Pita – 1977-1984

Published On 17/08/2014 | Ex-Atletas, Ídolos
Por Gabriel Santana
Santos, 17/08/2014
Atualizado, 30/12/2015
Nascido no dia 04 de agosto de 1958, em Nilópolis-RJ, Edvaldo Oliveira Chaves, o Pita, estreou pelo profissional do Santos em 1977.
Meia direita extremamente habilidoso e de uma técnica apurada, foi o primeiro a vestir com maestria a camisa 10, após o Rei Pelé.
Na pré-adolescência, Pita vendia siris na praia onde morava, no bairro Casqueiro, em Cubatão. Aos treze anos, disputou um Campeonato de futebol de areia, e se destacou.
Logo após o Campeonato, foi convidado para treinar na Portuguesa Santista, e pouco depois, estava no juvenil do Santos. Teve a sua primeira chance na equipe principal em 1977, firmando-se no time em 1978.
Tornou-se o grande maestro do Alvinegro, e comandou a equipe ao Título Paulista de 1978, ao lado de Nilton Batata, João Paulo, Juary e companhia, que ficou conhecida como os “Meninos da Vila”.
Com uma campanha extraordinária, foi um dos principais destaques da equipe que chegou ao Vice-Campeonato Brasileiro em 1983. O título não veio para a Vila Belmiro por meros detalhes.
Em junho de 1984, Pita foi negociado com o São Paulo, em uma troca que envolveu a ida de Zé Sergio e Humberto para a Vila Belmiro.
Atuou ainda pelo Racing Strasbourg-FRA, Guarani, Fujita Industrial-JAP, Nagoya Grampus-JAP e encerrou a carreira no Internacional de Limeira-SP, em 1994.
Jogos – 412
Gols55
Títulos pelo Santos:
1978 – Campeonato Paulista
Fichas Técnicas:
20/11/1977 – Combinado Juventud/Gimnasia Iburra-ARG 3 x 6 Santos
Gols: Juary [2], João Paulo, Gilberto Sorriso, Ailton Lira e Clodoaldo; Marques, Rivera e Melendez.
Local: Estádio Fray Honorato Pistoia, em Salta, Argentina.
Competição: Amistoso
Público: 3.000 aproximadamente
Árbitro: Juan Carlos Ybarria
Combinado: Ferreyra; Arturi, Rodriguez, Rojas e Choco; Quilos (Arthur), Torin (Marques) e Ono (Da Rosa); Vasquez, Rivera e Melendez.
Santos: Ricardo (Ernâni); Nelsinho Batista, Neto (Fernando), Alfredo Mostarda e Gilberto Sorriso; Carlos Roberto, Aílton Lira (Clodoaldo) e Pita; Nilton Batata, Juary e João Paulo. Técnico: Ramos Delgado
– Estreia de Pita pelos profissionais.
18/02/1978 – Caxias-RS 3 x 3 Santos
Gols: Marco Antônio aos 4min e Cedenir aos 28min do primeiro tempo; João Paulo aos 6min, Luís Freire aos 14min, Pita aos 24min e Dilmar aos 27min do segundo tempo.
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul, RS.
Competição: Campeonato Brasileiro
Árbitro: José Carlos Bezerra
Caxias: Bagatini; Jorge Tabajara, Cedenir, Luiz Felipe Scolari e Sérgio Vieira; Luís Freire, Paulo César e Clóvis; Serginho, Bebeto e Dilmar. Técnico: Picasso
Santos: Willians; Nelson, Fernando, Joãozinho e Fausto; Clodoaldo, Pita e Nélson Borges (Bianchi); Célio (Evilásio), Marco Antônio e João Paulo.
Técnico: Ramos Delgado.
– Primeiro gol de Pita.
13/02/1980 – Operário-MS 0 x 4 Santos
Gols: Pita aos 22min e aos 32min do primeiro tempo; Nilton Batata aos 14min e Aluísio aos 38min do segundo tempo.
Local: Em Dourados, Mato Grosso do Sul.
Competição: Amistoso
Árbitro: Luis S érgio Pazim
Operário: Valdir; Chicão, Valdeci, Mirão e Miro (Cacá); Serjão, Peres e Dida (Ricardo); Tatá, Toinho e Adir.
Santos: Marolla (Benito); Nelsinho Batista (Washington), Joãozinho, Neto e Paulinho; Cláudio Gaúcho, Carlos Silva (Rubens Feijão) e Pita (Claudinho); Nilton Batata (Serginho), Aluísio e Cardim (Márcio Fernandes). Técnico: Pepe
– Pita marca duas vezes pela primeira vez.
25/08/1983 – Racing Santander-ESP 1 x 2 Santos
Gols: Pita [2]; Quique
Local: Estádio Al Sadar, em Pamplona, Espanha.
Competição: Torneio Cidade de Pamplona
Público: 15.000 aproximadamente
Árbitro: José Angel Paz
Santos: Marola; Betão, Davi, Fernando e Gilberto (Paulo Róbson); Dema, Paulo Isidoro e Pita; Lino, Serginho (Serginho Dourado) e João Paulo (Careca). Técnico: Chico Formiga
Racing: Alba; Castanos, Tino, Ruisoto e Villa; Chirre, Quique e Angulo; Mario, Roncat e Chaparro.
– Na Espanha, o camisa 10 foi decisivo para a conquista do torneio.
04/06/1984 – Santos 1 × 2 Junior Barranquila-COL
Gols: Barros aos 46min do primeiro tempo; Ischia aos 24min e Gersinho aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Centro Esportivo de Curação, em Willemstad, Curação.
Competição: Torneio Internacional de Curação
Público: 7.200 aproximadamente
Árbitro: Luis Siles Calderon, da Costa Rica
Expulsos: Pita, Márcio Fernandes, Márcio Rossini e Miranda
Santos: Rodolfo Rodriguez; Betão (Toninho Oliveira), Márcio Rossini, Toninho Carlos e Paulo Robson; Dema, Paulo Isidoro e Pita; Gersinho, Gerson (Fernando) (Ronaldo Marques) e Márcio Fernandes. Técnico: Carlos Castilho
Junior: Pogani; Bolano, Miranda, Bauxa e Blanco; Ischia, Galvan e Coll; Knight (Grau), Didi Valderrama e Barrios.
– Em seu último jogo pelo Santos, Pita foi caçado em campo, e logo aos 28min do primeiro tempo, não resistiu as pancadas, deu um soco no zagueiro Miranda, e ambos foram expulsos, juntamente com Márcio Fernandes. E no segundo tempo, o zagueiro santista Márcio Rossini também foi expulso.
Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos;
Almanaque do Santos;
Livro “100 anos, 100 jogos e 100 ídolos”;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *