certeza foram os títulos de Bicampeão do Mundo, em 1962-1963, e Bicampeão da Taça Libertadores, em 1962-1963. É o treinador que conquistou o maior número de Títulos do Campeonato Paulista. Ao todo, foram 8 conquistas, entre 1955 e 1965. Também é o único treinador à conquistar o Pentacampeonato Brasileiro contínuo, entre 1961-1965.
Permaneceu na Vila Belmiro até o fim de 1966, totalizando 12 anos consecutivos, 38 títulos, 943 partidas, 619 vitórias, 144 empates e apenas 180 derrotas.
Após deixar o Alvinegro, Lula dirigiu o Corinthians, Portuguesa, Portuguesa Santista e Santo André, seu último clube.
No fim da década de 60, Lula recebeu uma proposta para treinar o Real Madrid/ESP. O treinador negou a oferta, esperando um dia, retornar ao Santos, como afirmou seu filho, Marcos.
Aos 50 anos, no dia 15 de junho de 1972, quando teve infecção generalizada decorrente de um transplante de rim, Lula faleceu.
Luiz Alonso Peres, deixou um grande legado de títulos e craques para a história do Santos.


OS 38 TÍTULOS DE LULA
1955 – Campeão Paulista
1956 – Campeão Taça Gazeta Esportiva
1956 – Torneio Internacional da FPF
1956 – Campeão do Torneio de Classificação
1956 – Bicampeão Paulista
1958 – Campeão Paulista
1959 – Troféu Dr. Mário Echandi
1959 – Torneio Pentagonal do México
1959 – Torneio Rio-São Paulo
1959 – Troféu Tereza Herrera (Espanha)
1959 – Torneio de Valencia (Espanha)
1960 – Troféu de Gialorosso (Itália)
1960 – IV Torneio de Paris
1960 – Campeão Paulista
1961 – Torneio da Costa Rica
1961 – Torneio Pentagonal de Guadalajara
1961 – Bicampeão do Torneio Paris
1961 – Torneio Itália/61
1961 – Bicampeão Paulista
1961 – Campeão Brasileiro
1962 – Bicampeão Brasileiro
1962 – Campeão da Taça Libertadores
1962 – Tricampeão Paulista
1962 – Campeão Mundial de Clubes
1963 – Tricampeão Brasileiro
1963 – Torneio Rio-São Paulo
1963 – Bicampeão da Taça Libertadores
1963 – Bicampeão Mundial de Clubes
1964 – Bicampeão do Torneio Rio-São Paulo
1964 – Campeão Paulista
1964 – Tetracampeão Brasileiro
1965 – Torneio Hexagonal do Chile
1965 – Torneio de Caracas (Venezuela)
1965 – Torneio Quadrangular de Buenos Aires
1965 – Bicampeão Paulista
1965 – Pentacampeão Brasileiro
1966 – Torneio Rio-São Paulo
1966 – Torneio de Nova York

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
Marcos Lula, o filho de Lula;
Globo Esporte;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *