Sérgio Guedes – 1989-1993/1996

Published On 31/05/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana
Santos, 31/05/2017

Nome completo – Ivanílton Sérgio Guedes
Período – 1989-1993/1996
Posição – Goleiro
Nascimento – 7 de novembro de 1962, em Rio Claro, São Paulo
Jogos – 242
Gols – 00

Histórico – Revelado pela Ponte Preta, Sérgio era considerado discípulo do goleiro Cláudio, ex-Seleção Brasileira, também revelado pela equipe de Campinas. Antes de acertar contrato com o Alvinegro, foi emprestado ao Araçatuba, no início da década de 80.
Contratado por Cz$ 100.000, em 1989, aos 26 anos, o arqueiro tomou conta da camisa 1 do Santos. No Paulista daquele ano, todos os empates eram decididos nas penalidades máximas. Foi a chance de Sérgio conquistar o torcedor santista. Em seus primeiros jogos, defendeu inúmeros pênaltis, e ganhou a confiança que necessitava.
Devido as sua ótimas atuações, foi convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez em 1990. Foi capitão em alguns jogos, e atuou no último jogo do Rei Pelé na Seleção, em um amistoso contra a Seleção do Resto do Mundo.
Permaneceu na Vila Belmiro até o fim de 1992, quando se transferiu para o Goiás. Atuou ainda pelo Cruzeiro, Internacional, Botafogo-SP, Lousano Paulistano, antes de retornar ao Santos, em 1996.
Disputou a posição com Edinho, e participou de apenas 11 jogos. No ano seguinte, não acertou a renovação, e foi atuar pelo São José-SP. Jogou ainda pelo Coritiba, América-SP, São Carlense-SP, e encerrou sua carreira na Portuguesa Santista, em 2003.
Como treinador, soma passagens pela Ponte Preta, Sport, São Caetano, Ceará, entre outros. Atualmente, dirigi o clube de sua cidade natal, o Rio Claro.

ESTREIA
22/03/1989 – XV de Novembro (Jaú) 0 x 0 Santos
Local: Estádio Zezinho Magalhães, em Jaú, São Paulo.
Competição: Campeonato Paulista
Renda: NCz$ 3.212,40
Público: 5.250 + 352 (5.702)
Árbitro: João Leopoldo Ayeta
SFC: Sérgio; Heraldo, Davi, Luiz Carlos e Wladimir; César Sampaio, Cesar Ferreira e Junior; Aluisio (Cesar Pereyra), Leonardo Manzi e Tuíco. Técnico: Nicanor Carvalho
ECXVN: Jair; Edinho, Ricardo, Tetila e Jorge; Mario, Elcio(Adriano) e Marcio; Rodolfo (Paulo Cesar), Nivio e Antonio Carlos. Técnico: Homero Cavalheiro
Decisão por pênaltis: SFC: Tuíco marcou (outros 3 gols não conhecidos); Heraldo, César Pereyra e Wladimir perderam pênaltis.
ECXVN: Jorge e Edinho marcaram (outros 3 gols não conhecidos); Elcio e Titi perderam pênaltis.
ULTIMO JOGO
24/11/1996 – Cruzeiro 2 x 1 Santos
Gols: Marcos Assunção – Paulinho McLaren e Ailton
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, Minas Gerais.
Competição: Campeonato Brasileiro
Renda: R$ 153.787,50
Público: 18.520
Árbitro: Wagner Azavedo
SFC: Sergio; Marcos Adriano, Jean (Edgar Baez), Ronaldo Marconato e Daniel; Rogério Seves, Marcos Assunção, Élder e Vagner (Baiano); Camanducaia e Alessandro. Técnico: Orlando Lelé
CEC: Dida; Vitor, Luizão, Célio Lúcio e Nonato; Fabinho, Ricardinho, Aílton e Palhinha (Da Silva); Paulinho McLaren (Leo) e Cleisson (Tico). Técnico: Levir Culpi

• Jogos e gols:
1989 – 58 jogos;
1990 – 65 jogos;
1991 – 46 jogos;
1992 – 62 jogos;
1996 – 11 jogos;
Total – 242 jogos

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Revista Placar;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *