O jogo do título!

Por Gabriel Santana
Santos, 19/12/2014
Atualizado, 19/12/2016

Dia 19 de dezembro de 2004, as 16 horas. O Santos entrava em campo para conquistar um título sofrido, um título conquistado a base da raça, determinação e talento!
Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto, última rodada do Campeonato Brasileiro de 2004, Santos x Vasco. O jogo do título!

PRIMEIRO TEMPO
O jogo do ano para o Santos. Era a chance de passar por cima de todas as dificuldades encontradas ao longo da disputa. Já o Vasco, como havia se livrado do rebaixamento na rodada anterior, não tinha muitas pretensões. O principal jogador da equipe carioca, o meia Petkovic, foi liberado para acertar sua transferência para outro clube.
O craque da equipe santista, Robinho, retornava após 7 jogos sem atuar, devido ao sequestro de sua mãe. Com tudo resolvido e a sua mãe de volta ao lar, ele estava pronto para conquistar mais um título pelo Santos!
A partida iniciou pouco depois do confronto entre Atlético-PR e Botafogo. O time paranaense era a única equipe que poderia tirar o título do Santos.
O Vasco veio extremamente retrancado para o jogo, na formação 3-6-1. Logo no começo, Robinho aproveitou cruzamento de Paulo César e cabeceou firme para o gol, porém o goleiro vascaíno fez grande defesa. O time de São Januário não conseguia fazer uma boa sequencia de passes, e se quer avançar para a defesa santista.
Aos 5 minutos, a pressão do Santos deu resultado. Elano recebeu a bola perto da área, e com uma finta de corpo, obrigou o marcador a derrubá-lo. Falta a poucos metros do gol. Ricardinho pediu a bola e foi para a cobrança. Com extrema categoria, colocou a bola no fundo das redes! Santos 1×0 Vasco! Festa Alvinegra em São José do Rio Preto! O título estava mais próximo do que nunca!
O Santos igualava a marca de 102 gols do Cruzeiro, estabelecida em 2003. Estava apenas há um gol de ter a maior marca da história do Campeonato Brasileiro.

2004-12-19 - Santos 2 x 1 Vasco (3)

O time vascaíno não tinha muitas alternativas além de se defender ainda mais. O Alvinegro continuou pressionando, e conseguiu chegar ao seu 2º gol aos 30 minutos. Em rápido contra-ataque, Preto Casagrande avançou pela direita e com capricho, cruzou para Elano, cabecear e fazer o último gol da campanha memorável do 8º Título Brasileiro! Na comemoração, o meio-campista agradeceu muito a Nossa Senhora da Aparecida, de quem é devoto, e homenageou o companheiro de equipe Narciso, que novamente estava com problemas de saúde.
Pouco antes do 2º gol santista, o Vasco ameaçava uma reação, porém, o destaque vascaíno na partida era o goleiro Everton. Pouco antes do fim do primeiro tempo, o camisa 1 ainda fez outra grande defesa, em chute a “queima-roupa” de Deivid.
Fim de primeiro tempo! Santos 2×0 Vasco. O título estava apenas há 45 minutos de distância.
SEGUNDO TEMPO
O Santos voltou para o segundo tempo querendo marcar mais gols. O time praiano dominava com facilidade o jogo, e aproveitava o grande incentivo da torcida. Elano era o jogador que mais avançava pelos lados, e causava perigo ao Vasco. Em boa jogada do camisa 11, Robinho quase marcou de cabeça.
2004-12-19 - Santos 2 x 1 Vasco (13)Pouco depois, perto dos 15 minutos, Robinho fez uma bela jogada, e repetiu o maravilhoso lance da Final do Campeonato Brasileiro de 2002, as inesquecíveis pedaladas. Driblou o goleiro, invadiu a área e marcou um lindo gol. Erroneamente, o árbitro Leonardo Gaciba anulou o gol do camisa 7, alegando impedimento. Era o 9º gol santista anulado incorretamente.
Minutos depois, em contra-ataque, o Vasco diminuiu o placar com Marco Brito. Não o suficiente para a torcida do Santos desanimar. Vanderlei Luxemburgo chama Basílio para entrar no lugar de Robinho. O camisa 7 sai imensamente aplaudido, e o Talismã Basílio, merecia participar da festa, depois de ter substituído a altura o craque santista nas últimas 7 partidas, e ter tido um papel fundamento na campanha.
Mais um motivo para vibrar: Gol do Botafogo. O Atlético-PR perdia o seu jogo diante do time carioca, e perdia qualquer chance de título.
O Santos diminuiu o ritmo de jogo, e a torcida fazia a festa na arquibancada! Nem mesmo o gol de empate do time atleticano na sequência podia fazer qualquer efeito. O Alvinegro ficava ainda três pontos na frente!
Festa do Título (22)Aos 47 minutos, o árbitro Leonardo Gaciba pede a bola, e envergando a camisa 10 do Santos, o meia Preto Casagrande ajoelha, comemora e entrega a bola ao árbitro, e com os poderes que lhe foram concedidos, ele encerra a partida, e concretiza o 8º Título Brasileiro do Santos Futebol Clube! Muita festa dos jogadores em campo, muitos se emocionam. A torcida enlouque na arquibancada, gritando “É Campeão”. Um dos títulos mais difíceis da história do Santos. Um título conquistado Contra tudo e contra Todos!
FICHA TÉCNICA:
19/12/2004 – Santos 2 x 1 Vasco
Gols: Ricardinho aos 5min e Elano aos 30min do primeiro tempo; Marco Brito, aos 16min do segundo tempo
Local: Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto, São Paulo.
Público: 36.426 pagantes
Renda: R$ 529.190,00
Árbitro: Leonardo Garciba (RS)
Auxiliares: Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Cartões Amarelos: Ygor e Elano
Santos: Mauro; Paulo César, Ávalos, Leonardo e Léo; Fabinho, Preto Casagrande, Ricardinho e Elano (Marcinho); Robinho (Basílio) e Deivid (William). Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Vasco: Everton; Henrique, Fabiano (Gomes) e Daniel; Claudemir, Ygor, Coutinho, Júnior (Rubens), Rodrigo Souto (Rafael) e Diego; Marco Brito. Técnico: Joel Santana