Pré-jogo histórico – Santos x Avaí

Published On 03/12/2017 | Pré-Jogo Histórico
Por Antônio Felipe,
Santos, 03/12/2017

Neste domingo, às 17h, na Vila Belmiro, o Santos enfrenta o Avaí pela rodada de número 38 do Campeonato Brasileiro de 2017. O Peixe é atualmente o quarto colocado da competição com 62 pontos, enquanto o time catarinense detém a antepenúltima posição com 42. O Alvinegro da Vila já está garantido na fase de grupos da Libertadores de 2018, já a equipe avaiana luta para escapar do rebaixamento na ultima rodada.
O técnico santista, Elano, terá os desfalques do atacante Ricardo Oliveira e do volante Alison, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Lucas Lima, afastado, também está fora. Luiz Felipe, zagueiro, retorna de suspensão. No meio-campo, Matheus Jesus deve ganhar uma vaga. No ataque, Kayke será o centroavante. Jean Mota com dores pode não jogar e dar lugar ao jovem Emerson, que Elano buscou na base, ou Copete pode ser improvisado no setor. O time provável deve ter Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Lucas Veríssimo e Jean Mota (Emerson ou Arthur Gomes); Matheus Jesus, Renatinho, Bruno Henrique e Emiliano Vecchio; Copete e Kayke.
Após a excelente vitória sobre o Flamengo no último final de semana, o Peixe encerra o ano de 2018 no estádio Urbano Caldeira diante de uma equipe que depende de uma vitória além de torcer por uma combinação de resultados para escapar do rebaixamento. O Santos por sua vez teve um ano até certo ponto conturbado e com inúmeras derrotas na baixada. Uma vitória na ultima rodada pode pelo menos tirar um pouco da má impressão que este deixou na Vila.
Santos e Avaí já se enfrentaram dez vezes pelo Brasileirão. O Peixe venceu em quatro ocasiões, com cinco empates e um triunfo da equipe de Santa Catarina. No primeiro turno deste ano, em partida disputada no estádio da Ressacada, em Florianópolis, houve empate pelo placar de 0x0.

Quem já esteve do lado de cá
Joel (Santos 2016) – O centroavante camaronês chegou ao Santos no início da temporada de 2016 para ser uma das opções de ataque da equipe. No primeiro semestre teve até bom desempenho com gols importantes. Contudo, teve um rendimento muito abaixo do esperado no restante da temporada e acabou por deixar a equipe no final do ano. Ao todo foram 37partidas e sete gols pelo Peixe, onde conquistou o Campeonato Paulista de 2016.
Marquinhos (Santos 2010) – O meia Marquinhos, hoje com 33 anos, é considerado um dos maiores ídolos da história do Avaí. O jogador foi contratado pelo Peixe no início de 2010 e permaneceu na baixada até o final do ano. Pelo Santos fez boas atuações principalmente no primeiro semestre. Na primeira final da Copa do Brasil fez um gol importantíssimo para as pretensões alvinegras. O Santos vencia o Vitória por 1×0 e já havia perdido várias oportunidades de ampliar o placar. Marquinhos entrou no segundo tempo e deu números finais à partida graças a uma bela cobrança de falta e assim colocou o Peixe com uma boa vantagem para o segundo jogo. Na passagem pelo Santos, Marquinhos conquistou o Paulista e a Copa do Brasil. Ao todo foram 58 jogos e oito gols marcados.
Juan (Santos 2012) – Lateral esquerdo de Seleção Brasileira, Juan veio do São Paulo e começou muito bem sua passagem pelo Peixe. Logo de cara conquistou o Paulistão, conseguiu desbancar o ídolo Léo. No entanto, não conseguiu manter a boa fase no Brasileirão e acabou muito criticado pela torcida. No final do ano, Juan deixou o Peixe após atuar em 42 partidas e marcar dois gols.
Leandro Silva (Santos 2011)– O lateral direito chegou ao Santos no meio do Brasileiro de 2011 e permaneceu até o fim da competição. Leandro disputou pouquíssimas partidas pelo Alvinegro da Vila e não conseguiu mostrar bom futebol. Ao todo foram quatro partidas pelo Peixe e nenhum gol.
Pedro Castro (Santos 2012-2013) – Meia revelado na base santista. Pedro Castro se destacou com bons passes e boa movimentação. Pela equipe junior faturou a Copa São Paulo de 2013. A primeira chance no time de cima veio com o técnico Muricy Ramalho em 2012. O jovem permaneceu no Peixe até o fim de 2013, sem repetir o sucesso da base. Ao todo foram apenas 13 jogos pelo time profissional e nenhum gol marcado.
Lucas Otávio (Santos 2013-2014/2015-2016) – Volante, também revelado na base do Peixe, Lucas foi Bicampeão da Copa São Paulo (2013/2014) e chamou muita atenção pela sua baixa estatura que era compensada com grande futebol. Ainda em 2013 teve suas primeiras chances no time de cima. No ano de 2014 teve mais chances e depois foi emprestado ao Paraná. Em 2015, de volta ao Peixe, teve grande sequência de jogos. Em 2016 iniciou a temporada no Alvinegro da Vila, mas perdeu espaço e foi novamente emprestado ao Paraná e posteriormente ao Avaí. Pelo Santos foram 31 jogos e nenhum gol marcado. Pelo profissional conquistou o Bicampeonato Paulista (2015/2016).
Betão (Santos 2008) – O zagueiro viveu grandes momentos de sua carreira no rival Corinthians, onde foi formado. No início de 2008, Betão foi trazido ao Peixe e atuou na baixada até a metade do ano, quando acabou negociado com o futebol europeu. Pelo Santos foram 32 jogos e dois gols marcados.
Téc. Claudinei Oliveira (Santos 2013 como treinador e 1989-1990 como jogador) – Claudinei iniciou sua carreira de jogador profissional na equipe do Santos em 1989. No final de 1990, acabou por deixar o Alvinegro da Vila sem ter disputado uma partida sequer. Após encerrar sua carreira como jogador, Claudinei virou treinador e trabalhou na base do Santos entre 2009 e 2013, ano em que conquistou a Copa São Paulo de juniores. Ainda em 2013, assumiu a equipe principal do Peixe. Como técnico do Santos foram 38 jogos com 14 vitórias, 12 empates e 12 derrotas.

Noite inspirada na Vila
Pela primeira rodada do segundo turno do Brasileiro de 2015, o Santos enfrentou s equipe do Avaí na Vila Belmiro. Logo aos dez minutos, Gabriel abriu o placar para o Peixe. Apenas três minutos depois, Thiago Maia ampliou. O centroavante Leo Gamalho diminuiu para os avaianos ainda na primeira etapa. No segundo tempo, o panorama não mudou, já aos três minutos, Ricardo Oliveira fez o terceiro santista. A partir de então o jogo deu uma relativa esfriada. Até que aos 35, Nilson fez o quarto do Santos. Leo Gamalho, mais uma vez, diminuiu para o Avaí. Ainda houve tempo par Lucas Lima marcar o quinto gol santista nos acréscimos. Abaixo a ficha técnica do jogo:
22/08/2015 – Santos 5 x 2 Avaí
Gols: Gabriel aos 10min e Thiago Maia aos 13min do primeiro tempo; Ricardo Oliveira aos 2min, Nílson aos 35min e Lucas Lima (p) aos 47min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Público: 12.036 pagantes
Renda: R$ 289.880,00
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (BA) e Marcelo Barison (RS)
Cartões amarelos: Lucas Lima (Santos); Jéci, Romário e Adriano (Avaí)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz; Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Gabriel (Leandro), Ricardo Oliveira (Nilson) e Geuvânio (Marquinhos Gabriel). Técnico: Dorival Júnior
AVAÍ: Diego; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Jéci e Marrone (Romário); Adriano, Pablo, Tinga (Roberto) e Camacho; Rômulo (Conrado) e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *