Olavo – 1961-1965

Published On 31/08/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 31/08/2016

Nome completo – Olavo Martins de Oliveira
Período – 1961-1965
Posição – Zagueiro
Nascimento – 09 de novembro de 1927, em Santos
Jogos – 96
Gols – 02

Histórico – Natural de Santos, Olavo iniciou sua trajetória no futebol nos clubes da várzea santista, atuando pelo XV de Novembro e pelo Cunha Moreira F.C. Descoberto pelo ex-treinador do Santos, Abel Picabéa, e então treinador da Portuguesa Santista, foi levado para realizar testes nos aspirantes da Briosa. Profissionalizou-se em 1948, quando atuou pela 1º vez no quadro principal da equipe.
Em 1952, foi convocado para a Seleção Paulista de Futebol, e começou a ganhar destaque no cenário futebolístico.
Após realizar uma ótima apresentação diante do Corinthians, e anular o ponteiro Cláudio Pinho, os dirigentes corintianos o contrataram, e Olavo permaneceu durante longos anos na equipe corintiana, e nesse mesmo período, atuou pela Seleção Brasileira.
Em 1961,  por indicação do técnico Lula, o Santos o contratou para reforçar sua zaga, e principalmente para trazer experiência a equipe. Aos 34 anos, tornou-se um “reserva de luxo”.
Foi fundamental no ano de 1962, onde o Alvinegro conquistou os Títulos de Campeão Paulista, Campeão Brasileiro, Campeão da Taça Libertadores e Campeão Mundial.
Na finalíssima do Mundial, diante do Benfica, Olavo atuou na vaga de Mengálvio, que havia se machucado. Jogou pela lateral-direita, e Lima, deslocou-se para o meio-campo.
Mesmo sendo zagueiro, Olavo atuava também pela lateral-direita, e no início de sua carreira, fazia o papel do chamado médio-direito. Era extremamente determinado, e quando necessário, tornava-se um grande líder dentro de campo.
Foi no time de Vila Belmiro que Olavo conquistou seus principais títulos da carreira: Bicampeão da Taça Libertadores 1962-1963 e Bicampeão do Mundo 1962-1963.
Durante a estadia na Vila Belmiro, foi emprestado ao Náutico em 1964, onde foi Bicampeão Pernambucano 1964-1965. Retornou ainda em 1965, e aposentou-se no ano seguinte, em 1966.
Ao pendurar as chuteiras, foi corretor de café por dois anos, e de 1971 a 1977, foi treinador das equipes de base do Santos. Comandou a equipe principal em 1975-1976, em 29 jogos, com 17 vitórias, 9 empates e apenas 3 derrotas.
Foi fundamental na formação da equipe dos Meninos da Vila de 1978, ao lado de Formiga.
Aposentou-se como monitor-técnico da escolinha de futebol da Prefeitura Municipal de Santos.
Olavo faleceu em 12 de Março de 2004, em Santos, e está enterrado no Cemitério da Filosofia, no Saboó.

ESTREIA
20/09/1961 – Londrina FR 1 x 2 Santos
Gols: Bé e Pagão – Nilson
Local: VGD, em Londrina, Paraná.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 3.950.000,00
Árbitro: Carmelito Voi
SFC: Silas, Mauro e Dalmo (Décio Brito); Getúlio (Olavo), Calvet e Zito (Lima); Dorval (Zague), Tite (Bé), Pagão (Coutinho), Pelé e Oswaldo
Técnico: Lula
LFR: Aldemar; Tó, Pinheiro e Brauner (Edir); Cortes e Arinho; Caboclo, Cláudio (Silvano), Aureo, Maurinho e Nilson (Gijo).
PRIMEIRO GOL
14/02/1962 – Santos 3 x 1 Seleção Brasileira de Acesso
Gols: Pelé, Coutinho e Olavo (p) –Dirceu
Local: Estádio Ulrico Mursa, em Santos.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 677.550,00
Público: 6.156 aproximadamente
Árbitro: Romualdo Arpi Filho
SFC: Gylmar (Silas), Getúlio (Figueiró), Olavo; Lima, Formiga (Fioti), Ezequiel (Zé Carlos); Bé, Mengálvio (Tite), Coutinho (Nenê), Pelé (Pagão), Osvaldo. Técnico: Lula
CBD: Cláudio; Vicente, Adelson; Capitão (Esnel), Jurandir e Roberto; Neves (Adamastor), Paulinho Felipe, Ademar Pantera, Bibe e Dirceu. Técnico: Sylvio Pirillo
ULTIMO JOGO
28/07/1965 – Santo Antônio de Vitória 1 x 3 Santos
Gols: Coutinho (2) e Pelé – Ciro
Local: Estádio Governador Bley, em Vitória, Espírito Santo.
Competição: Amistoso
Árbitro: Carmelito Voi
SFC: Gylmar, Mauro (Olavo) e Lima (Haroldo); Modesto, Orlando e Zito (Joel Camargo); Peixinho (Toninho), Rossi, Coutinho, Pelé e Abel (Pepe). Técnico: Lula
SAFC: Adjalma; Laci (Orion), Nilton e Carmino; Valter e Fifi; Paulo Arantes, Telmo, Belo (Prestes), Ciro e Sidney.

• Jogos e gols:
1961 -09 jogos e 00 gol;
1962 – 47 jogos e 02 gols;
1963 – 19 jogos e 00 gol;
1964 – 10 jogos e 00 gol;
1965 – 11 jogos e 00 gol;
Total: 96 jogos e 02 gols.

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;
Jornal Mundo Esportivo;

One Response to Olavo – 1961-1965

  1. Pingback: Acervo Histórico do Santos FC | Mundial Interclubes – 1963

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *