Robert – 1995-1997/2000-2002

Published On 24/04/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana
Santos, 24/04/2017

Nome completo – Robert Silva Almeida
Período – 1995-1997/2000-2002
Posição – Meio-campista
Nascimento – 03 de abril de 1971, em Salvador, Bahia
Jogos – 251
Gols – 47

Histórico – Nascido em Salvador, e criado no Rio de Janeiro, Robert iniciou sua carreira no futebol no Olaria-RJ, em 1986, profissionalizando-se 4 anos depois, aos 19 anos.
Após se destacar no time carioca, foi contratado pelo Guarani, e posteriormente, pelo Rio Branco de Americana. Em março de 1995, Robert enfrentou o Santos ainda pela equipe do interior, e meses depois, já estava na Vila Belmiro.
Ainda como uma promessa do futebol, Robert fez parte do grandioso elenco de 1995, conquistando o Vice-Campeonato Brasileiro.
Em 1996, se consolidou na equipe santista, tornando-se um dos titulares da equipe. Realizou 59 jogos na temporada, além de assinalar 10 gols. Estatisticamente, foi seu melhor ano com a camisa santista.
No ano seguinte, foi fundamental na conquista do 5º Torneio Rio-São Paulo do Alvinegro de Vila Belmiro. Das 6 partidas disputadas, Robert esteve presente em 5.
Meses depois, Robert foi vendido ao Grêmio. Sua ultima partida em sua primeira passagem, foi justamente contra seu ex-clube, o Rio Branco, no dia 01 de maio de 1997.
Atuou por dois anos no Grêmio, e antes de retornar ao Santos, também passou pelo Atlético-MG.
Robert foi contratado pela 2ª vez no início de 2000, como uma das grandes esperanças da torcida santista, em um quadro totalmente oposto de 1995, quando o meia ainda era uma jovem promessa desconhecida.
Tornou-se um dos principais meio-campistas do país, e foi convocado para a Seleção Brasileira em 2001, para a disputa da Copa das Confederações. No início de 2002, teve uma rápida passagem por empréstimo ao São Caetano.
De volta a Vila Belmiro, Robert teve um papel primordial na equipe. Sua experiência foi mesclada a ousadia dos novos Meninos da Vila, a famosa geração de Diego e Robinho.
Robert atuou em 16 dos 31 jogos do Campeonato Brasileiro, e foi decisivo na grandiosa final. Logo no início da partida, Diego saiu de campo carregado devido a uma lesão, e Robert entrou em seu lugar, e teve uma magistral atuação, sendo um dos responsáveis pelo Santos ter vencido a partida e consequentemente o título.
Logo no início do ano, transferiu-se para o Consadole Sapporo-JPN, com a sensação de dever comprido. Atuou ainda pelo Corinthians, Bahia, e encerrou sua carreira no América-RJ.
Em 2015, iniciou sua carreira de treinador, no Sport Club Corinthians USA. Atualmente treina o União ABC, equipe do Mato Grosso do Sul.

ESTREIA
15/08/1995 – AA Internacional (Bebedouro) 0 x 0 Santos
Local: Estádio Sócrates Stamato, em Bebedouro, São Paulo.
Competição: Amistoso
Renda: R$ 13.523,00
Público: 6.638
Árbitro: Não informado
SFC: Edinho; Marquinhos Capixaba, Ronaldo Marconato, Cerezo e Piá; Gallo, Carlinhos, Robert (Marcelo Silva) e Marcelo Passos (Pintado); Macedo (Camanducaia) e Jamelli. Técnico: Joãozinho
AAI: Não informado
PRIMEIRO GOL
16/09/1995 – Portuguesa 0 x 2 Santos
Gols: Robert aos 16min do primeiro tempo; Giovanni aos 4min do segundo tempo.
Local: Canindé
Público: 4.447 pagantes
Renda: R$ 47.055,00
Cartões Amarelos: Zé Roberto e Rodrigo; Marquinhos Capixaba, Robert e Marcos Adriano
Árbitro: João Paulo Araújo
APD: Neneca; Edinho, Jorginho, Luisão e Zé Roberto; Roque, Capitão e Betinho (Leandro); Rodrigo, Tiba e Leto. Técnico: Levir Culpi
SFC: Edinho; Marquinhos Capixaba, Jean, Narciso e Marcos Adriano; Gallo, Carlinhos (Whelliton), Giovanni e Robert; Camanducaia e Jamelli. Técnico: Cabralzinho
ULTIMA PARTIDA
15/12/2002 – Corinthians 2 x 3 Santos
Gols: Robinho aos 37min do primeiro tempo; Deivid aos 30min, Ânderson aos 40min, Elano aos 43min, e Léo aos 46min do segundo tempo.
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo.
Competição: Campeonato Brasileiro
Público: 74.586
Renda: R$ 1.152.809
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: Fabinho, Fábio Luciano, Fabrício (C), Maurinho, Fábio Costa (S)
SCCP: Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho (Fabrício), Vampeta e Renato (Marcinho); Deivid, Guilherme (Leandro) e Gil. Técnico: Carlos Alberto Parreira
SFC: Fábio Costa; Maurinho, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Robert)(Michel); Robinho e William (Alexandre). Técnico: Émerson Leão

• Jogos e gols:
1995 – 29 jogos e 02 gols;
1996 – 59 jogos e 10 gols;
1997 – 28 jogos e 08 gols;
2000 – 54 jogos e 08 gols;
2001 – 48 jogos e 09 gols;
2002 –  33 jogos e 10 gols;
Total – 251 jogos e 47 gols

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “A Tribuna” de Santos;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *