Taça Brasil – 1966

Published On 08/04/2014 | Campeonato Brasileiro
Após 5 títulos consecutivos da Taça Brasil, o Santos fica com o vice-campeonato.
Como vice-campeão, o Santos teria direito de participar da Libertadores de 1967, porém, o Alvinegro entrou em acordo com a CBD e não foi inscrito na competição. Para o Santos era mais interessante excursionar pelo mundo, pois era muito melhor financeiramente.
SEMIFINAIS
09/11 – Náutico 0 x 2 Santos – Gols: Pelé e Pepe; Ilha do Retiro
17/11 – Santos 3 x 5 Náutico – Gols: Toninho Guerreiro [3]; Pacaembu
19/11 – Santos 4 x 1 Náutico – Gols: Toninho Guerreiro [4]; Pacaembu
FINAIS
31/11 – Cruzeiro 6 x 2 Santos – Gols: Toninho Guerreiro [2]; Mineirão
07/12 – Santos 2 x 3 Cruzeiro – Gols: Pelé e Toninho Guerreiro; Pacaembu
Campanha: Vice-Campeão; 05 Jogos; 02 Vitórias; 03 Derrotas; 13 GP; 15 GC; -02 SG
Artilheiros:
10 Gols: Toninho Guerreiro
02 Gols: Pelé
01 Gol: Pepe
Fichas Técnicas:
09/11/1966 – Náutico 0 x 2 Santos
Gols: Pelé aos 4min e Pepe aos 31min do segundo tempo.
Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco.
Público: 34.234
Renda: CR$ 98.272.000
Árbitro: Armando Marques
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro, Oberdan e Geraldino; Zito e Lima; Dorval, Toninho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Náutico: Lula; Gena, Mauro, Fraga e Clóvis; Zé Carlos e Vadinho; Miruca, Bita, Aloísio e Lalá. Técnico: Duque
17/11/1966 – Santos 3 x 5 Náutico
Gols: Toninho Guerreiro [3]; Bita [4] e Miruca
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público: 16.811
Renda: Cr$ 37.563.000,00
Árbitro: Armando Marques
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro e Geraldino (Joel); Zito e Oberdan; Dorval, Lima, Toninho Guerreiro, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Náutico: Aluísio Linhares; Gena, Mauro e Clóvis; Zé Carlos e Fraga; Miruca, Gilson (Aluísio); Bita, Ivan e Nino. Técnico: Duque.
19/11/1966 – Santos 4 x 1 Náutico
Gols: Toninho Guerreiro aos 17min e aos 26min do primeiro tempo; Toninho aos 17min e aos 22min e Bita aos 41min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público: 28.071
Renda: Cr$ 59.076.500,00
Árbitro: Armando Marques
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro, Oberdan e Zé Carlos; Zito e Lima; Dorval, Toninho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Náutico: Aluísio Linhares; Gena, Mauro e Clóvis; Zé Carlos e Fraga; Miruca, Gilson (Lalá); Bita, Ivan e Nino Finais. Técnico: Duque.
30/11/1966 – Cruzeiro 6 x 2 Santos
Gols: Toninho Guerreiro [2]; Zé Carlos (c), Natal, Dirceu Lopes [3] e Tostão.
Local: Estádio Mineirão, em Minas Gerais, Belo Horizonte.
Público: 77.325
Renda: Cr$ 222.314.600,00 (recorde brasileiro)
Árbitro: Armando Marques
Expulsões: Procópio e Pelé
Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Mauro e Zé Carlos; Zito e Oberdan; Dorval, Lima, Toninho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Cruzeiro: Raul; Pedro Paulo, William e Neco; Wilson Piazza e Procópio; Natal, Tostão, Evaldo, Dirceu Lopes e Hilton Oliveira. Técnico: Aírton Moreira
07/12/1966 – Santos 2 x 3 Cruzeiro
Gols: Pelé aos 23min e Toninho aos 25min do primeiro tempo; Tostão aos 19min Dirceu Lopes aos 28min e Natal aos 44min do segundo tempo.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo.
Público: calculado em 30.000
Renda: Cr$ 65.142.000,00
Árbitro: Armando Marques
Santos: Cláudio; Lima, Oberdan, Haroldo e Zé Carlos; Zito e Mengálvio;
Amauri (Dorval), Toninho, Pelé e Edu. Técnico: Lula
Cruzeiro: Raul; Pedro Paulo, William, Procópio, Neco; Piazza e Dirceu
Lopes; Natal, Tostão, Evaldo e Hílton Oliveira. Técnico: Aírton Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *