Silva Batuta – 1967

Published On 28/11/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva,
Santos, 28/11/2017

Nome completo – Walter Machado da Silva
Período – 1967
Posição – Atacante
Nascimento – 02 de janeiro de 1940, em Ribeirão Preto, São Paulo
Jogos – 19
Gols – 11

Histórico – Revelado pelo São Paulo, o centroavante Silva teve suas primeiras chances na equipe principal aos 17 anos, em 1957. No ano seguinte, foi emprestado ao Batatais, e em seguida, retornou a sua cidade natal, para atuar pelo Botafogo de Ribeirão Preto. Destacou-se na equipe do interior, e após algumas temporadas, foi contratado pelo Corinthians. Foi nessa época em que recebeu o apelido de “Silva Batuta”.
No ano de 1964, se transferiu para o Flamengo, onde também fez grande sucesso. Devido as suas belas apresentações, foi convocado para a disputa da Copa do Mundo de 1966, envergando a camisa da Seleção Brasileira.
Após o Flamengo, Silva teve uma rápida passagem pelo FC Barcelona/ESP. Foi prejudicado por diversas burocracias, e foi utilizado com maior frequência apenas em amistosos.
Finalmente em 1967, Silva foi contratado pelo Santos FC, para reforçar o já potente ataque santista.
Além de seu porte físico, possuía uma grande técnica, e dentro da área sabia onde se colocar. Mesmo disputando as posições no ataque com Toninho Guerreiro e Douglas Franklin, Silva conseguiu atuar em algumas partidas como titular,  e foi peça importante na conquista do Título Paulista de 1967, assinalando 7 gols.
Após a conquista do Estadual, Silva deixou a Vila Belmiro, e retornou para o Flamengo.
Atuou ainda pelo Racing/ARG, onde tornou-se o único brasileiro artilheiro do Campeonato Argentino. Vestiu também as camisas de Vasco, Botafogo, Rio Negro-AM, Júnior Barranquila/COL e Tiquire Flores/VEN, onde encerrou sua carreira, em 1975.
Silva Batuta foi um dos grandes atacantes do futebol brasileiro.

ESTREIA  E PRIMEIRO GOL
23/07/1967 – Santos 2 x 1 Guarani
Gols: Oberdan (c) aos 7min. Carlos Alberto (p) aos 24min e Silva aos 27min do primeiro tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Renda: NCr$ 30.011,00
Público: 12.276
Árbitro: Armando Marques
SFC: Cláudio, Carlos Alberto, Joel Camargo, Oberdan e Rildo: Clodoaldo e Lima; Toninho, Silva, Pelé e Abel. Técnico: Antoninho
GFC: Dimas; Miranda, Paulo, Guassi e Diogo; Bidon e Milton; Osvaldo, Zé Roberto, Parada e Carlinhos. Técnico: Aparecido Silva.
ULTIMO JOGO
26/11/1967 – Santos 0 x 0 Portuguesa
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Renda: NCr$ 35.935,00
Público: 13.063
Árbitro: Olten Aires de Abreu
SFC: Gylmar; Carlos Alberto, Ramos Delgado, Joel Camargo e Rildo; Clodoaldo e Lima; Toninho, Silva, Pelé e Edu. Técnico: Antoninho
APD: Orlando; Zé Maria, Jorge, Marinho Perez e Augusto; Ulisses e Lorico; Rodrigues, Leivinha, Ivair e Dirceu. Técnico: Brandãozinho

• Jogos e gols:
1967 – 19 jogos e 11 gols;
Total – 19 jogos e 11 gols

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatística do Santos FC;
Sessão “Que Fim Levou”, de Milton Neves;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *