Santos e a Liga contra o câncer, no Peru – (1955)

Published On 19/07/2017 | Memória Santista
Por Kadw Gomes
Santos, 19/07/2017

A segunda excursão Internacional do Santos, no ano de 1955, foi importante para ter a convicção que, através de jogos no exterior, a diretoria podia sanar as financias do clube e ainda contratar grandes jogadores e mante-los no elenco. Mas outro fato curioso e nobre também merece uma atenção.
Após o termino do Torneio Rio-São Paulo, a diretoria santista se organizou para mandar uma delegação ao Peru, onde jogaria oito partidas por três cidades daquele país: Lima, Arequipa e Cuzco. A excursão duraria um mês. Naquela época, o Peru vivia em turbulência politica e sofria na área da saúde.
Através de um golpe militar, o General Manuel Odría tornou-se presidente do Peru (1950-1956). Durante o governo de “Ochenio”, Odría teve um cunho voltado para à oligarquia de direita, porém, também seguia um curso populista que bastante o favorecia às classes baixas. Com ele surgia infraestrutura na área da saúde para os peruanos, inclusive quanto ao diagnostico precoce do câncer, algo que muito afetava o povo peruano no período. Contudo, o general foi digladiando os direitos civis e teve um excesso de corrupções. Assim, tornando ao mesmo tempo suas ações nobres suspeitas.
Em meio ao governo vigente, surgia também paralelamente uma Liga privada em 1950, na cidade de Lima, local onde o Santos fez sua estreia dia 05 de junho pela excursão, vencendo o Alianza Lima, campeão peruano, por 4 a 2. Essa liga, sem fins lucrativos, com caráter social e de caridade era a Liga contra o Cancro, ou câncer.
Tinha como funções a representação da sociedade civil para facilitar a adoção de medidas e garantir serviços na prevenção de doenças, pesquisa e melhores cuidados das pessoas afetadas por ela. Promovia a participação e mobilização dos cidadãos, a fim de envolver a comunidade na busca de soluções na luta contra o câncer. E planejamento e implementação de estratégias, programas e serviços para cuidar dos doentes e suas famílias na prevenção, formação e investigação.
E após vencer o campeão peruano, o Santos teve dois reveses e voltou a ter êxito (2×0) ante o Deportivo Municipal/PER, até que na partida em Arequipa (Santos 2×0 Pierola/PER), participou de uma ação nobre: aqueles jogos estavam sendo revertidos a doações em prol da Liga contra o câncer. E nessa participação o clube venceu a Taça colocada em jogo pelo Lions Club, oferecida à Liga. Atuou em mais três pelejas, vencendo todas: 4×0 no The Strongest/PER, 9×0 no Cienciano/PER e 4×0 no Universitário/PER. 

24/06/1955 – Pierola-PER 0 x 2 Santos
Gols: Del Vecchio aos 40min do primeiro tempo; Carlinhos aos 20min do segundo tempo.
Local: Estádio Melgar, em Arequipa, Peru.
Competição: Amistoso (Em favor da “Liga contra o Câncer
Público: 12.000 aproximadamente
Árbitro: Julio Aporto
Pierola: Santana; Vera e Bustamante; Lozada, Talavera e Ballon; Victor, Eduardo, Tejada, Diaz e Llamoca.
Santos: Barbosinha; Hélvio e Ivan; Sarno, Formiga e Urubatão; Del Vecchio (Carlinhos), Walter, Álvaro, Vasconcelos e Pepe. Técnico: Lula

Fontes/Referencias:
Almanaque do Santos F.C. (Guilherme Nascimento);
Centro de Memória e Estatísticas do SFC;

Liga Peruana de Lucha contra el Cáncer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *