Paulo Almeida – 2000-2004

Published On 20/12/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 20/12/2017

Nome completo – Paulo Almeida Santos
Período – 2000-2004
Posição – Volante
Nascimento – 20 de abril de 1981, em  Itarantim, Bahia
Jogos – 164
Gols – 00

Histórico – Cria das categorias de base do Alvinegro, Paulo Almeida chegou em Santos com apenas 15 anos. Morou no alojamento da Vila Belmiro, até ter suas primeiras chances na equipe principal.
O então treinador Giba foi o responsável pela promoção do volante para o time profissional. Em 2000, sob seu comando, Paulo Almeida atuou em apenas duas partidas. Já em 2001, com o técnico Geninho, o volante santista começou a ter mais oportunidades, até garantir sua posição de titular da equipe, porém, ainda sob desconfiança.
Apenas em 2002 Paulo Almeida se consolidou na equipe, juntamente da grandiosa Geração dos Meninos da Vila, comandadas por Diego e Robinho. Aguerrido, e com um forte espírito de liderança, tornou-se capitão da equipe, e teve a grande honra de levantar a taça do Título Brasileiro de 2002, aos 21 anos de idade.
O ano de 2003 marcou sua melhor temporada estatisticamente pelo Santos, quando atuou em 53 partidas.
Paulo Almeida também ficou conhecido pelo seu temperamento explosivo. Na final da Taça Libertadores de 2003, após o árbitro Jorge Larrionda assinalar pênalti contra o Santos, Paulo Almeida pegou o cartão amarelo da mão experiente árbitro, e “puniu” Larrionda com o cartão.
Em 2004, o volante teve altas e baixas, e chegou a ficar no banco de reservas em algumas partidas. No segundo semestre, após atuar nas primeiras partidas do Brasileiro, Paulo Almeida acertou sua transferência para o Benfica/POR. Na equipe portuguesa, conquistou o Campeonato Português.
No ano de 2006, retornou ao Brasil, para atuar pelo Corinthians, onde foi pouco utilizado. Passou ainda pelo Náutico, União Rondonópolis, Goianésia, Rio Branco-AC, Itumbiara-GO, Mixto, Uberlândia e, por fim, Vitória da Conquista-BA, onde se aposentou em 2015.
Ao se aposentar, retornou a sua cidade natal, onde vive cuidando de gados e terras, além de ser presidente da Liga de futebol de Itarantim-BA.

ESTREIA
17/05/2000 – Guarani 0 x 1 Santos
Gol: Claudiomiro aos 26min do primeiro tempo
Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Competição: Campeonato Paulista
Árbitros: Romildo Corrêia/Robério Pereira Pires
Público: 10.000
Expulsões: Preto e Rubens Cardoso
SFC: Carlos Germano; Michel, Gálvan, Preto e Rubens Cardoso; Baiano, Claudiomiro, Valdo e Eduardo Marques (Robert); Caio (Deivid) e Valdir Bigode (Paulo Almeida). Técnico: Giba
GFC: Gleguer; Márcio Rocha (Rafael), Edu Dracena, Valinhos e Gustavo; Fausto (Ivanildo), Otacílio, Renato (Marcinho) e Lindomar; Douglas e Mauro. Técnico: Carbone
ÚLTIMO JOGO
30/05/2004 – Atlético Mineiro 3 x 3 Santos
Gols: Diego a 1min, Alessandro aos 26min e Alex Mineiro aos 36min do primeiro tempo; Elano aos 15min, Deivid aos 22min e Dejair 27min do segundo tempo
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Competição: Campeonato Brasileiro
Árbitro: Wagner Tardelli
Renda: R$ 105.078,40
Público: 11.171
SFC: Mauro; Elano (Claiton), Narciso (Domingos), André Luís e Léo; Paulo Almeida (Paulo César), Renato, Ricardinho e Diego; Robinho e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
CAM: Eduardo; Alessandro, André Luís, Gaúcho e Rubens Cardoso; Zé Luiz, Márcio Araújo, Renato (Juninho) e Tucho (Dejair); Rafael Lopes (Wagner) e Alex Mineiro. Técnico: Marcelo Oliveira

Jogos e gols:
2000 – 02 jogos e 00 gol;
2001 – 40 jogos e 00 gol;
2002 – 47 jogos e 00 gol;
2003 – 53 jogos e 00 gol;
2004 – 22 jogos e 00 gol
Total – 164 jogos e 00 gol

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Site do UOL;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *