O começo do Renascimento (1997/98)

Published On 25/08/2015 | Esquadrões - Times importantes

O momento de redenção e recuperação do Santos FC começa a se aflorar e intensificar-se aos poucos, com o clube voltando a ser um dos grandes times do país no período de 1995 a 98, sendo competitivo e brigando regulamente por conquistas. Essa nova fase da vida do clube começa no ano de 1995, está é a data chave de um renascimento e revigoramento da grandeza do Santos FC, de um processo ao qual o clube se reerguer no Cenário Nacional.
Entre 1997 e 1998 o Santos volta a conquistar títulos, primeiro no Torneio Rio-São Paulo de 1997 onde o clube tornou-se o maior campeão da competição com o Pentacampeonato (1959, 1963, 1964, 1966 e 1997). No ano seguinte a reconquista de uma competição internacional, a Copa Conmebol, sendo este o sétimo título internacional da história santista. Mais do que isso, a esperança se renova com o Peixe mostrando um grande futebol, que o levaram as semifinais do Brasileiro de 1998, onde terminou em terceiro no certame.

Torneio Rio-São Paulo de 1997.

Há muito tempo uma competição não conseguia a proeza de realizar tantos sonhos entalados na cabeça do torcedor como fez o Rio-São Paulo de 1997. O time santista exibiu um futebol valente e bonito, como não fazia desde que Giovanni foi para o Barcelona. Os mais saudosistas logo alertaram para o fato de que o Peixe é o maior papão de títulos do torneio Rio-São Paulo ao todo, cinco: 1959, 1963, 1964, 1966 e 1997. A Conquista de 1997 demarca também, uma nova fase no Santos, com o clube voltando a comemorar um título, que não vinha desde 1984.

1997 - Rio-São Paulo (10)

A campanha santista foi digna de uma grande equipe (time base: Zetti, Anderson Lima, Sandro, Ronaldão, Dutra; Marcos Assunção, Piá, Vágner, Robert, Macedo e Alessandro), que enfrentou grandes adversários e conseguiu superá-los com propriedade. O primeiro grande duelo foi contra o Vasco da Gama, na época um esquadrão, que naquele mesmo ano conquistaria o Campeonato Brasileiro. Na sequencia o Peixe enfrentou outro esquadrão, o Palmeiras da parceira Parmalat, time que contava com muitos craques e também conquistaria diversos títulos no período. Na decisão outro grande time, o Flamengo de Sávio e Romário e, este duelo, terminou sagrando o Santos o Rei do Rio-São Paulo em pleno o Maracanã/RJ.

Copa Conmebol de 1998.

Em 1998 o Santos conseguiu uma vaga para a Copa Conmebol (torneio oficial da Confederação Sul-Americana de Futebol), por ter sido o vencedor do Torneio Rio-São Paulo em 1997, sendo esta a primeira e única vez ao qual o Peixe participou da competição internacional e, na sua única participação, acabou sagrando-se Campeão. Sendo a Copa Conmebol de 1998 o sétimo título Internacional da história do Santos FC.

1998 - Conmebol (6)

Durante a competição o SFC mostrou-se uma equipe sempre consistente e forte, apresentando um futebol aguerrido e vibrante ao longo da campanha, contra todos os seus adversários: Once Caldas/COL (2×1, 1×2 e 3×2 nos pênaltis), LDU/EQUA (2×2 e 3×2), Sampaio Correa/MA (0x0 e 5×1) e Rosário Central/ARG (1×0 e 0x0). Esta competição Internacional acaba tornando-se histórica, curiosa e bastante festejada na história santista. Na decisão o SFC teve que mostrar toda sua força, que transcendeu o futebol, com os argentinos promovendo literalmente uma verdadeira guerra e batalha. O Santos é o único time brasileiro tetracampeão internacional na Argentina e, ainda se tornou também, o único clube brasileiro a conquistar em dois anos, três vezes o título de Campeão Interestadual (entre estados) e Internacional (entre países), isso ocorreu também em 1962/63, 1963/64 e por fim, 1997/98.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *