Rubens Feijão – 1977-1981

Published On 08/11/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 07/11/2017

Nome completo – Rubens de Jesus
Período – 1977-1981
Posição – Meio-campista
Nascimento – 09 de maio de 1957, em Taubaté, São Paulo
Jogos – 134
Gols – 35

Histórico – Ainda como amador, envergando a camisa do EC Taubaté, Rubens representou a sua cidade natal nos Jogos Abertos do Interior, na oportunidade, realizada no Guarujá. Foi visto por um olheiro do Santos, e convidado para realizar testes. Aprovado, iniciou nas categorias amadoras do time santista, sob os olhares do treinador Chico Formiga.
Lançado pelo técnico Oto Glória, teve sua primeira chance na equipe principal em um clássico diante do Palmeiras. O garoto Rubens não se intimidou, e marcou o gol de empate santista na partida.
Se destacava pelo seu perfil elegante de carregar a bola, além das fortes chegadas ao ataque. Fez parte da Geração de Meninos da Vila de 1978, sendo Campeão Paulista desse mesmo ano.
Em 1980, Rubens Feijão começou de fato a mostrar seu grande valor. Virou titular da equipe, quando o técnico Pepe, o eterno Canhão da Vila, assumiu o comando técnico do time santista. Nesta temporada, Rubens atuou em 59 partidas, além de marcar 17 gols e distribuir diversas assistências. Foi o artilheiro da equipe em 1980, ao lado de Nilton Batata.
Permaneceu até 1981, quando foi contratado pelo Bangu-RJ, onde atuou até 1983. No Brasil, atuou ainda pelo Guarani, Ceará e Ferroviária-SP. Aos 30 anos, em 1987, foi contratado pelo Boa Vista/POR, e permaneceu na Europa até encerrar sua carreira.
Após pendurar as chuteiras, morou na Alemanha, onde tornou-se proprietário de um restaurante.

ESTREIA  E PRIMEIRO GOL
25/09/1977 – Palmeiras 1 x 1 Santos
Gols: Ivo aos 25min e Rubens Feijão aos 30min do primeiro tempo.
Local: Pacaembu – São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 310.490,00
Público: 16.023
Árbitro: Márcio Campos Sales
SFC: Ernani, Fausto, Joãozinho, Neto, Fernando, Carlos Roberto, Rubens Feijão, Nilton Batata, Aílton Lira (Bozó), Reinaldo (Juary) e João Paulo. Técnico: Oto Glória
SEP: Leão; Valdir, Jair Gonçalves, Beto Fuscão e Ricardo; Pires, Vasconcelos, Mardoni e Ivo; Toninho (Picolé) e Nei.
Técnico: Jorge Vieira
ULTIMO JOGO
22/05/1981 – Santos 1 x 1 Guarani FC
Gols: Elói – Jorge Mendonça
Local: Estádio Vila Belmiro – Santos (SP)
Competição: Campeonato Paulista
Renda: Cr$ 3.903.500,00
Público: 17.727 + 476 menores (18.203 total)
Árbitro: Márcio Campos Sales
SFC: Marolla (Ademir Maria), Suemar, Joãozinho, Amaral e Washington; Toninho Vieira, Elói e Pita; Osny, Rubens Feijão (Almir) e João Paulo. Técnico: Sérgio Clerice
GFC: Sidmar; Chiquinho, Jaime, Julio Cesar e Almeida (Ariovaldo); Edson, Jorge Mendonça e Angelo; Lucio, Ederson e Ernani Banana (Dagoberto). Técnico: Zé Duarte

• Jogos e gols:
1977 – 09 jogos e 01 gol;
1978 – 11 jogos e 00 gol;
1979 – 40 jogos e 16 gols;
1980 – 59 jogos e 17 gols;
1981 – 15 jogos e 01 gol;
Total – 134 jogos e 35 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Sessão “Que Fim Levou”, de Milton Neves;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *