Pré-jogo histórico – Santos x Chapecoense

Published On 13/11/2017 | Pré-Jogo Histórico
Por Antônio Felipe,
Santos, 13/11/2017

Nesta segunda-feira, às 20h, na Arena Condá, em Chapecó, o Santos enfrenta a equipe da Chapecoense pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. O Peixe atualmente está na quarta colocação do certame com 56 pontos, enquanto o time catarinense detém a 14ª posição com 41. O jogo é o único restante da rodada.
O técnico santista, Elano, não terá o zagueiro David Braz, lesionado, e o atacante Bruno Henrique, suspenso, para a partida. Luiz Felipe deve ganhar um lugar na defesa, enquanto Copete pode ser escolhido para atuar no ataque. O time provável deve ter Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Caju; Alison, Renatinho, Lucas Lima e Arthur Gomes; Copete e Ricardo Oliveira.
O Santos em momento de transição ainda alterna altos e baixos como acontecia com o time de Levir Culpi. A derrota para o Vasco no meio da semana passada foi um balde de água fria na cabeça dos torcedores. O time agora precisa juntar os cacos e apresentar um bom futebol para se garantir pelo menos na Libertadores de 2018.
O jogo desta segunda será o sétimo entre Santos e Chapecoense pelo Campeonato Brasileiro. O Peixe leva vantagem nos confrontos com cinco vitórias, um empate e um triunfo da equipe de Santa Catarina. No primeiro turno deste ano, em partida disputada na Vila Belmiro, o Alvinegro da Vila venceu a equipe catarinense pelo placar de 1×0 com gol marcado pelo argentino Emiliano Vecchio.

Quem já esteve do lado de cá
Neto (Santos 2013-2014) – Destacou-se pelo Guarani, vice-campeão do Paulista de 2012. Neto foi trazido ao Peixe na temporada de 2013. Contudo, atuou pouco no ano em que chegou, pois teve uma grave lesão no joelho.  No ano de 2014 conseguiu ter mais sequência, se tornou titular na disputa do Paulistão, campeonato em que o Santos foi vice-campeão. Neto acumulou três vices Paulista seguidos, um pelo Guarani e dois pelo Santos. Na final contra o Ituano desperdiçou sua cobrança, o que selou o título da equipe de Itu. Ao todo foram 40 jogos e um gol marcado pelo Peixe. O zagueiro é um dos poucos sobreviventes do voo que dizimou grande parte do elenco da Chapecoense no final de 2016.
Apodi (Santos 2009) – O lateral direito chegou ao Santos emprestado pelo Cruzeiro na disputa do Campeonato Brasileiro de 2008. Após poucos jogos e atuações fracas foi repassado ao São Caetano, que disputava o Brasileiro da Série B. Apodi fez 12 partidas pelo Peixe e marcou um gol.
Wellington Paulista (Santos 2006) – O atacante foi contratado pelo Peixe para o Brasileiro de 2006 após se destacar pela equipe do Juventus. Wellington deixou a Vila no final do ano após atuar em 36 partidas e marcar dez gols.

Vitória com golaço de Lucas Lima
Pelo segundo turno do Brasileiro de 2016, o Santos enfrentou a equipe da Chapecoense na Arena Condá, em Santa Catarina. Com apenas três minutos de jogo, após uma falha do sistema defensivo da Chapecoense e com o goleiro Danilo fora do gol, Lucas Lima acertou um belo chute colocado de fora da área e abriu o placar da partida. O restante do jogo foi morno, o Santos se defendeu bem. A Chapecoense criou algumas boas chances, mas parou no goleiro Vanderlei. Final de jogo, Santos 1×0. Dos 14 jogadores do time de Chapecó que atuaram na partida, 12 fora vítimas fatais do acidente aéreo que aconteceu pouco mais de um mês depois. Apenas Neto sobreviveu ao acidente. O jovem meia, Hyoran, hoje no Palmeiras, não estava com a delegação no voo. O treinador Caio Júnior também faleceu na tragédia. Abaixo a ficha técnica da partida do ano passado:
23/10/2016 – Chapecoense 0 x 1 Santos
Gol: Lucas Lima aos 3min do primeiro tempo.
Local: Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina.
Renda: R$ 141.065,00
Público: 7.459 pessoas
Cartões Amarelos: Gimenez (CHA) Victor Ferraz, Luiz Felipe e Vanderlei (S)
SFC: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima (Yuri); Jean Mota, Copete (Fabián Noguera) e Ricardo Oliveira (Joel). Técnico: Dorival Júnior
ACF: Danilo; Gimenez (Hyoran), Thiego, Neto e Dener Assunção; Matheus Biteco, Gil, Cleber Santana; Tiaguinho (Arthur Maia), Ananias e Kempes (Bruno Rangel). Técnico: Caio Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *