Mendes – 1934

Published On 29/10/2016 | Ex-Atletas
Por Ronaldo Silva e Gabriel Santana
Santos, 29/10/2016

Nome Completo – Joaquim Mendes da Costa
Período – 1934
Posição – Atacante (Ponta-direita)
Nascimento – data a confirmar, em São João da Boa Vista, São Paulo
Jogos – 17
Gols – 10

Histórico – Repleto de sonhos e aspirações, o jovem Joaquim iniciou sua vida no futebol em sua terra natal, São João da Boa Vista, como zagueiro da equipe juvenil da Esportiva Sãojoanense, em 1927. Porém se machucou seriamente, com isso resolveu trocar de posição para atuar como ponta direita. Em pouco tempo, seu talento começou a ser reconhecido no futebol do interior paulista e passou a ser conhecido pelo seu sobrenome Mendes. Neste período defendeu a Ponte Preta, o Sarkis de Itapira e o Amparo A.C.
Com o objetivo de defender um grande clube, foi fazer testes em São Paulo e impressionou a direção da A.A. São Bento com seu vasto repertório de jogadas ofensivas, e em pouco tempo assumiu o posto de titular na equipe alvi celeste.
Em 1934, foi atuar no Santos, e conseguiu se tornar o grande destaque da equipe durante uma temporada irregular do time da Vila Belmiro. Ao lado do meia Moran, realizou uma grande parceria pelo lado direito do ataque, que desacatou sólidas defesas e fez diversos gols com seu chute potente e certeiro que amedrontava os goleiros adversários.
Neste mesmo ano, foi convocado pela Seleção Paulista para a disputa do Campeonato Brasileiro de Seleções, e Mendes foi titular em toda a campanha, artilheiro da equipe e na decisão do título contra a Seleção Carioca, no Rio de Janeiro, anotou 3 gols numa grande vitória dos paulistas.
No retorno à São Paulo, uma multidão recepcionou os campeões na Estação do Norte, Mendes foi carregado como herói para delírio do povo e passou a ser chamado pelo jornal A Gazeta Esportiva como “O Artilheiro do Tiro Selvagem”.
Em 1935, trocou o Santos pelo Palestra Itália onde não teve uma grande passagem. No ano seguinte, foi atuar no Rio de Janeiro, e com a camisa do Fluminense conquistou o campeonato carioca ao lado de Moran e Raul Cabral, seus antigos companheiros na Vila Belmiro. Retornou ao futebol paulista em 1937 como jogador do Estudante Paulista, até o final da década de 30 continuou sendo o ponta-direita titular da Seleção Paulista. Ainda defendeu o São Paulo e o Juventus antes de encerrar sua carreira em 1942.

ESTREIA
15/04/1934 – Santos 0 x 3 Palestra Itália
Gols: Ary Fernandes (contra) 16, Romeu Pellicciari 38 e Imparato 60
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Virgílio Fredrighi
SFC: Athié; Arlindo e Badu; Ary Fernandes (Alfredo), Dino e Ramon; Mendes, Camarão, Raul, Logu e Victor Gonçalves.
SEPI: Aymoré; Carnera e Junqueira; Tunga, Najavas e Tuffy (Zezé); Álvaro, Gabardo, Romeu Pellicciari, Carnieri e Imparato.
PRIMEIROS GOLS
06/05/1934 – Santos 6 x 1 C.A. Paulista
Gols: Mário Seixas 21, 75 e 84, Mendes (pênalti) 48 e 69 e Logu 83 – Izidoro 46
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos
Competição: Campeonato Paulista
Árbitro: Heitor Marcelino Domingues
SFC: Cyro; Arlindo e Badu; Alfredo, Dino e Ramon; Mendes, Camarão, Mário Seixas, Logu e Paulinho
CAP: Rosseti; Luiz e Pedro; Mono, Del Popolo e Attílio; Guilherme, Izidoro, Elyseu, João (Galiano) e Jayme
NA SELEÇÃO PAULISTA
18/11/1934 – Seleção Carioca 1 x 3 Seleção Paulista
Gols: Mendes (3) – Nena
Local: Estádio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro
Competição: Campeonato Brasileiro de Seleções (Final)
Árbitro: Edgard Marques / Carlos de Oliveira Monteiro
SP: Batatais; Jaú e Jarbas; Tunga, Brandão e Orozimbo; Mendes, Luizinho, Romeu Pellicciari, Lara e Hércules
DF: Francisco; Zé Luiz e Itália; Agrícola, Fausto e Affonso; Sá, Russo, Gradim, Nena e Orlando
ULTIMO JOGO
23/12/1934 – Santos 2 x 4 Portuguesa
Gols: Mendes (pênalti) e Logu – Arnaldo, Machado (pênalti), Sacy e Alberto
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos
Competição: Torneio Extra
Árbitro: Arthur Friedenreich
SFC: Cyro; Arlindo e Badu; Dino, Ferreira e Ramon; Mendes, Moran, Raul, Franco II (Victor Gonçalves) e Logu. Técnico: Caetano Domênico
APE: Tadeu; Fiorotti e Machado; Duílio, Brandão e Passerine; Sacy, Frederico, Albino, Alberto e Arnaldo. Técnico: Brandão

Jogos e gols:
1934 – 17 jogos e 10 gols;
Total: 17 jogos e 10 gols

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “A Tribuna”;
Jornal “O Estado de São Paulo”
Jornal “Correio Paulistano”
Jornal “A Gazeta Esportiva”
www.futebol80.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *