Strauss – 1930-1934

Published On 09/06/2016 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana,
Santos, 09/06/2016

Nome completo – Josef Strauss (Joszef Strausz)
Período – 1930-1934
Posição – Atacante
Nascimento – 18 de novembro de 1908, em Sopron, na Hungria
Jogos – 11
Gols – 05

Histórico – Vindo da Europa, o imigrante húngaro Josef Strauss chegou ao Brasil em janeiro de 1927, desembarcando no porto de Santos. Logo foi morar em São Paulo, com um amigo de seu irmão, que também era húngaro.
Strauss tinha como esporte favorito o futebol, e foi procurar algum clube na capital paulista onde pudesse atuar. Treinou alguns dias no Corinthians, porém, alegou “clima ruim” para poder exercer seu papel futebolístico. Depois da desagradável experiência, retornou a Santos, onde foi morar com seu irmão, Eugenio Strauss, e iniciou seus treinamentos no Santos.
Vestiu pela 1º vez a camisa do Santos pelo “Quadro B”, o “Santos B” da época, no dia 12/01/1930, em uma partida válida pelo Campeonato Santista, diante do Itapema FC.
Tinha como concorrente da posição, ninguém menos que um dos maiores craques da época, o atacante Feitiço, e por conta disso, atuava muito mais pela equipe B santista.
Atuou interruptamente pelo Alvinegro até 1933, quando foi emprestado para a Portuguesa Santista, porém, no ano seguinte, já estava de volta a Vila Belmiro.
Em 1935, foi atuar pela Portuguesa de Desportos, mas devido a uma lesão, sequer jogou uma partida pela equipe do Canindé. Retornou ao Santos, e atuou apenas pelo “Quadro B”, em 1936, quando resolveu encerrar a carreira, pois a lesão ainda o incomodava.
Após pendurar a chuteiras, se dedicou em construir sua família, e casou-se com Amalia Kauffmann, irmã do grande fotógrafo santista Boris Kauffmann. Teve 3 filhos, Rosa, Jack e Milton, 5 netos, Alessandro, Renato, André, Fabio e Érico, e 8 bisnetos, Allan, Cindy, Melanie, Alex, Alice, Felipe, Ingrid e Elisa.
É até hoje o único húngaro a atuar pelo Santos.
Faleceu em no dia 04/11/1971 aos 63 anos, em São Paulo, e deixou como herança para seus filhos e netos, o amor pelo Santos.

ESTREIA E 1º GOL
Gols: Requião (2), Strauss (2) e Bellido (contra) – Frederico
01/05/1930 – Hespanha FC 1 x 5 Santos
Local: Estádio Antonio Alonso, em Santos.
Competição: Amistoso (Taça José Saraiva)
Árbitro: Wenceslau de Souza
SFC: Victor; Aristides e Pinheiro; Hugo, Roberto e Alfredo; Paulino, Requião, Strauss, Passos e Anadyr.
Técnico: Platero
EFC: Edmundo; Dito e Pedro; Bellido, Dino e Evaristo; Bonelli, Caccioli, Benito, Colombini e Frederico.
Santos venceu a Taça José Saraiva
ULTIMO JOGO – QUADRO B
19/04/1936 – CA Albion 0 x 2 Santos
Gols: Franco II  (2).
Local: Em São Paulo.
Competição: Torneio Inicio da Liga Paulista 1936
Árbitro: Pausanias Pinto da Rocha ;
CAA: Rede; Celso e Dictão; França, Giosepi, Pastolari ; Gino, Tampinha, Chemp, Renato e Ulysses.
SFC: Raul; Saul e Meira; Dino, Ferreira e Pavuna; Strauss, Biruta, Maisal, Franco II e Antenor.
• Jogos e gols (oficiais, pelo time principal):
1930 – 04 jogos e 05 gols;
1931 – 01 jogo e 00 gol;
1932 – 02 jogos e 00 gol;
1933 – 01 jogo e 00 gol;
1934 – 03 jogos e 00 gol;
Total: 11 jogos e 05 gols

Fontes e Referências:
Família Strauss;
Milton Strauss e Jack Strauss;
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Almanaque do Santos FC;

Comments are closed.