Triangular de Buenos Aires – 1962

Published On 24/05/2014 | Torneios Amistosos
Durante a excursão pela América do Sul de 1962, o Santos foi até a capital da Argentina, para disputar um torneio de pré-temporada, com dois dos principais clubes locais.
O primeiro embate foi diante do atual campeão argentino, e o time santista não teve piedade. Aplicou a maior goleada da sua história sobre um time argentino.
O Alvinegro não ficou com o título, porém, deixou sua marca diante dos “Hermanos”.
• Fichas Técnicas:
03/02/1962 – Racing/ARG 3 x 8 Santos
Gols: Coutinho aos 2min e aos 9min, Pepe aos 11min, Cielinkski (c) aos 43min e Sosa aos 40min do primeiro tempo; Cardenas aos 4min, Belém aos 12min, Pele aos 19min, Coutinho aos 23min, Pepe aos 33min e aos 42min do segundo tempo.
Local: Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, Argentina.
Público: 50.000 aproximadamente
Renda: 3.933.360 pesos ou Cr$ 19.350.000,00
Árbitro: Juan Carlos Pradaude
Santos: Laércio (Gylmar); Lima, Olavo, Calvet e Décio Brito; Zito (Getúlio) e Mengálvio (Tite); Dorval, Coutinho (Pagão), Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Racing: Negri, Bianco (Silas), Anido (Cielinkski) e Messias; Peano (Marsetta) e Sacchi; Corbata, Pizutti, Mansilla (Cardenas), Sosa e Belém
– Ao final da partida, o Santos recebeu a Taça Racing
06/02/1962 – River Plate/ARG 2 x 1 Santos
Gols: Onega aos 16min e Pando aos 21min do primeiro tempo; Decio Brito aos 24min do segundo tempo.
Local: Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, Argentina.
Público: 80.000 aproximadamente
Renda: 8.817.640 pesos
Árbitro: Luís Ventre
River Plate: Carrizzo; Sanez, Delgado e Echegarray; Capi e Varacka; Garcia (Delem), Pando, Artime, Onega e Roberto.
Santos: Laércio; Lima, Olavo e Décio Brito; Zito e Formiga; Dorval (Tite), Mengálvio, Coutinho (Pagão), Pelé e Pepe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *