Nilton Batata – 1976-1980

Published On 06/11/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 06/11/2014
Atualizado, 30/12/2015

Nascido no dia 5 de novembro de 1954, em Londrina-PR, Nilton Pinheiro da Silva, chegou ao Santos em 1976, para fazer parte de uma das melhores gerações da história santista!
Revelado pelo Atlético-PR, chegou na Vila ainda jovem, com 22 anos, para se juntar a Juary, Pita, Aílton Lira e João Paulo.
Rápido e driblador, foi um dos melhores pontas-direitas da história do Alvinegro. No auge da formação dos Meninos da Vila, Nilton Batata serviu a Seleção Brasileira em 5 ocasiões, marcando 3 gols.
Em 1980, foi o artilheiro máximo do Santos, com 17 gols, e nesse mesmo ano, despediu-se da equipe de Vila Belmiro, transferindo-se para o América-MEX. Jogou ainda pelo Fort Lauderdale-EUA, até 1988, onde encerrou a carreira.
Hoje mora em Chicago, nos Estados Unidos, onde é diretor das categorias de base do Sockers FC Chicago.

Jogos – 239
Gols – 36
Títulos pelo Santos:
1977 – Torneio Hexagonal do Chile
1978 – Campeonato Paulista

Fichas Técnicas:
25/11/1976 – Bacabal-MA 0 x 0 Santos
Local: Estádio José Luiz Correia, em Bacabal, Maranhão.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 56.568,00
Árbitro: Não Informado
Santos: Wilson Quiqueto; Fernando, Aílton Silva, Bianchi (Neto) e Almeida; Carlos Roberto, Aílton Lira (Jorginho Maravilha) e Zé Mário (Admundo); Nilton Batata, Tata (Zé Carlos) e Julinho (Juary). Técnico: Zé Duarte
– Estreia de Nilton Batata!
19/01/1977 – Colo-Colo-CHI 1 x 3 Santos
Gols: Totonho aos 7min do primeiro tempo; Totonho a 1min, Nilton Batata aos 35min e Daniel Dias aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Nacional, em Santiago, Chile.
Competição: Torneio Hexagonal do Chile
Árbitro: Sérgio Perez Vasquez
Santos: Ricardo; Léo Paraibano, Aílton Santos, Neto e Fernando; Clodoaldo (Carlos Roberto) e Aílton Lira (Zé Mario); Nilton Batata, Toinzinho, Totonho e Reinaldo (Jorginho Maravilha). Técnico: Urubatão
Colo-Colo: Laino; Gabriel Rodriguez, Herrera, Inostroza e Daniel Dias; Vergara, Gatica e Pizarro (Caballero); Garcia, Luís Dias e Victor Gonzalez. Técnico: Puskas
– O primeiro gol com a camisa santista!
09/05/1979 – Santos 5 x 1 Portuguesa
Gols: Nilton Batata aos 41min e Juary aos 44min do primeiro tempo; Nelsinho Batista aos 3min, Tatá aos 17min, Juary aos 31min e Nilton Batata aos 40min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Paulista
Público: 21.497 pagantes + 2.688 menores (24.185 pessoas)
Renda: Cr$ 986.570,00
Árbitro: José de Assis Aragão.
Santos: Vitor; Nelsinho Batista, Joãozinho, Neto e Gilberto Sorriso; Zé Carlos, Pita e Toninho Vieira; Nilton Batata, Juary e João Paulo. Técnico: Chico Formiga
Portuguesa: Moacir; Edson, Pradera, Bolívar e Nelsinho; Dema e Wilson Carrasco; Tatá, Eudes, Esquerdinha (Beto Lima) e Jorge Luis. Técnico: Osvaldo Brandão
– Com dois gols, comanda a goleada diante da Portuguesa, na campanha do título paulista de 1978!
28/06/1979 – Santos 0 x 2 São Paulo
Gols: Zé Sérgio aos 26min do primeiro tempo; Getúlio aos 5min do segundo tempo.
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo.
Competição: Final do Campeonato Paulista de 1978
Público: 74.535 pagantes + 5.935 menores (80.488 pessoas)
Renda: Cr$ 5.568.670,00
Árbitro: João Leopoldo Ayeta
Expulso: Airton (São Paulo)
Santos: Flávio; Nelsinho Batista, Antônio Carlos, Neto (Fernando) e Gilberto; Zé Carlos, Toninho Vieira e Pita (Rubens Feijão); Nilton Batata, Juary e Claudinho.
Técnico: Formiga
São Paulo: Valdir Peres; Getúlio, Tecão, Bezerra e Aírton; Chicão, Muricy Ramalho e Dario Pereyra (Tadei); Viana (Edu), Neca e Zé Sérgio. Técnico: Rubens Minelli
– Ocorrências: Com o 0x0 da prorrogação, o Santos foi campeão por ter marcado maior número de pontos ao longo do campeonato.
– Nilton Batata foi um dos principais jogadores Alvinegros da conquista.
05/04/1980 – Santos 4 x 1 Guarani
Gols: Claudinho aos 8min e Nilton Batata aos 27min do primeiro tempo; Nilton Batata aos 7min, Rubens Feijão aos 21min e Zenon aos 43min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 16.922 pagantes
Renda: Cr$ 1.635.70,00
Árbitro: Roberto Nunes Morgado
Expulsos: Bozó
Santos: Marolla; Nelsinho Batista, Márcio Rossini, Neto e Paulinho; Miro, Toninho Vieira e Pita; Nilton Batata, Claudinho (Rubens Feijão) e João Paulo. Técnico: Pepe
Guarani: Birigui; Chiquinho, Gomes, Edson e Almeida; Salomão, Paulo Cesar (Nardela) e Zenon; Capitão, Banana e Paulinho (Bozó). Técnico: Claudio Garcia
– Em 1980, Nilton foi o artilheiro máximo da equipe, com 17 gols!
19/11/1980 – São Paulo 1 x 0 Santos
Gol: Serginho Chulapa aos 40min do primeiro tempo
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo.
Competição: Final do Campeonato Paulista
Público: 61.130 presentes
Renda: Cr$ 8.952.330,00
Árbitro: Oscar Scolfaro
Cartões Amarelos: Nelson, Serginho, Campos, Pita e Eriberto.
São Paulo: Valdir Perez; Getúlio, Oscar, Dario Pereira e Airton; Almir, Eriberto e Renato (Alexandre Bueno); Paulo Cesar, Serginho (Assis) e Zé Sérgio. Técnico: Carlos Alberto Silva
Santos: Marola; Nelson, Joãozinho, Neto e Washington; Toninho Vieira, Pita e Rubens Feijão (Claudinho); Nilton Batata, Campos e João Paulo (Aluísio). Técnico: Pepe
– Em mais uma decisão, Nilton Batata se despede da Vila Belmiro.

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *