Troféu Teresa Herrera – 1959

Published On 25/03/2014 | Torneios Amistosos
Por Gabriel Santana, 
Santos, 25/03/2014
Atualizado, 20/06/2016

O Troféu Teresa Herrera é um tradicional torneio que foi criado em 1946, e é disputado até hoje, realizado sempre na Espanha, na cidade de La Coruña.
Em suas primeiras edições, o torneio era disputado apenas por duas equipes, e ao longo dos anos, passou a ser disputado por quatro equipes. O Santos participou duas vezes do torneio, em 1959 e em 1986.
Em 1959, enfrentou o Botafogo de Garrincha, e faturou a taça espanhola, entusiasmando os espectadores, devido a bela apresentação do time santista.

• Crônica do jogo, por Jornal do Brasil:
“O Jogo começou equilibrado, com ataques dos dois quadros, mas sem que houvesse grande perigo para as duas metas.
Pelé aos 10 minutos, produziu a sua primeira jogada inteligente, assinalando um gol que seria anulado pelo juiz por considerar o meia santista em situação irregular. Depois foi Quarentinha que marcou para o Botafogo, mas o árbitro já havia interrompido a jogada.
O Santos, então, começou a crescer em campo e a dominar seu adversário, levando perigo constante á meta de Ernâni. Coutinho substituiu Afonsinho, no comando de ataque, e o “team” paulista consegui aos 39, o seu primeiro gol. Pelé invadiu a área e quando ia marcar foi derrubado por Tomé. O “penalty” foi batido por Pepe, com um tiro forte, que venceu Ernâni.
O Botafogo reagiu e conseguiu equilibrar o jogo até o final do primeiro tempo, não havendo mais gols.
Aos 14 minutos do tempo final, Airton foi substituído por Pampolini e logo depois, aos 16 minutos, Pelé, em boa jogada enganou a Ernâni e aumentou a vantagem para o Santos: 2 x 0. Coutinho, aos 22 minutos, assinalou novo gol para o Santos, fazendo Zagallo, dois minutos depois, em um belo tiro de fora da área, o único tento do Botafogo.
A equipe carioca animou-se com maior ímpeto, sem conseguir, porém outro gol. Aos 34, Pepe encerrou o placar, atirando forte e de longe.
O meia Pelé foi a maior figura do jogo, aparecendo o tempo todo como um perigo constante para Ernâni. Ramiro e Zito, na defesa, e Pepe, por seus chutes perigosos, foram os outros bons elementos do Santos. No Botafogo destacaram-se Borges, Nilton Santos e Garrincha.
A Taça Teresa Herrera foi entregue pelo Alcaide de Coruña, Sr. Sérgio Panamaria, ao capitão santista Zito, e o quadro paulista deu a volta olímpica pelo campo, sendo bastante aplaudido”.

1959 - Santos x Botafogo - Tereza Herrera (3)

A delegação santista exibe orgulhosamente, o grandioso Troféu! (Foto/Arquivo)

Ficha Técnica:
21/06/1959 – Santos 4 x 1 Botafogo
Gols: Pepe aos 39min do primeiro tempo; Pelé aos 16 minutos, Coutinho aos 22min, Zagallo aos 24min e Pepe aos 34min do segundo tempo.
Local: Estádio Municipal de Riazor, La Coruña; Espanha
Público: 40.000 pagantes
Árbitro: Blanco Perez; Espanhol
Santos: Lalá; Pavão (Formiga) e Mourão; Getúlio, Ramiro e Zito; Dorval (Alfredinho), Jair Rosa Pinto (Álvaro), Afonsinho (Coutinho), Pelé e Pepe.
Botafogo: Ernani; Tomé e Aírton (Pampolini); Chicão, Borges e Nilton Santos; Garrincha, Didi, Paulo Valentim, Waldir e Zagallo.

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Centro de Memória e Estatísticas do Santos FC;
Jornal Folha de São Paulo;
Jornal do Brasil;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *