Marolla – 1979-1983/1985

Published On 16/01/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva
Santos, 16/01/2017

Nome completo –  Fiordemundo Marolla Júnior
Período – 1979-1983/1985
Posição – Goleiro
Nascimento –  7 de fevereiro de 1961, em Jaú, São Paulo
Jogos  282
Gols – 00

Histórico –  Profissionalizado aos 16 anos, o goleiro Marolla foi contratado pelo Alvinegro no fim de 1979, com apenas 18 anos, por 4,5 milhões (três milhões em dinheiro, mais o passe de três atletas), junto ao XV de Jaú.
Com pouco tempo de Santos, assumiu a titularidade logo no início de 1980. Mesmo com a desconfiança de boa parte da torcida, Marolla tinha a confiança do então treinador, o Canhão da Vila, Pepe. O ídolo santista depositava muita confiança no jovem goleiro, e chegou a afirmar que Marolla era o melhor goleiro que tinha visto atuar, depois de Gylmar dos Santos Neves.
Ainda em 1980, foi convocado para a Seleção Brasileira de Juniores, e conquistou o Torneio de Toulon. Repetiu a dose em 1981, tornando-se Bicampeão do Torneio na França. Devido ao seu desempenho, também foi convocado para a Seleção Brasileira principal, e começou a despontar como um dos principais goleiros da época.
Foi titular absoluto do arco santista de 1980-1983. Nesse período, conquistou os títulos do Torneio de Pamplona e da Copa Vencedores da América, além do Vice-Campeonato Brasileiro de 1983.
No início de 1984, ganhou um forte concorrente para a posição: Rodolfo Rodriguez. Preferiu ser emprestado ao Colorado-PR, ao ter que amargar a reserva em algumas partidas.
Retornou em 1985, porém, no mesmo ano, se transferiu em definitivo para o Atlético-PR. Com o clube paranaense, faturou três títulos estaduais. Jogou ainda pelo Criciúma, Botafogo-SP, Goiatuba-GO, Paulista-SP, Corinthians de Presidente Prudente e encerrou em 1995, no Lousano Paulista.
Após se aposentar, chegou a se aventurar como treinador em alguns times do interior paulista, mas desistiu depois de atrasos e falta de pagamento.
Hoje em dia mantém uma escolinha de futebol em Jaú, e já ministrou aulas em uma faculdade de educação física e possui uma empresa de prótese biomecânica.
Com 282 partidas pelo Santos, Marolla é o 5º goleiro que mais atuou pelo time santista, e o 42º atleta que mais entrou em campo.

ESTREIA
06/12/1979 – Santos 2 x 0 XV de Novembro de Jaú
Gols: Claudinho aos 8min e aos 22min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 371.500,00
Público: 8.394 + 586 (8.980 total)
Árbitro: José Luis Guidotti
SFC: Marolla; Nelsinho Batista, Joãozinho, Fernando e Washington; Zé Carlos (Cláudio Gaúcho), Gilberto Costa e Pita; Nilton Batata, Claudinho e João Paulo. Técnico: Pepe
ECXVN: Hugo; Miro, Carlos Alberto, Odélio e Marco Antonio; Sabará, Paulinho e Roberval; Frasão, Célio (Robertão) e Fernando Pirulito (Mario Celso).
ULTIMA PARTIDA
14/04/1985 – Coritiba 2 x 1 Santos
Gols: Vavá aos 25min e Márcio Rossini aos 29min do primeiro tempo; Lela aos 45min do segundo tempo.
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba, Paraná.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 31.549 (29.507 pagantes + 2.042 menores)
Renda: Cr$ 157.649.000
Árbitro: Wilson Carlos dos Santos
CFC: Rafael; André, Gomes, Vavá e Dida; Almir, Marco Aurélio e Tobi; Lela, Índio e Edson (Vicente). Técnico: Enio Andrade
SFC: Marolla; Paulo Roberto, Márcio Rossini, Toninho Carlos e Paulo Robson; Dema, Humberto e Formiga; Galo (Gersinho), Lima e Zé Sérgio. Técnico: Castilho

• Jogos e gols:
1979 – 01 jogo;
1980 – 63 jogos;
1981 – 60 jogos;
1982 – 72 jogos;
1983 – 71 jogos;
1985 – 15 jogos;
Total – 282 jogos

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “A Tribuna de Santos”;
Revista Placar;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *