Picolé – 1969-1972

Published On 09/01/2018 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 09/01/2018

Nome completo – Paulo Roberto Rodrigues Matheus
Período – 1969-1972
Posição – Atacante (centroavante)
Nascimento – 29 de abril de 1953, em Santos
Jogos – 74
Gols – 38

Histórico – Seus primeiros passos no mundo da bola, foram dados no Colégio Santista, localizado em Santos.
No ano de 1965, foi levado para infantil do Santos, pelo treinador Ernesto Marques. E no ano de 1969, teve suas primeiras chances na equipe principal do time da Vila Belmiro.
Ainda em 1969, foi convocado para defender a Seleção de Novos. Fez dupla de área com Mirandinha, que na época jogava no América de São José do Rio Preto.
No ano seguinte, em 1970, com a disputa da Copa do Mundo, vários atletas titulares do Santos foram defendera a Seleção Brasileira, e o então técnico santista, Antoninho Fernandes, escalou uma equipe jovem para disputar a Taça Cidade de São Paulo. Dentre esses jovens, estavam Picolé, no comando de ataque. Com uma excelente campanha, a jovem equipe do Santos surpreendeu, e faturou o título. Picolé foi um dos destaques.
A partir deste torneio, Picolé foi integrado de vez ao elenco principal. O ano de 1970 também marcou sua melhor temporada com a camisa santista, onde atuou em 53 jogos, marcando 35 gols.
Picolé tinha uma grande qualidade com a bola nos pés, além de ter um exímio faro de gol.
Em 1972, deixou a Vila Belmiro, e foi contratado pelo Bahia. Ao lado de Douglas, Osni e Fito, outros ex-santistas, Picolé marcou época na equipe baiana. Permaneceu até 1976, quando foi contratado pelo Avaí. E foi na equipe catarinense, que o centroavante encerrou sua carreira.
Faleceu no dia 5 de agosto de 1995, em Limeira, interior de São Paulo.

ESTREIA
06/04/1969 – Dom Bosco-MT 1 x 4 Santos
Gols: Toninho Guerreiro [2], Manoel Maria e Douglas; Toninho
Local: Estádio Presidente Dutra, em Cuiabá, Mato Grosso.
Competição: Torneio de Cuiabá
Renda: NCr$ 28.200,00
Árbitro: Albino Zanferrari
DB: Saldanha; JK, Gonçalo, Dunga e Nenê; Luiz Carlos e Ferreira; Franklin, Toninho, Jaburu (Nelson Leão) e Sintrônio (Damasceno).
SFC: Gylmar (Peres); Oberdan, Ramos Delgado (Paulo), Marçal e Turcão; Lima e Mengálvio (Léo Oliveira); Manoel Maria, Douglas (Picolé), Toninho Guerreiro (Patito) e Abel. Técnico: Antoninho
PRIMEIRO GOL
05/03/1970 – Santos 3 x 1 Portuguesa
Gols: Picolé [2] e Manoel Maria; Valdomiro
Local: Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Taça Cidade de São Paulo
Público: 3.943 pessoas
Renda: NCr$ 13.876,00
Árbitro: Vilmar Serra
SFC: Joel Mendes; Orlando Lelé (Paulo), Ramos Delgado, Djalma Dias e Turcão; Léo Oliveira e Nenê; Manoel Maria (Ibraim), Douglas, Picolé e Abel. Técnico: Antoninho
APD: Orlando; Deodoro, Marinho Perez, Ulisses e Américo; Lorico (Paes) e Luiz Américo; Ratinho, Tatá (Basílio), Leivinha e Valdomiro. Técnico: Aymoré Moreira
ULTIMO JOGO
05/09/1972 – Santos 1 x 0 Seleção de Trinidad e Tobago
Gols: Pelé aos 15min do primeiro tempo.
Local: Estádio Queen’s Park Oval, em Port of Spain, Trinidad e Tobago.
Competição: Amistoso
Público: 50.000 aproximadamente
Árbitro: T. Josep
SFC: Cláudio; Orlando Lelé, Vicente, Altivo (Paulo) e Murias; Clodoaldo (Léo Oliveira) e Afonsinho; Edu (Jader), Picolé (Adílson), Pelé e Ferreira. Técnico: Pepe
STT: Figeroux; Texiera (Barclay), Murren, Moraldo e Philips; Deleon e Cumming (A.Phillips); Leonard (Megill), Augustine, Archibald (Morgan) e Brewster.

Jogos e gols:
1969 – 02 jogos e 00 gol;
1970 – 53 jogos e 35 gols;
1971 – 17 jogos e 03 gols;
1972 – 02 jogos e 00 gol;
Total – 74 jogos e 38 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
“http://memoriasdoesporte.com.br/2017/11/22/picole-autor-do-gol-no-7-000-do-santos-f-c/”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *