Nenê – 1960-1963

Published On 05/09/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva
Santos, 05/09/2016

Nome completo – Claudio Olinto de Carvalho
Período – 1960-1963
Posição – Atacante
Nascimento – 01 de fevereiro de 1942, em Santos
Jogos – 45
Gols – 19

Histórico – Filho do excelente lateral Nenê, Claudio Olinto de Carvalho, herdou o mesmo apelido do pai. Revelado nas categorias de base santista, teve sua primeira chance na equipe principal em 1960, ao estrear na goleada por 5×2 diante do Juventus da Mooca. Entrou no lugar de Jair Rosa Pinto, e marcou seu 1º gol com a camisa do Santos.
Nenê era considerado uma das grandes promessas do Alvinegro, e foi convocado para defender a Seleção sub-23 do Brasil na disputa dos IV Jogos Panamericanos em São Paulo. Conquistou o ouro para a Seleção, quando ainda atuava pelo Santos.
Mesmo com toda sua categoria dentro de campo, Nenê não conseguiu se firmar como titular no time santista, devido a constelação de craques na época.
Em 1963, foi negociado com a equipe do Juventus/ITA, pela quantia de 100 milhões de cruzeiros, um alto valor para a época. Da Juventus, se transferiu para o Cagliari/ITA, onde tornou-se um dos maiores ídolos do clube. Em 1967, teve uma breve passagem pelo Chicago Mustangs/USA, por empréstimo.
Foi um dos responsáveis pela conquista do histórico e único título italiano do modesto Cagliari/ITA, na temporada 1969/1970.
Até hoje Nenê é lembrado com muito carinho pela torcida italiana por esse enorme feito.
Encerrou sua carreira em 1976, atuando pelo time italiano.
Ao pendurar a chuteiras, Nenê tornou-se treinador, e dirigiu algumas equipes italianas, como o Cagliari e o Juventus.
Vivia na Itália, e veio a falecer no dia 02 de setembro e 2016.

ESTREIA
15/09/1960 – Santos 5 x 2 Juventus
Gols: Pelé (3), Sormani e Nenê – Zeola e Cássio
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 500.800,00
Público: 10.161 presentes
Árbitro: João Etzel Filho
SFC: Laércio; Fioti, Mauro e Zé Carlos; Calvet e Urubatão; Sormani, Jair Rosa Pinto (Nenê), Ney, Pelé e Tite Técnico: Lula
CAJ: Luis Carlos; Diogenes, Riogo e Pando; Lima e Clóvis; Amaral, Zeola, Orlando (Reis), Cássio e Haroldo. Técnico: Noronha
ULTIMA PARTIDA
17/07/1960 – Santos 3 x 1 Comercial FC
Gols: Nenê e Coutinho (2) – Marco Antônio
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 2.115.200,00
Público: 10.470 presentes
Árbitro: Armando Marques
SFC: Gylmar; Olavo, Mauro e Geraldino; Dalmo e Calvet; Dorval, Lima, Coutinho, Nenê e Pepe. Técnico: Lula
CFC: Jaime; Antoninho, Esmeraldo e Jorge; Hugo e Piter; Laerte, Paulinho, Marco Antonio, Amauri e Edson.
Técnico: José Agnelli

• Jogos e gols:
1960 – 02 jogos e 03 gols;
1961 – 08 jogos e 02 gols;
1962 – 21 jogos e 11 gols;
1963 – 14 jogos e 03 gols;
Total: 45 jogos e 19 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
Jornal Mundo Esportivo;
Jornal “A Tribuna”;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *